DHTML Menu By Milonic JavaScript

Português » Espiritualidade » Peregrinações & Retiros » Reunião no Egito, abril de 2008  »

Participando da Páscoa Greco-Ortodoxa e contemplando o Mistério da Paixão de Nosso Senhor

Alexandria-Egito Abril 2008

Páscoa dos Cristãos, da Unidade, do Amor, da Compaixão e da Piedade. 158 pessoas de diferentes confissões religiosas de 24 países, unidas na Palavra de Deus reuniram-se para a celebração da Páscoa Grego Ortodoxa, em Alexandria no Egito.

Dia 1 – Quinta-feira Santa

A Alexandria foi durante seus 2300 anos de história um cruzamento de cultura e de continentes (arte e literatura), e um ponto de partida para o deserto para numerosos eremitas. Reunimos-nos naquela cidade de 17 milhões de habitantes e 24 Km de costa Mediterrânea, num encontro de Cristãos unidos recebidos com amor na manhã da Quinta- Feira Santa pelo Patriarca de Alexandria e para toda a África K.K. Theodore II, para assistir a Ultima Ceia no Monastério de St. Savvas. 

O Patriarca nos envolveu com seu sorriso e ficamos prazerosamente surpresos pela sua amabilidade e humildade. Aplacamos nossa sede no interior dos jardins do monastério e então ele nos conduziu para um pequeno passeio ao redor do hall, onde estão expostos os retratos dos ex- Patriarcas. Ele então nos convidou a entrar no Patriarcado, um oásis de beleza, fulgente limpeza, ordem e calma, localizado no coração da cidade caótica e barulhenta de Alexandria. O Patriarca (que foi missionário em vários países da África por muitos anos antes de ser eleito Patriarca de Alexandria e África) teve uma animada conversa com Vassula e alguns outros viajantes. Ele abriu as portas do Patriarcado com envolventes boas vindas e fez um discurso na sala do trono para nos receber oficialmente dizendo:

“Do fundo do meu coração, desejo, oficialmente, dar as boas-vindas a todos, aqui na Sala do Trono onde nosso patrono é São Marcos, o Apóstolo e Evangelista. Nesta manhã, eu vos recebi no Monastério de São Savvas, um enorme monastério, fundado no século IV. Hoje, os recebo oficialmente em nosso Patriarcado, cuja história de 2000 anos vai dos tempos de Cristo até o presente. Então de um lado, com exceção do Apóstolo Paulo, temos nossa história envolvendo os grandes Apóstolos, cujos sucessores foram os Grandes Pais da Igreja. Aquela história nos conduz aos tempos presentes e então podemos ver todos os Patriarcas que foram designados para Alexandria a sua direita e esquerda.

Tudo isto é nossa herança; o futuro está a nossa frente: são para nós todas as terras da África. É por isto que gostaria que soubessem que antes de subir os degraus do Trono de São Marcos, fui missionário em Camarões, Sudão, Gabão, Zimbabwe, Moçambique, Malawi, Botswana e Angola. Como missionário, portanto eu realmente conheci a África, as dificuldades que ela enfrenta a enorme pobreza, todavia acima de tudo, durante todas as minhas jornadas, encontrei pessoas que estavam buscando – buscando o amor de Jesus. Foi por isso, Vassula, que fiquei muito tocado quando vocês cantaram para Jesus Cristo alguns minutos atrás e meus pensamentos se voltaram imediatamente para todas as minhas crianças Africanas que também elevam suas mãos para os céus e cantam em milhares de línguas sobre Jesus; o amor de Jesus que tão desesperadamente precisamos. Estou planejando para breve fazer uma longa viagem a Gana e recentemente retornei de Madagascar. E agora, gostaria de acolher vocês do fundo do meu coração, especialmente você, Vassula, como eu disse esta manhã, na igreja, bem-vinda a sua terra natal, vem-vinda à terra do seu nascimento, e cumprimentos a todos os que acompanham você. Como se diz aqui, Vassula, “Todos os que bebem das águas do Nilo nunca esquecem este país”.

Também gostaria de cumprimentar o Bispo da Índia – bem-vindo caro irmão, ao nosso Patriarcado Apostólico. Desejo boas-vindas ao monge, você, Irmã, você, Padre e você Padre da Igreja Católica Romana e dizer que os recebo com muito mais amor, nós amamos vocês e que nós estamos sob a mesma proteção e amor de Nosso Grande Senhor, Jesus Cristo. 

Vassula, eu gostaria de agradecer por esta oportunidade de estarmos reunidos nos próximos dias. Nesta manhã seguiremos juntos a Paixão de Nosso Senhor. Amanhã adoraremos antes de Sua Morte e viveremos em nossos corações palpitantes Sua Paixão e Sua Ressurreição. E que esta alegria – este é o meu desejo – que a alegria da Ressurreição e a Luz estejam conosco todos os dias de nossas vidas. Em nome de Jesus Cristo, quero abençoar todos vocês e suas famílias e, por favor, saibam que Alexandria e as portas do Patriarcado estarão sempre abertas para vocês. Obrigado”.

Uma calorosa recepção foi oferecida a Vassula e a todos nós, estranhos uns aos outros mas irmãos e irmãs em Cristo, que partiram de 24 países diferentes e representaram muitas confissões de fé como enfatizou o Patriarca, para celebrar a Páscoa junto com os Cristãos Grego Ortodoxos de Alexandria. A recepção terminou com um hino "We praise Thee, we bless Thee" o qual foi entoado maravilhosamente por sua Eminência. 

Na Igreja da Anunciação que está localizada no Patriarcado à noite, assim que nós entramos na Igreja, Sua Eminência enviou seu sacerdote para chamar Vassula para sentar na fila da frente e pediu que ela chamasse todos os nossos sacerdotes para sentar no lado oposto ao dele em lugar de honra. Então foram lidos os 12 Evangelhos que descrevem a Paixão e nós lemos e ouvimos atentamente a celebração da Crucificação de Jesus Cristo. "Hoje Aquele que sustenta as águas sobre a terra, está suspenso no madeiro"

 

Dia 2 – Sexta-Feira

Na Sexta Feira Santa, todos os Cristãos do mundo revivem o clímax do divino drama da Paixão do Senhor. Na atmosfera de devoção do Monastério de São Savvas, participamos da celebração da descida do corpo do Cristo da cruz. Na igreja estavam jovens estudantes de teologia da universidade que vieram de diferentes países africanos. Durante a celebração, o Patriarca removeu o corpo crucificado de Nosso Senhor da cruz e o envolveu em um pano limpo. O Santo Corpo de Cristo foi colocado dentro do Epitáfio - que tinha sido decorado com flores pelas mulheres da paróquia na manhã anterior – para que todos viessem adorá-Lo. Os fiéis então jogaram pétalas de rosas sobre o Corpo de Jesus sob o pesaroso dobre dos sinos da igreja. Nós nos ajoelhamos em oração diante do Epitáfio antes de partir para o encontro como o presidente da comunidade grega que nos tinha oferecido o teatro para assistir o filme de Mel Gibson “A Paixão de Cristo”.

O majestoso estilo e beleza dos lugares que visitamos refletem a influência dos gregos nos tempos antigos. Fomos profundamente tocados por este filme.

Depois de um pequeno descanso já era noite e partimos para a Igreja da Anunciação. Assistimos a celebração que foi encerrada com a procissão do Epitáfio ao redor da Igreja.

 

Dia 3 – Sábado Santo

Pela manhã um tour pela cidade de Alexandria incluiu o lugar do famoso farol de Alexandria substituído no século 15 por uma fortaleza, e a visita às catacumbas. Caminhamos ao longo da praia, onde comerciantes vendiam comidas típicas e presentes enquanto tirávamos fotos. Á noite, na Igreja da Anunciação, participamos da magnífica celebração da Páscoa recebendo a Sagrada Comunhão e a Luz Sagrada da Ressurreição de sua Eminência o Patriarca. Pouco antes da meia noite, todas as luzes da igreja foram desligadas e exatamente à meia noite Sua eminência entoou o hino “Aqui, recebam a Luz". Todos nós ficamos muito impressionados com a abertura de Sua Eminência na hora da Comunhão, desde o primeiro dia, por que ele nunca fez qualquer distinção entre os Ortodoxos e os Católicos Romanos, mas deu o Corpo e Sangue de Jesus Cristo para todos nós. Louvado seja o Senhor e toda glória Lhe seja dada. Amém.

Em Jerusalém, depois que a Luz Sagrada é acesa, o Patriarca passa para os representantes das outras igrejas e para os fiéis presentes na Igreja do Santo Sepulcro. Então, a Luz Sagrada é transportada em um vôo especial da Olympic Airways para a Catedral Ortodoxa em Atenas e para as outras catedrais da Grécia e todos os Patriarcados Ortodoxos, escoltada pela igreja, políticos e representantes militares e com a mesma cerimônia que é feita a um chefe de estado.

 

Dia 4 – Domingo de Páscoa

Às onze horas da manhã no Monastério de São Savvas, nós participamos das vésperas do amor, ocasião em que o Evangelho é lido em muitas línguas. Sua Eminência o Patriarca nos ofereceu conforme o costume Grego Ortodoxo ovos vermelhos. Tradicionalmente os ovos são tingidos na quinta feira santa, o ovo tingido de vermelho simbolizando o sangue de Jesus que foi derramado pela nossa salvação. Vermelho é também a cor da alegria – alegria da Ressurreição de Jesus Cristo!

Mais tarde, partimos para a festa da Páscoa que se realizou nos jardins da comunidade. As mesas foram arrumadas sob tendas para nos proteger do sol muito quente. Fomos presenteados pelo delicioso aroma de costelas de carneiro e salsichas e, é claro, havia música popular grega tocando, tudo combinado para criar uma atmosfera muito agradável. Depois, demos adeus ao Patriarca e a nossos novos amigos da Comunidade Grego Ortodoxa de Alexandria com a esperança de um dia nos encontrarmos novamente.

 

Dia 5 – Oitava da Páscoa - Segunda-Feira

Pela manhã visitamos a famosa biblioteca de Alexandria. O busto de Alexandre, o Grande domina a entrada do Museu. A Nova Biblioteca está localizada quase no mesmo lugar da antiga. Parcialmente submersa numa piscina d´água, o edifício tem o aspecto de um disco inclinado para o Mar Mediterrâneo evocando a imagem do sol egípcio iluminando o mundo. O teto inclinado permite a vista muito clara do mar e o uso da iluminação indireta da luz do sol que penetra na maioria dos departamentos da Biblioteca.

Em nossa viagem de Alexandria ao Cairo, que levou mais de 5 horas devido a obras na rodovia, finalmente chegamos ao Mosteiro Copta de São Makarios, a 92 Km do Cairo, no lado leste do deserto. Foi fundado em 360 DC por São Makarios - que ali está enterrado - e nos dias atuais, monges de todo o mundo moram lá. Um monge muito gentil nos deu as boas vindas na entrada do Mosteiro e se ofereceu para ser nosso guia. Depois de nos mostrar os arredores, ele nos deu permissão de usar a igreja de São Makarios - onde estão guardadas as relíquias de três Santos Makarios do Egito – de modo que pudéssemos participar de uma Missa celebrada pelo Bispo Toppo e os padres que participavam da peregrinação. Este foi um verdadeiro presente de Nosso Amado Senhor, pois soubemos que isto nunca foi permitido antes. Esta foi a primeira vez que a celebração foi presidida pelos nossos sacerdotes de AVVD numa Igreja Copta! Chegamos ao nosso hotel no Cairo tarde da noite depois de uma viagem cansativa.

Dia 6 – Oitava da Páscoa - Terça-Feira

Participamos da Missa na Igreja de São José com o Bispo Toppo e os padres participantes da peregrinação. Logo após fizemos um passeio pelo Cairo. Visitamos as famosas pirâmides e a Esfinge - monumentos simbólicos da civilização egípcia no meio do deserto. Montar num camelo nesta parte do mundo é considerado uma necessidade. Os beduínos ficam circulando com seus camelos em busca de fregueses que desejem pagar para montar enquanto os seus filhos pressionam os turistas tentando vender réplicas históricas e artesanatos.

Paramos para uma deliciosa refeição. No caminho em direção ao hotel fizemos uma pequena visita a uma área do Nilo onde, em 12 de Março de 1976, depois da Missa matinal, pessoas observaram um objeto flutuando na água a alguns passos do local onde a Sagrada Família desembarcou. Era uma “bíblia flutuante” aberta em Isaias, 19,25: “Bendito seja meu povo do Egito”. A Bíblia é mantida em segurança dentro da Igreja.

 

Dia 7 – Oitava da Páscoa – Quarta-Feira

Após a Missa na Igreja de São José, visitamos a Igreja de Nossa Senhora Mãe de Deus em Zeitoun, onde Nossa Senhora apareceu sobre o domo da igreja em 1968, por um período de mais de dois anos. Nossa Senhora apareceu banhada de luz acompanhada por pombas, enquanto o aroma de incenso enchia o ar. Durante as aparições, aconteciam milagres com Cristãos e não Cristãos. Estes repetidos milagres de sua presença tornaram a Igreja um lugar de peregrinação regular visitado não somente por Cristãos, mas também muitos Muçulmanos que amam Nossa Senhora. 

A seguir fomos ao famoso mercado Khan el Khalil. Construído em 1382 e é um dos maiores locais de compras do Cairo. Colorido e barulhento, ele é como um tradicional mercado árabe deve ser. Mesmo que você não esteja interessado em comprar, a variedade e as cores das mercadorias, o cheiro dos temperos e as cafeterias típicas, fazem deste mercado um dos espetáculos mais interessantes do Cairo e um sonho para todos os visitantes.

A Igreja de São George no velho Cairo era familiar a muitos de nós. Durante a peregrinação da AVVD em 2002, Sua Eminência Theofylactos Bispo da Babilônia, nos apresentou naquela igreja as boas vindas em nome do Patriarca de Alexandria. Ajoelhamos-nos em frente ao ícone de São George e como devotos aguardamos nossa vez de usamos as correntes do mártir ao redor de nossos pescoços.

Em nossa última noite no Cairo, jantamos no barco "Nile Pharaoh" uma réplica dos barcos construídos durante a dinastia Ptolomaica. Durante duas horas a bordo, apreciamos uma rica refeição acompanhada por uma banda de música egípcia ao fundo. A agradável atmosfera do convés, o frescor da noite e as luzes sobre o Nilo combinadas criaram uma impressão de sonhos do Egito passado e presente.

 

Agradecemos ao Senhor por esta abençoada união sob Seu Santo Nome e permanecemos na esperança de acompanhar a Páscoa Grego Ortodoxa, outra vez, no próximo ano e de contarmos com Sua Eminência o Patriarca Theodoros II.

A Verdadeira vida em Deus - Grécia

 

Um vídeo deste encontro em Alexandria pode ser visto AQUI

Participando da Páscoa Greco-Ortodoxa e contemplando o Mistério da Paixão de Nosso Senhor

 
Espiritualidade
Orações
Discursos
Cartas
Trabalhos
Milagres
Reflexões nas Mensagens
Grupos de Oração
Peregrinações & Retiros
    10a Peregrinação Ecumênica de A Verdadeira Vida em Deus na Itália
    Rodes 2012
    9a. Peregrinação Ecumênica de A Verdadeira Vida em Deus na Terra Santa
    8a. Peregrinação Ecumênica de AVVD em Roma
    Rhodes, Greece 2010
    Retiro de Evangelização em Roma, 2010
    Peregrinação Bíblica na Grécia, 2009
    Retiro no México, 2009
    Reunião no Egito, abril de 2008
    Retiro no Brazil em 2008
    Peregrinação Bíblica na Turquia, 2007
    Retiro em Barcelona, 2006
    Peregrinação no Líbano, Síria e Jordânia, 2005
    Retiro em Meteora, 2004
    Peregrinação ao Egito, 2002
    Peregrinação na Terra Santa em 2000
    Peregrinação na Terra Santa, 1998
Profecias
A Paixão

Orações
Orações Selecionadas das Mensagens
 

Discursos
Discursos de Vassula e vários outros colaboradores listados em ordem cronológica
 

Cartas
Vassula escreve sobre vários temas
 

Trabalhos
Trabalhos e outros escritos de vários colaboradores sobre vários temas
 

Milagres
Um NOVO projeto realizado em Nov 2006. Coleção de gravações de milagres associados com Vassula e a AVVD
 

Reflexões nas Mensagens
Meditações, reflexões e comentários sobre algumas mensagens selecionadas
 

Grupos de Oração
Grupos de Oração de AVVD e Associações
 

Peregrinações & Retiros
Próximas e já realizadas peregrinações e retiros de A Verdadeira Vida em Deus
 

Profecias
Artigos e Inspirações relacionadas a profecias
 

A Paixão
Vassula experimenta a Paixão de Jesus
 

 
 
MENSAGEM DO DIA:

Lembra Aos Meus Discípulos Os Meus Métodos De Ensino
 
MENSAGEM ANTERIOR:

Se O Mundo Te Odeia, É Porque Tu Me Amas
Reza Por Aqueles Que Tramam Incríveis Maquinações Contra O Meu Espírito Santo

 
 
 



Pesquisa Rápida

© Vassula Rydén 1986 Todos Direitos Reservados
X
Enter search words below and click the 'Search' button. Words must be separated by a space only.
 

EXAMPLE: "Jesus Christ" AND saviour
 
 
OR, enter date to go directly to a Message