DHTML Menu By Milonic JavaScript

Português » Espiritualidade » Peregrinações & Retiros » 9a. Peregrinação Ecumênica de A Verdadeira Vida em Deus na Terra Santa » Principal Palestra de Vassula proferida em 2013 na Peregrinação Ecumênica de AVVD na Terra Santa  »

Palestra de Vassula sobre a Unidade proferida em 2013 na Peregrinação Ecumênica de A Verdadeira Vida em Deus na Terra Santa

Desde 1985, o Senhor me chamou para alistar-me no Seu programa de Unidade e esta era a última coisa que eu esperava que acontecesse em minha vida. O Senhor nunca deixa de surpreender-me.

 

Já em 14 de outubro de 1991 o Senhor Jesus disse:

"a tua missão é reconduzir o Meu povo a um só Nome, o Meu Nome, e a partir o pão."

A mensagem básica de "A Verdadeira Vida em Deus" é a Unidade. É um chamado para transformar nossas vidas em uma oração incessante. É um chamado a um verdadeiro arrependimento, a arrepender-nos da nossa divisão, e a reconciliar-nos com Deus e com o próximo. É um apelo urgente para que as Igrejas se unam na diversidade. Jesus diz: "Instruí-te, assim como o tenho feito também com outros; agora, não te detenhas; propaga os Ensinamentos que te tenho dado… evangeliza com amor pelo Amor" (14.10.1991).

"uni as Minhas igrejas; o verdadeiro cristão é aquele que é cristão no seu íntimo e a verdadeira União é e será nos corações. A Unidade não se fará pela letra, mas pelo espírito." (13.10.1991).

Muitos perguntam, por que Deus está falando em nossa era? O Senhor Deus vem para repetir Sua Palavra e lembrar-nos Seus preceitos e Sua Lei. Isso é o que Ele disse: "Diz-lhes que o Deus que eles esqueceram jamais os esqueceu a eles."

Nosso Senhor Jesus chama os seus sacerdotes e pergunta aos seus pastores:

"Haverá alguém desejoso de agir, com vigor e amor, para reconstruir esta Casa vacilante? Haverá aqui alguém que esteja desejoso de defender esta Casa? Haverá alguém que compreenda agora o que Eu digo? Haverá alguém, na Casa do Senhor, que esteja disposto a estender o Reino de Deus?" (20.10.1998)

"desejo que toda a Minha Igreja seja unida. Aqueles que se obstinarem a permanecer separados separaram já o Meu Coração do seu. Dai-vos conta da gravidade da vossa divisão, da urgência do Meu Apelo e da importância deste Meu Pedido. Preciso do vosso coração para vos unir e para reconstruir a Minha Igreja Unida, no interior do vosso coração. Tudo aquilo que vos peço é o amor, para romper as barreiras da vossa divisão..." (20.10.1991)

O então Patriarca Ecumênico de Constantinopla Athenágoras, que esteve tão perto de realizar a unidade com o Papa Paulo VI, certa vez escreveu: "Se estamos satisfeitos em repetir nossas fórmulas, endurecendo-as contra os nossos irmãos cristãos, então, nossa herança será algo morto. É a partilha, humildade, reconciliação, que nos faz verdadeiramente Ortodoxos, conservando a fé não só para nós mesmos - se fizéssemos isso, estaríamos simplesmente afirmando apenas mais uma histórica confissão de fé - mas para a união de todos, como testemunho próprio de uma Igreja unida".

Em nossos esforços, devemos estar dispostos a orar juntos mais vezes, porque as orações são ouvidas e respondidas, enquanto que os diálogos e as fórmulas são apenas palavras faladas. Isso não significa que devemos eliminar os nossos diálogos ou fórmulas, em hipótese alguma.

Mas, o que é mais importante para nós, a letra ou o espírito? Se dissermos que é a letra, então trabalharemos como administradores negociando com as coisas de Deus e não seremos justificados nem nunca vamos realizar coisa alguma, porque é o mesmo que dizer para o Espírito, "Veja bem, eu não sou mais uma criança e posso caminhar por mim mesmo." A letra então, matará o Espírito e nos tornaremos verdadeiros administradores lidando apenas com papéis e deixando cada reunião de coração vazio.

Em 14.10.1991, Jesus disse: "Diz-lhes que o Coração do Senhor é Amor e que o Coração da Lei está baseado no Amor. Diz ao Meu Povo que Eu não quero administradores na Minha Casa; no Meu Dia, eles não serão justificados, porque foram eles, justamente, que industrializaram a Minha Casa."

Então, o que é mais importante, a lei ou o espírito? Se dissermos que é a lei, já estaremos julgando o nosso irmão sentado ao nosso lado e pertencente a outra igreja, enquanto ele, por sua vez, também nos julgará e iremos ouvir de cada um de nós: "Estamos na plena verdade e nós somos os que estamos certos". E, mais uma vez, estaremos fragmentando a Cristo e novamente, não conseguiremos nada.

Se começarmos com a doutrina e o seu conteúdo, talvez mais uma vez acabemos ainda mais separados e fragmentados, nunca atingindo o essencial. Não quero dizer com isso que devemos violar a doutrina, uma vez que a doutrina é a própria existência da Igreja. Mas, se permitirmos que o Espírito Santo nos conduza pela nossa obediência, em vez de conduzirmos o Espírito Santo, então o Espírito irá animar a letra e a lei, e ele vai nos mostrar a verdadeira doutrina, que Jesus Cristo é o único princípio ativo em nós apesar das nossas diferenças de terminologia doutrinária. Para este ato de caridade, necessitamos de intensa pobreza de espírito, humildade e uma grande dose de generosidade.

Portanto, deixemos que os nossos diálogos doutrinais comecem com o Espírito Santo. Deixemos que seja Ele o único a nos conduzir para nos mostrar, em nosso coração, que a essência da doutrina deve estar baseada no amor e humildade, que são as chaves para a unidade.

Em seguida, no dia 20.5.1987, mais uma vez o Senhor disse: "Como pode um corpo funcionar, se um ou dois dos seus membros estão paralisados, feridos ou separados? Terá a mesma capacidade e a mesma força que um corpo são? A Minha Igreja é o Meu Corpo. Como funcionará o Meu Corpo, se foi posto em condições de não funcionar?"

Sete meses mais tarde, 23.12.1987: "Sabeis por que os Meus cordeiros estão dispersos e o Meu Corpo mutilado? Sabeis por que reina, na Minha Igreja, a ausência da harmonia? É justamente porque eles caminharam na noite, sem qualquer luz. Procurai a Mim, que sou a Luz, e Eu vos guiarei. Lançai para longe a vossa hipocrisia e a vossa obstinação. Sede dóceis e humildes. Abri o vosso coração e deixai que a Minha Linfa vos encha. Eu sou o vosso Bom Pastor que vos ama;"

Em 12.04.1990: "Se vós Me permitirdes entrar no vosso coração, Eu mostrar-vos-ei as Minhas Chagas, que aliás Me foram feitas na casa dos Meus melhores amigos. Vós mesmos ficareis aterrorizados com a sua profundidade e horrorizados com os inúmeros sinais que foram selvaticamente infligidos no Meu Corpo. As Chagas do Meu Corpo são tais, que Me deixaram aleijado;"

Quando o Papa Francisco falou em sua audiência semanal, em 19 de Junho ele disse: "a Igreja é o Corpo de Cristo, mas, quando os católicos lutam entre si ou católicos e outros cristãos estão em conflito uns com os outros, fazem o Corpo de Cristo sofrer. Não façam com que o Corpo de Cristo sofra com nossas divisões e conflitos."

"Unidade é uma graça que devemos pedir ao Senhor a fim de que nos livre da tentação de divisão, brigas entre nós, o egoísmo e reclamações uns com os outros - quanto dano, quanto mal estas conversas causam," disse ele. "Quanto dano é causado pelas divisões entre os católicos e entre as comunidades cristãs. Os cristãos evangélicos, cristãos ortodoxos, cristãos católicos - por que razão estamos divididos? Temos de tentar alcançar unidade"

"Rezemos para que o Senhor nos dê unidade," disse ele. "Oremos ao Senhor para fazer de nós membros do Corpo de Cristo, cada vez mais unidos a Cristo, ajudar-nos a não fazer o Corpo de Cristo sofrer com os nossos conflitos, nossas divisões," disse ele.

(Então o Papa está pronto para a unidade, e nós? Estão as outras igrejas prontas assim como ele está?)

Em 4.12.1987 o Senhor lamentava dizendo: o Meu corpo está cansado e ferido. (...) O Meu Corpo é a Igreja; (...) desejo consolidar a Minha Igreja..

Nosso Senhor não teria usado a palavra "consolidar" se a Igreja fosse forte e saudável, mas é preciso reconhecer que, permanecemos divididos, temos de fato enfraquecido a Igreja, jogando-a por terra, tanto, que várias vezes Nosso Senhor afirma que a Sua Igreja está em ruínas e muitos membros da Igreja estão quase em estado de putrefação.

Quando o Senhor me perguntou, "qual casa é a mais importante, a tua ou a Minha Casa?" e a minha resposta foi: "Vossa casa, Senhor". Ele disse: "restaura a Minha Casa, embeleza a Minha Casa e une a Minha Casa." Ele não quis dizer reconstruir a minha casa, mas disse: que, "restaure" Minha casa, uma forte expressão, mostrando em que estado nós danificamos a Igreja… isso é tão deplorável ...

Em 2.6.1987, Jesus pediu-me para desenhar três barras de ferro rígidas próximas uma da outra. Elas representam as Igrejas Protestantes, a Igreja Católica Romana e a Igreja Ortodoxa. Em seguida, ele pediu-me para desenhá-las novamente, unindo a ponta das barras, juntando-as, e Ele disse::

Para vos unirdes, todos vos deveis dobrar. Todos deveis estar desejosos de vos dobrardes, aplacando o vosso ânimo

Sim, amenizando a nossa rigidez, pois somos rígidos como barras de ferro que não se curvam. Oito dias depois, o Senhor me chamou e disse: virás ver-Me na Minha Igreja? Vassula, vem a Mim. Confusa, Eu perguntei: Que Igreja, Senhor? Qual pretendeis?

Todas são as Minhas Igrejas. São Minhas, pertencem-Me todas e só a Mim. Eu sou a Igreja. Eu sou o Cabeça da Igreja.

- Eu disse: Meu Deus, o Senhor me parece tão triste!! E Ele estava mesmo!!

- Ele respondeu: Triste? Ó Vassula, por que razão, por que razão eles cruelmente desmembraram Me? O meu Corpo dói, foi dilacerado...

Naquela mensagem o Senhor recorda-nos que Ele é a Cabeça do Corpo Místico que é a Igreja. Mas nós, em nossa arrogância e soberba, nos asseguramos de desmembrar a Cabeça, pois, sem a Cabeça, que é Cristo, ninguém pode nos impor nada, ou nos censurar ou nos corrigir. O Corpo não tem uma palavra a dizer. Nós conseguimos silenciar Cristo.

Como é que podemos sentir o nosso caminho e onde estamos caminhando se retiramos a Cabeça? Não podemos dizer que estamos caminhando para a luz uma vez que ainda estamos divididos e fragmentados. O Senhor disse em 7 de Outubro de 1991:

"Diz-lhes ainda quanto Eu não amo os corações sem sinceridade; as suas solenidades e os seus discursos cansam-Me. Diz-lhes quanto sinto relutância pela sua soberba e rigidez. Na verdade, a sua maneira de julgar parece exata e impressionante aos homens; mas, a Mim, não. Eu não posso congratular-Me com uma Igreja moribunda, que tanto se aproxima da decomposição. Diz, a todos quantos queiram ouvir, que,

se não baixarem a sua voz,

jamais poderão ouvir a Minha.

Se baixarem a sua voz, então, começarão a ouvir a Minha e, assim, farão a Minha Vontade. Eu sou Uno; todavia, cada um deles se encarregou de criar um Cristo, segundo os seus gostos. Eu sou a Cabeça da Minha Igreja; mas tudo quanto vejo são as suas próprias cabeças e não a Minha. Diz-lhes que baixem as suas cabeças e, desse modo, poderão ver a Minha. Diz-lhes que se baixem, para que Eu possa estar em condições de os elevar para Mim".

Mais uma vez, na mesma audiência, em 19 de Junho deste ano, o Papa Francisco disse: " e como qualquer corpo real", ele explicou, "a Igreja tem uma cabeça - Jesus Cristo, que guia, alimenta e a sustenta - e se os católicos não estão firmemente unidos a Jesus, a cabeça, em seguida, o corpo morre".

"Permaneçamos unidos a Jesus," disse o Papa. "Confiemos N'Ele, dirijamos nossas vidas de acordo com o Seu Evangelho, alimentando-nos com a oração quotidiana, a escuta da Palavra de Deus e a, participação nos Sacramentos."

A delegação ortodoxa que veio de Constantinopla para se encontrar com o Papa Francisco no dia da festa de São Pedro e São Paulo disse: "unidade não é um luxo, mas um imperativo..." o Papa disse-lhes: "a busca da unidade entre os cristãos é uma tarefa urgente, a urgência maior do que em qualquer outro tempo, não podemos ignorar isso. O nosso testemunho exige que, finalmente sejamos capazes de proclamar a uma só voz, a boa nova do Evangelho e celebrarmos juntos os divinos mistérios da nossa vida em Cristo.

Em 20.10.1990, o Senhor disse: "com os teus sacrifícios e as fervorosas orações que Me ofereces com amor, poderás evitar os desastres que estão para acontecer, poderás afastar as calamidades naturais, poderás aplacar a explosão da cólera de Meu Pai. Deus deixa-Se enternecer. Ele poderá deixar-Se enternecer pelas tuas orações. Poderás embelezar a Minha Igreja; Podes reunir o Meu Povo sob o Meu Nome, para celebrar a Missa, à volta de um único altar..."

Bem antes dessas palavras do Papa, no dia 19 de Abril de 1988 Jesus disse:

"Vês, que alegria Eu irei sentir, quando vos reunirdes em torno de Um Só Altar, em torno do mesmo Altar! Vós louvar-Me-eis, reconhecendo os vossos erros, arrependendo-vos das vossas rebeliões, recordando-vos do Meu Amor por vós e amando-vos uns aos outros, como Eu vos amo. Filhos, sede perfeitos!"

E ainda mais forte Jesus clamou um dia, em 14.10.1991:

"Uni-vos! Reuni-vos! Invocai, juntos, o Meu Nome! Consagrai, juntos, o Meu Corpo e o Meu Sangue! Não persigais a Vida! Mortificai-vos e dobrai-vos, para estardes em condições de vos unir e Me glorificar. Vós falais do Espírito, mas não procedeis segundo o Espírito; falais do Caminho, mas tramais para o obstruir! Quão pouco Me conheceis!...

Invocais o Meu Nome e, entretanto, matais os Meus filhos, entre o santuário e o altar. Solenemente, Eu vos digo que tudo isso vos será lembrado, no Dia do Juízo; Podereis vós, diante de Mim, dizer-Me em verdade: "Estou reconciliado com os meus irmãos?"; Podereis dizer-Me, em verdade: "Não fiz diferença alguma entre mim e os meus irmãos, sob o Vosso Santo Nome; tratei-os como a mim mesmo?"; Quando Me apresentardes a vossa causa, então, vos direi abertamente: "Afastai-vos de Mim! Vós não tratastes os vossos irmãos como a vós mesmos; tendes massacrado diariamente o Meu Corpo. Onde está a vossa vitória? Quando Eu construía, vós demolíeis; Eu reunia e vós dispersáveis; Eu unia e vós dividíeis!"

Contudo, se ainda hoje regressardes a Mim tais como sois, Eu poderei curar-vos, poderei transfigurar-vos e vós acabareis por Me glorificar."

Se permanecermos no pecado da divisão, como poderemos esperar que o Corpo de Cristo seja reconhecível em nós que o desfiguramos de forma tão deplorável? Não nos deixemos transformar em matéria inanimada ou em sepulcros por não colocar em prática as palavras de Nosso Senhor. Tornemo-nos o ícone perfeito da unidade e façamos o que Ele disse.

Em 30.6.1987 o Senhor disse: Vassula, a ponta da lança penetrou nas profundezas do Meu Corpo, no Meu Coração. Está sempre lá. Eu quero que Me seja tirada. Glorifica o Meu Corpo, estabelecendo a Paz, a Unidade e o Amor.

Este modo de falar metafórico é bastante comum na língua de Jesus. No entanto, mais cedo ou mais tarde, Ele me explicaria seu significado. Ele fez-me entender que a ponta da lança representa a nossa divisão. Ela ainda está no fundo do Seu Coração, o que significa o interior da Igreja. Em seguida, o Senhor expressou a Sua Vontade, Ele disse: Eu quero a lança removida... 26 anos se passaram desde que esta mensagem foi dada e a ponta da lança ainda permanece no Seu Coração. 

Na mensagem de 14.11.1991 Jesus disse: Tinha-vos deixado uma única Igreja; mas, logo que vos deixei, logo que virei as costas para regressar ao Pai, vós reduzistes a Minha Casa à desolação! Atiraste-La por terra, e o Meu povo anda errante, para a direita e para a esquerda... Por quanto tempo terei Eu ainda de beber o Cálice da vossa divisão? Cálice de aflição e de devastação! 

No entanto, não importa o quanto a Igreja esteja empenhada em atingir a Unidade, até que a Festa da Páscoa não seja unificada e não a celebremos juntos, nossa divisão permanecerá e não haverá progresso, porque Cristo vem pedindo aos seus pastores há muitos anos para unir as datas da Páscoa prometendo-nos que, se isso for feito, Ele vai fazer o resto para unir todos nós na diversidade.

Tomei sobre Mim as vossas culpas; reconciliei-vos com o Pai; e sacrifiquei a Minha Própria Vida por vós. Que mais poderia Eu fazer que não tenha feito? (20.1.1992) E, agora, lanço um particular apelo a todos quantos vivem sob o Meu Nome e trabalham pela União e pela Paz: Eu peço-vos que venhais a Mim como criancinhas, que Me contempleis, face a face, e respondais a estas perguntas: Irmãos, fizestes tudo quanto vos era possível para salvaguardar a União do Meu Corpo? (10.3.1990)

Irmão, terei de suportar, uma época mais, a dor que tenho suportado ano a ano? Ou Me dareis repouso, desta vez? Terei de beber ainda uma época mais o Cálice da vossa divisão? Ou deixareis descansar o Meu Corpo, unindo, por Meu amor, a Festa da Páscoa? Irmão, unindo a data da Páscoa, aliviarás a Minha Dor e rejubilarás em Mim e Eu em ti, e recobrarei a vista a uma multidão". (14.10.1991)

No dia (27.10.1987) quando eu disse ao Senhor, que sim, nós estamos sob a Vossa Autoridade; mas existe um sistema que nos obriga a pertencer a uma das comunidades cristãs, Ele disse:

todas são a mesma aos Meus Olhos, Eu jamais quis que Meu Corpo, fosse dividido, Vós que o desmembrastes! Vós deliberastes sobre o Meu Corpo! Vós fizestes-Me aleijado... 

Eu continuei e disse-Lhe: Senhor, não me agrada argumentar, mas não poderei dizer-lhes que sou ortodoxa? Eu sou ortodoxa.

Ele levantou a voz e gritou:

Ortodoxos! Católicos! Protestantes! Vós todos Me pertenceis! Todos vós sois um só em meus olhos! Não faço qualquer distinção.

Obviamente, podemos dizer que muitos não levaram a sério estas palavras de Cristo… Quão falsa e corrupta uma pessoa pode ser! Apesar de o Evangelho chamar-nos a permanecermos unidos, apesar das inspirações do Espírito, a nossa divisão permanece. 

Considerando a nossa remanescente divisão temos que admitir que a nossa humanidade está todo o tempo interferindo nos planos de Deus, o nosso ego, nossa teimosia semelhante à teimosia do Faraó, o nosso orgulho, ou os nossos receios, todos se tornaram barras de ferro grandes e sólidas ignorando os gemidos do Espírito Santo que nos convida a dobrar-nos em humildade e amor para unir-nos. Cada um de nós se encastelou em seu próprio reino.

Falta amor. Jesus disse. Esta divisão é dirigida contra Cristo. Não importa quão credível e justo alguns de nós gostaríamos de parecer aos olhos do mundo, e não importa quantas Ave-Marias, devoções e Kyrié Eleissons, nós rezemos, nossa resistência a fazermos a vontade de Cristo antes da nossa, e unir-nos em torno de um Altar, e deixarmos de lado o medo e a desobediência. Enquanto nossos corações não estiverem inflamados com o amor de Cristo e com o fogo do Espírito Santo, permaneceremos como ossos secos espalhados conforme a visão de Ezequiel. A Unidade só será possível quando todos nós verdadeiramente começarmos a amar Jesus Cristo.

Esta estéril inação que impede a unidade vai contra o que Cristo pediu ao Pai quando disse: "Para que todos sejam um, assim como tu, Pai, estás em mim e eu em ti, para que também eles estejam em nós e o mundo creia que tu me enviaste." (Jo 17,21). E ainda mais quando não fazemos nada para trazer a unidade à Igreja, mas permanecemos calados como sepulturas em um vasto cemitério.

Vamos rezar para que os líderes de cada Igreja reúnam todos os membros do Corpo Místico de Cristo e, com a ajuda do Espírito Santo, leiam os sinais dos tempos, que nos chamam à unidade em torno de um só Altar compartilhando um só Cálice e um só Pão, juntos proclamando a uma só voz que existe um só Senhor, uma só fé, um só Batismo, um só Deus e Pai de todos, que atua acima de todos, por todos e em todos. (Ef 4,6)

 

 
Espiritualidade
Orações
Discursos
Cartas
Trabalhos
Milagres
Reflexões nas Mensagens
Grupos de Oração
Peregrinações & Retiros
    10a Peregrinação Ecumênica de A Verdadeira Vida em Deus na Itália
    Rodes 2012
    9a. Peregrinação Ecumênica de A Verdadeira Vida em Deus na Terra Santa
        Principal Palestra de Vassula proferida em 2013 na Peregrinação Ecumênica de AVVD na Terra Santa
    8a. Peregrinação Ecumênica de AVVD em Roma
    Rhodes, Greece 2010
    Retiro de Evangelização em Roma, 2010
    Peregrinação Bíblica na Grécia, 2009
    Retiro no México, 2009
    Reunião no Egito, abril de 2008
    Retiro no Brazil em 2008
    Peregrinação Bíblica na Turquia, 2007
    Retiro em Barcelona, 2006
    Peregrinação no Líbano, Síria e Jordânia, 2005
    Retiro em Meteora, 2004
    Peregrinação ao Egito, 2002
    Peregrinação na Terra Santa em 2000
    Peregrinação na Terra Santa, 1998
Profecias
A Paixão

Orações
Orações Selecionadas das Mensagens
 

Discursos
Discursos de Vassula e vários outros colaboradores listados em ordem cronológica
 

Cartas
Vassula escreve sobre vários temas
 

Trabalhos
Trabalhos e outros escritos de vários colaboradores sobre vários temas
 

Milagres
Um NOVO projeto realizado em Nov 2006. Coleção de gravações de milagres associados com Vassula e a AVVD
 

Reflexões nas Mensagens
Meditações, reflexões e comentários sobre algumas mensagens selecionadas
 

Grupos de Oração
Grupos de Oração de AVVD e Associações
 

Peregrinações & Retiros
Próximas e já realizadas peregrinações e retiros de A Verdadeira Vida em Deus
 

Profecias
Artigos e Inspirações relacionadas a profecias
 

A Paixão
Vassula experimenta a Paixão de Jesus
 

 
 
MENSAGEM DO DIA:

Eu Reinarei, Mau Grado Os Meus Inimigos
 
MENSAGEM ANTERIOR:

Terá O Meu Sangue Se Derramado Em Vão?
Ó Era Completamente Sem Fé

 
 
 



Pesquisa Rápida

© Vassula Rydén 1986 Todos Direitos Reservados
X
Enter search words below and click the 'Search' button. Words must be separated by a space only.
 

EXAMPLE: "Jesus Christ" AND saviour
 
 
OR, enter date to go directly to a Message