DHTML Menu By Milonic JavaScript

Português » As Mensagens » Meu Anjo Daniel »

12 de Outubro de 1986

12 de Outubro de 1986

- A paz esteja contigo. A Luz guia-te, bem-amada, vive em paz.

- Eu desejaria dizer que, com Dan, me sentia em paz e à vontade (sentia uma verdadeira saudade do meu Anjo).

- Deixa-o, porque ele não é mais que um servo Meu. Eu sou teu Criador, Deus Todo-Poderoso.

- Devo dizer-Vos que me sentia em paz com Dan e que o amo.

- Eu sei. Deixa-o.

- Uma vez, disse-me: "Nenhum homem amou alguma vez o seu Anjo como tu". É verdade? Disse-o a sério?

- Sim.

- Pensava-o verdadeiramente?

- Pensava. Agora, deixa-o e está Comigo. Apoia a tua cabeça em Mim, vê quanto Eu te amo. Tu és Minha filha, Eu sou o teu Pai Celeste e abençoo-te, tu és Minha. Eu sou Javé e não consentirei a alguém que te faça mal. Ouve-Me. Eu vi-te crescer,  desde  a mais  tenra  infância. Mantive-te pertinho de Mim e eras agradável aos Meus olhos. Vi-te crescer como as flores da selva que Eu mesmo criei. O Meu Coração sentia-se repleto de alegria, ao ver-te viver na Minha Luz. Eu estava pertinho de ti. O Meu botãozinho começava a florir. Chegara, para ti, o momento de ser amada. Eu via-te e eras  a Minha delícia. Eu via o teu coração e abençoava-te, lia os teus desejos e gostava de os ouvir. Estava perto de ti para te ajudar a conservar a tua beleza. Vi-te florescer; e foi então que te chamei, mas tu não Me respondeste. Chamei-te de novo, mas não Me conheceste. Tu vinhas de vez em quando a ver-Me e o Meu Coração alegrava-Se, ao ver-te. As poucas vezes que vies-te (17)  ficava repleto de alegria; Eu sabia muito bem que tu eras Minha, mas parecia que tu Me havias esquecido. Nem sequer tu sentias que Eu estava ao pé de ti. Os anos passaram, perdeste o teu perfume. Exposta aos ventos rigorosos do inverno, as tuas folhas começaram a cair, a tua cabeça inclinou-se e as tuas pétalas perderam a sua frescura aveludada e a sua  beleza. O  sol  começou a  murchar-te  e  os  teus  sentimentos  entorpeceram. Compreende-Me: Eu olhava-te com piedade. Não pude suportá-lo  por  mais tempo. Muitas vezes Me  aproximei, assistindo-te,  mas  tu  havias-te  afastado demasiada-mente, não podias reconhecer-Me. Tu já não  reconhecias Aquele que Se tinha inclinado sobre ti, te tinha abraçado e te chamava pelo nome. Chorava sobre a tua beleza destruida, vendo que tinha apertado entre os Meus braços uma menina miserável, digna de compaixão. A  tua  vista  fazia  chorar o Meu Coração, uma  vez  que Me era  agora dado ver, nos teus olhos, uma débil cintilação de amor, o amor que alimentavas por Mim, na tua infância. Elevei-te para Mim, as tuas mãozinhas agarraram-se a Mim. Senti-Me aliviado, vendo que a Minha pequenina tinha necessidade de Mim. Reconduzi-te a casa e curei-te com todo o Meu amor. Dei-te água para acalmar a tua sede, alimentei-te e fiz-te reencontrar carinhosamente a saúde. Eu sou Aquele que te cura, Eu sou o teu Redentor, sê-lo-ei sempre, não te abandonarei nunca, Eu amo-te. Eu, Deus, não mais consentirei que tu te percas. Agora, dá-Me alegria e fica Comigo. Eu redimi-te, bem-amada, apoia-te  a Mim, volta-te para Mim e contempla-Me. Eu sou Deus, teu Pai Celeste. Compreende por que razão Eu estou contigo. Eu, Deus, farei a mesma coisa com todos os outros Meus filhos e filhas, uma vez que vós sois todos Meus. Eu não os abandonarei, deixando-os murchar ao sol; protegê-los-ei; robustecê-los-ei; não estarei à espera de ver cair as suas folhas; não esperarei  por ver-vos  sedentos.  Lembra: Eu, Deus, amo-vos a todos. Eu reunir-vos-ei  a  todos.

 

(Nesta passagem, enquanto falava do estado da minha alma, Deus deu-me uma visão. Se eu tivesse morrido nesse estado, minha alma iria encontrar-se numa região muito sombria. Nesta visão, eu via-me a mim mesma como uma criancinha de seis anos, aproximadamente. Via-me estendida por terra, inclinada sobre o meu lado direito. Estava muito magra e tinha apenas alguns cabelos, que me pareciam muito curtos. A região era muito sombria e o céu completamente negro. Depois, ouvi-me a mim mesmo. Respirava com dificuldade, como alguém que sofre de asma. De pé, por detrás de mim, junto de mim, estava Alguém. Só a Sua Presença era já consoladora. Vi-O inclinar-Se sobre mim e elevar-me até ao Seu Peito. Senti o Seu Imenso Amor e vi essa pessoazinha que eu era virar os olhos para a esquerda, para O ver. O branco de meus olhos era amarelo e eu estava chocada por ver quão doente estava! Com as poucas forças que tinha e que em mim restavam ainda, vi a minha mãozinha enrugada estender-se e agarrar-se desesperadamente à Sua longa manga. Imediatamente depois deste gesto, senti o Coração do Altíssimo: o Seu Coração, transbordando piedade, uma imensa piedade, um imenso Amor! Então, Ele Próprio me levou, mais gentil e mais ternamente que nunca, para Sua Casa. Como um guardião, os Seus Olhos jamais me deixavam. E, como uma mãe amorosíssima, levantou-me. E, com o Seu Amor, curou-me).



(17) Em Igrejas

 
As Mensagens
Listagem Cronológica
Listagem Alfabética
Pesquisa nas Mensagens
Mensagem Aleatória
Meu Anjo Daniel
Manuscrito Original das Mensagens
Livro Online

Listagem Cronológica
Uma Lista Completa das Mensagens em Ordem Cronológica
 

Listagem Alfabética
Uma Lista Completa das Mensagens em Ordem Alfabética
 

Pesquisa nas Mensagens
Pesquise no texto das Mensagens
 

Mensagem Aleatória
Selecione uma Mensagem Aleatóriamente
 

Meu Anjo Daniel
O amanhecer das mensagens. Vassula conversa com seu anjo da guarda Daniel
 

Manuscrito Original das Mensagens
O Manuscrito original das Mensagens online
 

Livro Online
As Mensagens agora estão disponíveis para leitura como um livro online
 

 
 
MENSAGEM DO DIA:

Honrai A Rainha Do Céu
 
MENSAGEM ANTERIOR:

Pedro! Porquê, Por Que Razão Os Meus Discípulos Vivem Dispersos, Na Hostilidade?
 
 
 



Pesquisa Rápida

© Vassula Rydén 1986 Todos Direitos Reservados
X
Enter search words below and click the 'Search' button. Words must be separated by a space only.
 

EXAMPLE: "Jesus Christ" AND saviour
 
 
OR, enter date to go directly to a Message