DHTML Menu By Milonic JavaScript

Português » Espiritualidade » Cartas » Profecia de 11 de Setembro »

Profecia de 11 de Setembro

por Vassula, Roma, 10 de Janeiro de 2002

 

"Desperta tu que dormes,
levanta-te dentre os mortos
e Cristo te iluminará."
(Efésios 5, 14)

 

Queridos amigos de A Verdadeira Vida em Deus,

 

Que as bênçãos do Senhor Jesus Cristo e do nosso Pai do Céu estejam sobre cada família. Gostaria de agradecer a cada um de vocês por todos os seus esforços em propagar as mensagens de Nosso Senhor, mas, também quero agradecer-lhes pelas orações e Missas oferecidas por mim e pelos membros da minha família que estão doentes.

Gostaria de retomar aqui novamente o tema da profecia dada por Nosso Senhor no dia 11 de Setembro de 1991, dez anos antes do espantoso dia em Nova York e as conseqüências que se seguiram. Mas, antes de entrar nessa mensagem gostaria de dizer algumas palavras. Aqueles que me conhecem devem ter percebido que durante estes 16 anos eu tenho recebido estas revelações proféticas de Nosso Senhor e, em todos os meus testemunhos, - e foram muitos, mais de 700 vezes, - nunca divulguei acontecimentos apocalípticos, nem falei em terminologia de Juízo Final ou calamitosa, nem levantei os meus braços profetizando que o mundo chegará ao fim (como muitos me têm acusado), mas os meus discursos falam da suavidade e da ternura de Nosso Senhor. Do imenso amor que Ele tem por nós e de como transformar as nossas vidas numa incessante oração.

Meu chamado foi para me dirigir a todos nos termos em que o Senhor queria que eu me dirigisse a vocês: relembrando a todos que somos filhos e filhas do Altíssimo, portanto, de descendência real, pois nosso Pai é o Rei dos reis, Ele é Majestade e Esplendor e nós somos herdeiros do Seu Reino e, escutem-me, ninguém, ninguém poderá jamais tirar isso das suas mentes. Somos muito preciosos para Deus. Eu também disse que nós deveríamos endireitar nossas vidas e viver na unidade e não divididos. Eu também me dirigi a diversas Igrejas ao redor do mundo para pedir-lhes que se reconciliem e se unam, lembrando-lhes que, realmente, estamos todos vivendo no pecado, até mesmo os mais altos dignitários; e por quê? Porque a nossa divisão é um pecado, e as Escrituras dizem: "Pois quem sabe fazer o bem e não faz, peca." (Tiago 4, 17). Assim, todos sabem que a divisão é contrária à vontade de Deus e, no entanto, até o dia de hoje, permanecemos divididos. As Escrituras não podem ser rejeitadas.

Quando Cristo disse ao Pai: "Que todos sejam um como tu, Pai, estás em mim e eu em ti, para que eles estejam em nós, e o mundo creia que tu me enviaste." (João 17, 21), esta súplica de Cristo por nós, para que assim estejamos unidos, claramente assinala que toda a criação estará (deverá estar) disposta a viver uma unidade espiritual e não uma unidade por escrito ou por um tratado assinado. Mas, uma unidade assim, que afeta o mundo inteiro, não pode ser alcançada sem que o Poder do Espírito Santo de Deus seja dado à humanidade. Então, o Espírito Santo suscitará novos apóstolos para que vão e evangelizem o mundo e atraiam o mundo inteiro para a fé em Cristo.

Assim, considerando nossa permanente divisão, bem como o mundo, no estado em que se encontra, eu diria que a Igreja nisso mostrou sua fraqueza. Embora apesar da nossa fraqueza e miséria, o Espírito Santo, conhecendo nossas falhas, nunca tenha cessado de derramar Suas graças sobre ahumanidade, cobrindo-nos com os Seus dons. Ele está lá, fazendo muito barulho, para que no fim, até mesmo os surdos, que se entrincheiraram, O ouvirão e, finalmente, abrirão as portas dos seus corações; e aqueles que estavam mortos, voltarão à vida. Tendo deixado de existir, eles, mais uma vez, existirão.

Apesar desta divisão não vir diretamente de nós, mas dos nossos antepassados, nós ainda somos culpados porque a estamos mantendo viva, porquanto permanecemos divididos. A Igreja deve ser consolidada e a única esperança para conseguir isso é a unidade. A única esperança de mudar o mundo é evangelizando-o, então, eu gostaria que a Igreja me ajudasse, ao invés de me perseguir, detendo, assim, o fluxo do Espírito Santo!

O mundo que se vê hoje está no caos total. O caos vem da grande apostasia. Neste mundo que apostatou não há lugar para Deus, este mundo está ocupado com a sua auto-realização. O mundo atual recusa dar glória a Deus, e nós estamos vivendo um tempo em que todo bem é transformado em mal. Os cristãos estão sendo incessantemente descristianizados por causa da nossa divisão, ou, também por isto, estão constantemente caindo no erro. Esta geração não vive no amor de Deus, como Nossa Senhora nos disse certa vez, o mundo vive no egoísmo, no amor próprio, na ambição, no ódio, no vício e no pecado e, o que é o cúmulo, negando a bondade de Deus.

Além do mais, como podemos esperar que a Igreja tenha credibilidade diante dos olhos do mundo, quando ela prega paz, amor, unidade, fraternidade e reconciliação às nações que estão massacrando o seu povo, quando nós, ao mesmo tempo, nos nossos próprios centros, estamos massacrando o Corpo de Cristo, ao lançarmos flechas venenosas uns contra os outros? Nós, a família real de Cristo, trocamos nossa glória pela vergonha. Deus nos está chamando a todos e nos convidando a sermos um, "para que o mundo creia" (João 17, 21). Assim, quando a Igreja for curada pela unificação e recobrar a sua força, somente então ela será capaz de reconciliar o mundo com Deus. Naquele exato momento, consolidada como deve ser, ela será capaz de mudar todo o poder das trevas e o mal que escureceu nosso mundo e o domínio do maligno será derrubado.

Quando digo que o mundo caiu na apostasia, é claro que não me refiro a todos, mas à maioria, e uma grande maioria. Nestes últimos dias estamos tendo informações de como o mundo está sofrendo mais do que antes. Temos notado como tantas nações estão em guerra ou na iminência de uma guerra. Há muita destruição ao redor do mundo, bem como doenças. O desemprego aumenta por toda parte. Inundações que carregam muitas vidas, antes de chegarem as tempestades de neve. O gado e os rebanhos de ovelhas que têm sido sacrificados aos milhares, arruinando os fazendeiros e provocando escassez de carne e, ainda, fazendo com que as pessoas fiquem receosas de comer carne desses animais. Incêndios (como o da Austrália) e desabamentos de lama enterrando tantos no Brasil. Invernos cruéis em toda parte, levando à morte centenas por congelamento na Rússia, na Polônia, etc.

Agora você podia dizer, bem, estas coisas têm acontecido de vez em quando ao longo da história. Vocês podiam dizer se antes de Setembro de 2001, no ano passado, ou do ano anterior, nós estávamos na mesma situação, ou se a situação piorou? 

Deixem-nos, mais uma vez, olhar para a profecia de 11 de Setembro de 1991.Certamente, se tivesse tempo, eu teria escrito um pequeno livro mencionando todas as profecias das mensagens de A Verdadeira Vida em Deus que já se cumpriram. Há muitas. Inclusive detalhes que, tenho certeza, não foram muitos os que notaram. Por exemplo, os fatos históricos da Rússia, até hoje.   Igreja na Romênia. O Segundo Pentecostes, o chamado das Duas Testemunhas, que são Divinas, conforme as Escrituras, e são elas que representam Jesus e a Virgem Maria (uma explicação completa sobre isso foi dada na mensagem de 24 de Dezembro de 1991 etc).

Até este dia, estou recebendo Mensagens de Nosso Senhor que ainda está esperando que cada coração se abra para Ele. Conforme o que Ele diz, não há muitas respostas da parte dos fiéis que realmente se decidiram por Deus e a melhorar sua vida. Muitos retornaram ao seu "vômito" e isto nos lembra a parábola da semente. Outra parábola que o Senhor nos lembra é a do pai e seus dois filhos, aos quais ele pediu que fossem para a vinha e trabalhassem. Outra parábola que o Senhor nos lembrou é a dos talentos. Na sua Graça, Deus tem derramado sobre nós graças santificantes para que as reavivemos e para renovar a Sua Casa. 

Contudo, nem todos responderam a Nosso Senhor. Muitos ainda estão mornos ou, pior, indiferentes ao Seu chamado. Todos sabemos quão infinitamente rico Nosso Senhor é em Graça. Muitos de vocês estavam mortos (como eu também) por causa dos pecados e da indiferença para com Deus, por estarmos seguindo os caminhos deste mundo, sendo uma presa fácil para Satanás, convertendo-nos, ainda, em seu joguete, uma vez que ele governava nossas vidas. Mas Nosso Senhor nos amou (a primeira vez que meu Anjo me falou de Deus, disse: "Deus está perto de ti e te ama"). Deus nos amou tanto que, não querendo ficar vendo que estávamos indo para o fogo, Ele, eu diria, desceu até o nosso nível para nos alcançar, mostrando-nos Sua Misericórdia Infinita e, embora estivéssemos mortos por causa dos nossos pecados, ele nos trouxe de volta à vida. Sim, é pela graça que eu foi salva, como também muitos de vocês. Não merecemos isto, pois os nossos méritos são nulos. 

Então, o que diz a profecia no começo? Diz: "Meus olhos olham para o mundo de hoje, procurando nação por nação, observando alma por alma em busca de um pouco de calor, por um pouco de generosidade e de amor, no entanto, muito, muito poucas desfrutam o Meu favor." Eu vou parar aqui e explicar. Quando o Senhor diz que não encontra calor nem generosidade, nem amor que Lhe possa ser oferecido, Ele não quer dizer que deva ser oferecido somente a Ele, mas entre todos nós. As Escrituras dizem: "Se alguém disser: "Amo a Deus" mas odiar o irmão, é mentiroso...." (1Jo 4, 20).

Falta amor, falta ser generoso e bons uns com os outros. Outra citação das Escrituras que quase nunca é seguida é: "Tudo que desejais que os outros vos façam, fazei-o também vós a eles. Pois esta é a Lei e os Profetas". (Mt 7, 12), como também: "E quem não toma a sua cruz e não me segue, não é digno de mim. Quem procura a sua vida, há de perdê-la; e quem perde a sua vida por amor de mim, há de encontrá-la" (Mt 10, 38-39). Em outras palavras, deve-se procurar servir uns aos outros, cuidar uns dos outros, deixar nossa comodidade para trazer almas para Deus. Não temos feito isto. Como já disse, muitos, estando distantes de Deus, vivem egoisticamente somente para si mesmos com uma total indiferença para com as necessidades dos pobres, dos necessitados, dos abandonados.

Então, as palavras que vêm a seguir são: "Muito poucos se incomodam em viver uma vida santa, e os dias fogem e as horas estão contadas antes da grande retribuição. Minhas cidades (almas) transformaram-se em prostitutas! Ímpias! Transformaram-se em cidadelas dos demônios! Completamente corrompidas no seu interior, carcomidas pelos vermes! Um refúgio para a víbora e o escorpião! Como poderia não soprar Meu fogo purificador sobre estes renegados?" Nosso Senhor está decepcionado conosco, porque Ele vê que apesar dos Seus chamados misericordiosos, muito poucos querem escutar, já que a incredulidade se apossou da melhor parte deles. Outros, não somente se recusam a acreditar, mas tomam como missão e dever combater cada passo de Nosso Senhor nesta mensagem, extinguindo, deste modo, o Fogo do Espírito Santo de Graça que pode iluminar nosso interior e evitar que aconteçam fatos catastróficos.

Diz, então: "a terra tremerá e se sacudirá, e todo o mal edificado em torres desabará num montão de escombros, e será enterrado no pó do pecado!". Esta parte eu já expliquei a todos neste 'site' da Internet. Refere-se às torres gêmeas de Nova York, que inclusive, 3 anos antes desta profecia, quando assistia um documentário, vi, quando mostraram a cidade, vista do mar, o que aconteceu no dia 11 de Setembro de 2001. Vi a fumaça e uma cena apocalíptica, e disse: "e tudo isto não existirá mais..." Tenho duas testemunhas desta última profecia oral.

Depois, veio uma súplica de Cristo que nos pede: "Rezem para que a Mão do Pai não caia durante o inverno". Acho que não rezamos bastante, porque a Mão de Deus realmente veio pouco antes do inverno! Um dos mais frios dos últimos anos... no qual, como eu disse, muitos morreram congelados na Rússia e na Polônia, enquanto na Turquia e na Grécia tiveram um inverno muito duro. A profecia continua falando em "chamas e trovões". "As ilhas, o mar e os continentes serão visitados por Mim inesperadamente com trovão e chamas". Vejam a provação que a Austrália vem sofrendo com o fogo. Mas isto não é tudo, fogo também significa guerra.

Então, o que vem a seguir é uma lembrança a todos aqueles que destemidamente perseguem o chamado misericordioso de Deus, chegando mesmo a chamá-lo de mal, lançando lama sobre ele e, ao faze-lo, blasfemam contra o Espírito Santo, cometendo o pecado imperdoável. É isto o que Ele diz: "Leiam as Nossas mensagens e deixem de ser desdenhosos ou surdos quando o Céu fala. Baixem as suas vozes e ouvirão a Nossa Voz. Pensem duas vezes antes de julgar; pensem mais de duas vezes antes de condenar as obras do Espírito Santo. Eu não pouparei nenhum daqueles que zombarem do Espírito Santo, blasfemando abertamente contra Ele". Então, Ele lembra a todos nós o que está à espera daqueles que blasfemam, "a Justiça os lançará no inferno".

Se certas mentes e corações não podem ser tocados facilmente é, talvez, porque se tornaram demasiadamente técnicos e, infelizmente, demasiadamente racionalista. Neste ambiente técnico a misericórdia de Cristo é desfigurada, bem como a simplicidade de uma vida espiritual em Deus. Mas a verdadeira razão é que estas pessoas jamais tiveram uma visão de Deus, aqui na terra, e, portanto, nunca "encontraram" Deus, nem tiveram uma conversa íntima com a Divindade. Em outras palavras, não conhecem Deus. Não conhecer Deus é um pecado. Ah! E são tantos os que cometem esse pecado! Assim, outra vez, se nos permitissem, ou melhor, se permitissem que o Espírito Santo soprasse dentro de cada um desses corações lacrados um alento de ressurreição, nesta ressurreição eles se levantariam e se dariam conta de que a evangelização é uma necessidade para reconciliar o mundo, que está tão afastado de Deus.

Evangelizar uma sociedade descristianizada é, também, um meio de permitir que pessoas de todas as raças e credos retornem para Deus e comecem a buscar a Face de Deus. Cada criatura sobre a terra poderia se beneficiar, tendo-se entregado, assim, a Deus, o Espírito Santo fará o resto e extirpará todos os obstáculos que os impede de uma completa união divina de amor com o Deus Uno e Trino.

Assim é que devemos ter muito cuidado para não molestar o Corpo Místico de Cristo, pensando que estamos fazendo o bem ao extinguir o Fogo do Espírito e perseguir a variedade de Dons que Ele distribui para o bem da Igreja. Mas, devemos permitir que a Sua Chama purifique e vivifique este mundo apodrecido, transformando-o num Novo Céu e numa Nova Terra, numa nova e brilhante Jerusalém. Sei que agora isto parece muito apocalíptico, mas, por causa do Céu estamos vivendo tempos apocalípticos e, se alguém nega isto, então, digam-me, também, em que casulo vocês se instalaram para que possa entrar nele junto com vocês...! 

O Senhor termina esta mensagem pedindo-nos mais uma vez que nos arrependamos! E peçamos ao Pai que se compadeça de nós. No entanto, Ele diz que breve nós O veremos como Juiz. Quando Deus afasta de nós Seus Santo Rosto, nós o sentimos, mas quando Ele olha para nós, é como os raios do sol que brilham sobre nós, dando-nos alegria e calor. Às vezes, sinto que desde o dia 11 de Setembro, o mundo, de certa forma, fez com que Deus afastasse o Seu Rosto para longe de nós. Isto não quer dizer que o Seu Amor tenha diminuído, mas parece que nós estamos colhendo o pior daquilo que semeamos.

Mas, escutem-me, o triunfo dos Dois Corações tem que acontecer e eu sei, acreditem em mim, já está muitíssimo próximo. Deus triunfará! Ele tem que triunfar! Sim! Ele não disse que a Primavera virá sobre esta terra? E que a união virá tão rápida e inesperadamente como a queda do comunismo? A mensagem de A Verdadeira Vida em Deus é uma mensagem de esperança. Sim, Deus realmente nos tem advertido de que nós estamos atraindo sobre nós todas as formas de desastres, guerras, etc., se não nos arrependermos. O mundo realmente não quer se arrepender. Deus nos promete o Seu Espírito Santo como nunca antes na história. Temos de observar e rezar. Temos que crescer no nosso amor uns pelos outros, temos que ser bons, temos que ser bons, temos que ser bons e generosos, e servir realmente e ajudar os oprimidos. Principalmente, temos que viver as Escrituras e tornar viva a palavra escrita e isto se aplica especialmente às Suas mensagens de A Verdadeira Vida em Deus.

Rezem pela pecadora que eu sou,

Vassula

 

 
Espiritualidade
Orações
Discursos
Cartas
    O Céu é Real, mas o Inferno Também
    Vulcão da Islândia, Atualização da Profecia e Explicação de Vassula
    Profecias
    Cuidado com o Espírito de Jezebel
    Profecia de 11 de Setembro
    Discernimento Sobre a Obediência
    A Blasfêmia contra o Espírito Santo
    15.o Aniversário de A Verdadeira Vida em Deus
    A Real Mensagem de A Verdadeira Vida em Deus
Trabalhos
Milagres
Reflexões nas Mensagens
Grupos de Oração
Peregrinações & Retiros
Profecias
A Paixão

Orações
Orações Selecionadas das Mensagens
 

Discursos
Discursos de Vassula e vários outros colaboradores listados em ordem cronológica
 

Cartas
Vassula escreve sobre vários temas
 

Trabalhos
Trabalhos e outros escritos de vários colaboradores sobre vários temas
 

Milagres
Um NOVO projeto realizado em Nov 2006. Coleção de gravações de milagres associados com Vassula e a AVVD
 

Reflexões nas Mensagens
Meditações, reflexões e comentários sobre algumas mensagens selecionadas
 

Grupos de Oração
Grupos de Oração de AVVD e Associações
 

Peregrinações & Retiros
Próximas e já realizadas peregrinações e retiros de A Verdadeira Vida em Deus
 

Profecias
Artigos e Inspirações relacionadas a profecias
 

A Paixão
Vassula experimenta a Paixão de Jesus
 

 
 
MENSAGEM DO DIA:

Pedro! Porquê, Por Que Razão Os Meus Discípulos Vivem Dispersos, Na Hostilidade?
 
MENSAGEM ANTERIOR:

Aniquila Tudo Aquilo Que Tu És, Assimilando Tudo Aquilo Que Eu Sou
 
 
 



Pesquisa Rápida

© Vassula Rydén 1986 Todos Direitos Reservados
X
Enter search words below and click the 'Search' button. Words must be separated by a space only.
 

EXAMPLE: "Jesus Christ" AND saviour
 
 
OR, enter date to go directly to a Message