DHTML Menu By Milonic JavaScript

Português » Notícias »

Respostas aos Críticos do Papa
2020-05-15

 

Primeiro email

Reitero a mensagem de Jesus em AVVD de que qualquer pessoa que condene esse Papa não pode ser seu discípulo, e o aviso público de Vassula para aqueles que têm a temeridade diante do Deus Todo-Poderoso de criticar abertamente esse Papa devem deixar a AVVD. Jesus advertiu abertamente tais indivíduos e afirmou que eles seguem suas próprias reflexões.

Pe. Vincent Cosatti respondeu lindamente àqueles que criticam o Papa por sua caridade para com os indígenas na Amazônia e por seu trabalho ecumênico, apesar de sua saúde e corpo frágil. Aqueles que continuam a interpretar mal as palavras e ações do Papa julgam suas intenções que somente Deus pode ver. Tais indivíduos se estabeleceram como juízes, no tribunal de Deus, contra o qual a Bíblia nos adverte: "Não julgueis e não sereis julgados"; "Porque do mesmo modo que julgardes, sereis também vós julgados e, com a medida com que tiverdes medido, também vós sereis medidos" Atrevo-me a dizer que se esses críticos papais fossem deixados juntos em uma ilha deserta, eles encontrariam falhas nas ações um do outro e se ligariam.

O site do Church Militant é conhecido há muito tempo por suas declarações anti-papais, anti-Medjugorje, anti-ecumênica, anti-A Verdadeira Vida em Deus e anti-Vaticano II. Não possui autorização eclesial. As mensagens de A Verdadeira Vida em Deus que apóiam o Papa Francisco têm autorização eclesial. Ponto final.

Em Cristo,
Rev. Joseph

 

Segundo e-mail

Respostas aos críticos do Papa

Em sequência ao que o Pe. Iannuzzi publicou hoje cedo, eis outra nota que responde aos críticos do Papa Francisco, junto com a versão atualizada da nota original publicada pelo Pe. Iannuzzi.

O Pe. Vincent Cosatti escreve:

Há nesta crítica ao Papa Francisco uma repetição exata das críticas, julgamentos e condenações que levaram Jesus à cruz. Você notará que nas acusações dos oponentes do Papa não há argumentos precisos, nem palavras claras que indiquem a heresia ou a intenção pagã do Santo Padre. Eles dizem que há um "risco" de sincretismo. Mas gostaria de fazer a eles uma pergunta muito simples: o próprio Jesus não correu muitos perigos, não correu riscos incontáveis ao dizer e fazer tudo o que o Evangelho nos conta? A resposta é óbvia. Se Ele não tivesse assumido esses riscos, provavelmente teria fracassado em Sua missão. Quando falamos de amor, necessariamente assumimos riscos.

Quero apenas mencionar dois ou três exemplos que estão relacionados ao que experimentamos ontem em união espiritual com crentes de todas as religiões em oração, jejum e caridade, para implorar a Deus que ajude a humanidade a superar a pandemia de coronavírus.

Digamos como premissa que a oração para pedir a Deus que elimine um verdadeiro mal é sempre uma coisa boa, em qualquer caso, e independentemente da religião da pessoa, porque é um bom pedido em si e porque quem ora acredita que Deus é Todo-Poderoso e, portanto, capaz de eliminar esse mal. Mesmo que um ateu dissesse dentro de si mesmo: "Se você existe, Deus, peço-lhe que elimine esse mal da face da terra", Deus o ouviria, assim como Ele ouviu e respondeu a muitas orações como essa quando incrédulos pediram a Deus sinais e Deus lhes respondeu. Deus não demora em responder até mesmo àqueles que ainda ignoram certas verdades dogmáticas, talvez até mesmo pecadores, mas que, no entanto, desejam em seus corações conhecer toda a verdade. "... deixai que regressem os que se afastaram de Mim; Eu não os recusarei, embora seus corações sejam áridos e seus pecados vermelho-escarlate" (23 de abril de 1989). "favorece, acima de tudo, todos aqueles cujos corações estão tão longe de Mim como a terra está do céu" (maio de 1996).

Se falamos de um "Bom" samaritano, também não podemos falar de um bom muçulmano ou um bom budista? Se este samaritano, que objetivamente está em erro dogmático, já que os samaritanos não sabem onde adorar a Deus, e que deles dirá Jesus: "Vós adorais o que não conheceis; nós adoramos o que conhecemos, porque a salvação vem dos judeus" (Jo 4, 22), é apontado por Jesus como um exemplo a ser seguido e exaltado não por causa de sua crença, mas por causa de sua bondade e misericórdia, será que Jesus não corre o risco de ser acusado de sincretismo, uma vez que aparentemente a bondade que Jesus exalta parece indicar que seu erro dogmático não tem importância e que não importa qual é a verdade, pois basta ser bom e misericordioso?

E o centurião romano? Aquele que é apenas um pagão e um adorador de ídolos, também não dirige uma oração a Jesus que é imediatamente respondida e provoca Seu louvor? "Em verdade vos digo: não encontrei semelhante fé em ninguém de Israel." (Mt 8, 10). Como pode um pagão, um idólatra, ter uma fé maior do que um israelita? Também aqui, Jesus não corre o risco de sincretismo, pior ainda, de traição à sua própria religião?

Finalmente, um episódio para meditar seria o do encontro entre São Pedro e o centurião Cornélio, um homem piedoso. Pedro sabe que está arriscando muito: "Vós sabeis que é proibido a um judeu aproximar-se de um estrangeiro ou ir à sua casa. Todavia, Deus me mostrou que nenhum homem deve ser considerado profano ou impuro" (At 10, 28). E o Centurião disse: "Pôs-se diante de mim um homem com vestes resplandecentes, que disse: 'Cornélio, a tua oração foi atendida e Deus se lembrou de tuas esmolas'" (At 10, 30-31).

Há outros exemplos ainda a serem dados, mas esses já são suficientes. Toda essa polêmica não promove a unidade e contradiz não apenas a leitura do Evangelho, mas também a clara mensagem de 16 de agosto de 2019. Não creio, porém, que exista má vontade na maioria das pessoas que se opõem ao Papa, mas talvez uma precipitação ao julgamento devido a um desejo extremo de retidão diante de Deus, mesmo correndo o risco de não verem mais a Bondade do Senhor.

Que Deus nos abençoe.
Pe. Vincent

 

Aqui está a publicação do Pe. Iannuzzi atualizada:

Em resposta àqueles que recentemente, por meio de veículos públicos e da mídia, falaram mal do Vigário de Cristo e de seu apelo a todos para rezarem pela unidade, reitero a mensagem de Jesus em A Verdadeira Vida em Deus, de que quem condena esse Papa não pode ser Seu discípulo, e a carta de Vassula que alerta publicamente aqueles que cometem a temeridade diante de Deus Todo-Poderoso de criticar abertamente esse Papa: eles devem deixar A Verdadeira Vida em Deus. Jesus advertiu abertamente tais indivíduos, e afirmou que eles seguem suas próprias reflexões.

Pe. Vincent Cosatti respondeu lindamente àqueles que criticam o Papa por sua caridade para com os indígenas da Amazônia e por seu trabalho ecumênico, apesar de sua saúde debilitada e seu corpo frágil. Aqueles que continuam a interpretar mal as palavras e ações do Papa julgam suas intenções que somente Deus pode ver. Tais indivíduos se colocaram como juízes, no tribunal de Deus, contra o que a Bíblia nos adverte: "Não julgueis e não sereis julgados" (Lc 6, 37); "Porque do mesmo modo que julgardes, sereis também vós julgados e, com a medida com que tiverdes medido, também vós sereis medidos" (Mt 7, 2).

Arriscaria dizer que, se esses críticos papais fossem deixados juntos em uma ilha deserta, eles encontrariam falhas nas ações uns dos outros e se voltariam uns contra os outros.

Esses sites e boletins autoproclamados que criticam o Vigário de Cristo são conhecidos há muito tempo por suas declarações antipapais, anti-Medjugorje, antiecumênicas, anti-A Verdadeira Vida em Deus, anti-Vaticano II. Eles não têm autorização eclesial. As mensagens de A Verdadeira Vida em Deus, que apoiam o Papa Francisco, têm autorização eclesial. Ponto final.

Em Cristo,
Rev. Joseph

 

 
Outras Top News:
É Necessário o Discernimento dos Espíritos
Supostas Revelações que Estão Circulando entre os Membros de A Verdadeira Vida em Deus
A Marca da Besta
As Profecias Estão Se Cumprindo Neste Final Dos Tempos
Respostas aos Críticos do Papa

Veja as Notícias da AVVD...

Mais Notícias do Arquivo...

Principais Notícias
A Verdadeira Vida em Deus ao Redor do Mundo
 

Notícias Top
Notícias de A Verdadeira Vida em Deus ao Redor do Mundo
 

Arquivos de Notícias
Acesso a todos os artigos anteriores e boletins eletrônicos
 

Boletins PDF baixáveis
Baixe, imprima e compartilhe boletins AVVD anteriores.
 

Assine o Nosso Boletim Eletrônico Gratuito
Mantenha-se atualizado com as últimas notícias e atividades dentro de A Verdadeira Vida em Deus em seu apostolado
 

TLIG Magazine (inglês)
Filled with TLIG activities worldwide and spiritual teachings on various subjects. Subscribe now to the newly launched (Aug 2006) TLIG Magazine.
 

Pesquisa nas Notícias
Pesquisa nas Notícias de AVVD
 

 
 
MENSAGEM DO DIA:

Saborear O Meu Banquete É Saborear-Me A Mim
 
MENSAGEM ANTERIOR:

Estes São Os Últimos Dias Da Minha Misericórdia
A Minha Cruz Conduzir-vos-á À Santidade E À Morada No Céu

 
 
 



Pesquisa Rápida

© Vassula Rydén 1986 Todos Direitos Reservados
X
Enter search words below and click the 'Search' button. Words must be separated by a space only.
 

EXAMPLE: "Jesus Christ" AND saviour
 
 
OR, enter date to go directly to a Message