DHTML Menu By Milonic JavaScript

Português » Espiritualidade » Peregrinações & Retiros » Rodes 2012 » Jesus é O Exorcista »

Jesus é O Exorcista

IFr. John Abberton
Pe. John Abberton

Todos nós sabemos que sem Nosso Senhor Jesus Cristo não podemos fazer nada e é desnecessário dizer que "Jesus é O exorcista", mas meditando nessa verdade, nos lembrando dos ensinamentos das Sagradas Escrituras e lembrando-nos de uma das mais poderosas orações de libertação, isso pode encorajar-nos em nossa fé. Acima de tudo, quando nos deparamos com o poder do mal, nós precisamos de FÉ.

Agora, por algumas vezes, no exercício do Ministério da libertação, Eu tenho usado esta passagem de São Paulo da Carta aos Filipenses:

"Dedicai-vos mutuamente a estima que se deve em Cristo Jesus.
Sendo ele de condição divina, não se prevaleceu de
sua igualdade com Deus,
mas aniquilou-se a si mesmo, assumindo a condição de escravo
e assemelhando-se aos homens.
E, sendo exteriormente reconhecido como homem,
humilhou-se ainda mais,
tornando-se obediente até a morte,
e morte de cruz.
Por isso Deus o exaltou soberanamente
e lhe outorgou o nome que está acima de todos os nomes,
para que ao nome de Jesus se dobre todo joelho
no céu, na terra e nos infernos.
E toda língua confesse, para a glória de Deus Pai,
que Jesus Cristo é Senhor." (2, 5-11)

 

Para encorajar as pessoas aflitas que vem a mim para serem ajudadas e para aumentar minha própria fé, eu costumo repetir algumas dessas frases, lentamente e, talvez, mais do que uma vez:

" para que ao nome de Jesus se dobre todo joelho
no céu, na terra e nos infernos."

Eu costumo falar para as pessoas convidando-os a colocar sua confiança no Senhor Jesus. Eu falo sobre o poder do nome de Jesus e lembro as pessoas que estamos rezando pelo poder desse Santo Nome.

FÉ é necessária para ambos exorcismo e libertação. O exorcista oficialmente nomeado tem uma grande consolação por saber que ele vai contra o mal não pelo seu próprio nome, mas em nome de seu bispo. Isso dá força para o exorcista pois ele não está sozinho. O Ritual de exorcismo é aprovado pela autoridade da Igreja e contem menções a sacramentos, e a santidade da Igreja. Incorporado a Igreja estão aqueles no Céu - a "Igreja triunfante" - a Mãe de Cristo e os santos, assim como os coros dos anjos que estão continuamente louvando a Deus. O exorcista é encorajado a rezar contra o mal com grande confiança, sabendo do poder colocado a sua disposição.

O ministro de libertação, se ele ou ela não é padre, não tem a mesma garantia de suporte espiritual, mas, mesmo assim, através do batismo e através do poder de Cristo, um leigo engajado no ministério de libertação pode ser muito eficiente. Qualquer um engajado na libertação precisa ser uma pessoa forte na fé. São Pedro nos fala para resistir ao demônio "na fé".

Alguns anos atrás uma declaração do Vaticano alertou aos leigos para não confrontarem os espíritos malignos diretamente, falar esses comando diretos deveria ser apenas para ser usado por padres exorcistas ( e nem mesmo por padres que não são exorcistas). Isso tem sido um desafio e está claro que o Espírito Santo chama algumas pessoas para estarem contra os espíritos malignos, na fé, com o poder de Deus. A essas pessoas são dados carismas especiais pelo Espírito que escolhe quem Ele deseja para fazer esse trabalho. Aqueles que acreditam que são chamados para o ministério de libertação precisam falar com um exorcista e, talvez, em algumas ocasiões, ao bispo local. Ninguém deve assumir esse trabalho sem o consentimento e o suporte de alguém que tenha autoridade e experiência.

Embora o exorcista tenha confiança que ele tem o suporte da Igreja através de seu bispo, ele ainda assim precisa de uma fé forte. Isso se faz claro na introdução do Ritual de Exorcismo oficial. Para o exorcismo formal, quando alguém é atualmente possesso, o exorcista precisa de permissão explicita para atuar em cada caso individual. Possessão é ainda raro, mas pode se tornar mais comum no futuro (por um número de razões, incluindo o fato de que muitas pessoas não são batizadas). Contudo, os exorcistas estão normalmente ocupados com casos que precisam de libertação. Alguns desses casos podem ser graves e às vezes eles pode deixar dúvida se estamos lidando com uma necessidade de libertação ou de exorcismo. Isso muitas vezes não é claro e o exorcista ou o ministro de libertação precisa exercitar a disciplina ou o dom do discernimento.

Em tudo isso, a fé é primordial e essa fé é dada e construída em Cristo. Nós nunca podemos esquecer que Cristo é o real exorcista. Eu quero dizer mais sobre isso, assim podemos deixar claro o que queremos dizer quando falamos sobre o poder de Cristo.

Primeiro, o poder através do qual Jesus expulsa os demônios é o poder do Santo. É Cristo Mesmo quem nos dá Seu Espírito.

No evangelho de São João (Jo20,22b), falando sobre o segundo encontro de Jesus Ressuscitado com os Apóstolos, nós lemos:

"...soprou sobre eles dizendo-lhes:  'Recebei o Espírito Santo. Àqueles a quem perdoardes os pecados, ser-lhes-ão perdoados; àqueles a quem os retiverdes, ser-lhes-ão retidos.' "

No final do Evangelho de São Marcos (Mc 16; 17-18), Jesus fala aos Seus Apóstolos sobre eles e todos os que acreditarem.

"Estes milagres acompanharão os que crerem: expulsarão os demônios em meu nome, falarão novas línguas, manusearão serpentes e, se beberem algum veneno mortal, não lhes fará mal; imporão as mãos aos enfermos e eles ficarão curados."

No Evangelho de São João, Jesus fala a seus Discípulos que eles farão obras maiores do que as dele por causa do Espírito Santo. O Espírito só veio por causa da morte, ressurreição e ascensão de Cristo e através do Espírito, é Jesus Mesmo que atua dentro e através de Seu Corpo, a Igreja.

Tem alguma razão especial por que Jesus de Nazaré era tão poderoso contra os espíritos maus? Claro, falaremos: "Ele é o Filho de Deus". Isso é como Ele era reconhecido pelas "legiões" de demônios que possuíam o Geraseno endemoniado ( Lucas 8,26ss). Quando Jesus se aproximou eles disseram:

"Por que te ocupas de mim, Jesus, Filho do Deus Altíssimo? Rogo-te, não me atormentes!"

Mas isso nos ajuda a ir adiante. Jesus foi reconhecido em Sua humanidade como "O Filho de Deus", e é na Sua humanidade que Ele expulsa os demônios. Foi uma mão humana que foi levantada, uma voz humana que comandou. Jesus é os dois Deus e homem mas não devemos subestimar Sua humanidade como se ela fosse apenas uma capa ou máscara. Como um Filho de Deus perfeitamente obediente, Jesus é também o "Novo Adão" e nas palavras do Santo Papa João Paulo II (e do Concilio Vaticano II), É Jesus quem "revela o homem para ele mesmo". Nossa verdadeira humanidade é encontrada apenas Nele. Ele é o Salvador do mundo precisamente por que Ele é o Deus-homem. Nós precisamos meditar no mistério de sua Incarnação para conseguir um respeito adequado do Seu poder contra o mal neste mundo. Jesus falou com uma autoridade que era incomum - isso foi comentado.

"Ele manda até nos espíritos imundos e lhe obedecem!" (Mc 1,27b) etc

É por que Jesus derrotou o mal em sua humanidade que nós podemos derrotar o mal. Em Apocalipse de São João, o Livro das Revelações, quando os anjos rebeldes são lançados para fora do Céu, eles descem para a terra e eles atacam a nós da terra e não apenas do inferno. Eles fazem guerra contra a humanidade e é por causa de dois humanos sem pecados que vieram ao mundo, Jesus e Sua Santa Mãe, que nós podemos reivindicar a vitória sobre o mal. A Humanidade triunfou através de Jesus, o Messias e Maria permaneceu em pé com Ele na Sua vitória e com Maria estão todos seus filhos e filhas dados a ela na Cruz. Com Jesus e Sua Mãe nós permanecemos vitoriosos sobre nosso inimigo - aquele que baixou para fazer guerra contra toda a humanidade. Nossa bandeira é a Cruz, o nome do vencedor é Jesus Cristo, a líder do exército vitorioso é a Mãe de Deus que, por si mesma, é o Grande Sinal da vitória de Deus. Nós precisamos ver a nós mesmos como membros de um exército invencível, embora às vezes tenhamos sérios problemas na batalha e lutando no calor da conflito. Nós não acreditamos em nós mesmos mas em Cristo. Mesmo se morrermos na batalha nós já ganhamos por que mesmo a morte foi vencida. É por esse conhecimento dessa vitória que nós podemos confrontar os espíritos malignos e até mesmo o próprio demônio sabe que Cristo está conosco.

Eu recentemente testemunhei a veracidade de tudo isso quando eu estava rezando com uma senhora idosa que teve problemas com espíritos malignos por quase 40 anos. Ela é uma mulher de grande fé, e alguém que sofreu muito em sua vida. Ao rezarmos juntos ela recebeu o dom da visão interior e era capaz de dizer-me o que estava acontecendo quando nós tentávamos expulsar um espírito maligno. Porque era o mês de Julho, que é devotado ao Precioso Sangue, eu pedi através de uma longa e bonita oração em honra ao Sangue de Cristo e eu rezei em nome e em honra ao Sangue de Jesus. Eu também pedi a ajuda de Maria e dos Santos (incluindo seu santo padroeiro). Perto do final da sessão, ela me falou que ela podia ver o Sagrado Coração que estava empurrando o demônio para fora dela. Isso era um lembrete para mim para falar-lhe ao ouvido, como que falando para o demônio, "Jesus é o exorcista". Ela me falou que Ele continuava e empurrar o demônio para fora dela. Ele já tinha, numa ocasião anterior, removido um espírito mau. Assim que a "causa" do demônio a deixou, ela me falou que o Sagrado Coração sorriu para ele. Ela estava totalmente liberta e tinha um tremendo sentimento de paz.

A santidade de vida é nossa maior defesa, mas essa santidade não é algo que nós alcançamos por nosso próprio esforço. A verdadeira santidade vem da tentativa de viver em união com Cristo. Nós precisamos dizer com São Paulo: "Já não sou eu que vivo, mas é Cristo que vive em mim". Esse tipo de santidade é suficiente para despachar os demônios. São João Vianney, o Cura D'Ars, não era um exorcista oficial, mas os demônios não podiam suportar ficar em sua presença quando alguém estava possesso ou alguém precisasse de libertação, pedia-lhe socorro. Essa santidade é dada pelo Espírito Santo pelo nome de Jesus Cristo. Nós sempre precisamos lembrar que nós não podemos nada sem Jesus, então nossa principal prioridade, enquanto estamos engajados nas batalhas espirituais ou não, é buscar a união com Cristo. Ele nos convida a começa a viver em Sua companhia. Como Ele continuamente nos pergunta, "Nós, Nos"? Sim, Senhor, onde quer que estejamos, seja qual for o perigo que encontremos, na frente do próprio mal, será "Nós, Nos". Como costumamos dizer no Movimento do Cursilho, "Cristo e eu estamos em maioria absoluta" e, como sabemos, para acentuar o positivo, não há nada que eu não possa fazer em Cristo Jesus meu Senhor. Como São Paulo também disse "Não pode ficar entre nós e o Amor de Cristo... Nem a morte nem a vida, nem anjo (escute isso!), nem principado (nem mesmo o principado dos demônios!), nada que existe (nada no céu, na terra ou no submundo!), nada resta para vir, nenhum poder (!), ou altitude ou profundidade, nem criatura alguma, pode vir entre nós e o amor de Deus feito visível em Cristo Jesus, nosso Senhor" (Romanos 8, 35 e 38ss). AMÉM

 
Espiritualidade
Orações
Discursos
Cartas
Trabalhos
Milagres
Reflexões nas Mensagens
Grupos de Oração
Peregrinações & Retiros
    10a Peregrinação Ecumênica de A Verdadeira Vida em Deus na Itália
    Rodes 2012
        Discurso de Abertura de Vassula no Retiro Internacional em Rodes, 2012
        Transformação do Espírito de Alguém Através do Arrependimento e Amor
        Jesus é O Exorcista
        Ora ao Senhor e Ele te Curará
        Pecados Mortais e Libertação
        Exorcismo, Possessão e Libertação
        O poder do Espírito Santo que transforma o mal em bem
        Qual é a diferença entre oração de libertação e exorcismo?
    9a. Peregrinação Ecumênica de A Verdadeira Vida em Deus na Terra Santa
    8a. Peregrinação Ecumênica de AVVD em Roma
    Rhodes, Greece 2010
    Retiro de Evangelização em Roma, 2010
    Peregrinação Bíblica na Grécia, 2009
    Retiro no México, 2009
    Reunião no Egito, abril de 2008
    Retiro no Brazil em 2008
    Peregrinação Bíblica na Turquia, 2007
    Retiro em Barcelona, 2006
    Peregrinação no Líbano, Síria e Jordânia, 2005
    Retiro em Meteora, 2004
    Peregrinação ao Egito, 2002
    Peregrinação na Terra Santa em 2000
    Peregrinação na Terra Santa, 1998
Profecias
A Paixão

Orações
Orações Selecionadas das Mensagens
 

Discursos
Discursos de Vassula e vários outros colaboradores listados em ordem cronológica
 

Cartas
Vassula escreve sobre vários temas
 

Trabalhos
Trabalhos e outros escritos de vários colaboradores sobre vários temas
 

Milagres
Um NOVO projeto realizado em Nov 2006. Coleção de gravações de milagres associados com Vassula e a AVVD
 

Reflexões nas Mensagens
Meditações, reflexões e comentários sobre algumas mensagens selecionadas
 

Grupos de Oração
Grupos de Oração de AVVD e Associações
 

Peregrinações & Retiros
Próximas e já realizadas peregrinações e retiros de A Verdadeira Vida em Deus
 

Profecias
Artigos e Inspirações relacionadas a profecias
 

A Paixão
Vassula experimenta a Paixão de Jesus
 

 
 
MENSAGEM DO DIA:

Minha Filha, A Tua Mãe Toma Cuidado De Ti
 
MENSAGEM ANTERIOR:

Eu Virei A Vós Inesperadamente, Numa Coluna De Fogo Ardente!
 
 
 



Pesquisa Rápida

© Vassula Rydén 1986 Todos Direitos Reservados
X
Enter search words below and click the 'Search' button. Words must be separated by a space only.
 

EXAMPLE: "Jesus Christ" AND saviour
 
 
OR, enter date to go directly to a Message