DHTML Menu By Milonic JavaScript

Português » As Mensagens »

Deixa-me Oferecer-te Um Retiro E Uma Peregrinação Pelo Meu Corpo

28 de Janeiro de 1997

Ó Senhor, dai-me a Vossa Força,
para proclamar a Vossa Palavra
com fervor.
Tantos esperam ansiosamente ouvir
a Vossa Palavra amorosa
e escutá-la em silêncio, sedentos.
Que as Vossas Palavras, uma a uma,
caiam sobre eles, gota a gota,
para os refrescar.
Olhai como eles estão,
nas Vossas assembleias,
boquiabertos, como que para apanhar
os últimos aguaceiros do ano.
Pelo Vosso grande amor,
que a Vossa chuva caia,
nas regiões em que ninguém vive,
e faça de uma terra estéril jardins.
Dai de beber às terras desoladas,
fazendo crescer a erva,
precisamente onde tudo estaria seco.
Vinde, a passo senhorial,
exasperar os corações orgulhosos.
Vinde derrubar,
com o Vosso Ceptro real,
os altivos, de seu próprio trono,
e exaltar os humildes, os mansos;
depois, lançai-me na tempestade,
porque a Minha confiança em Vós
é total,
assim como a minha esperança
de salvação.
Não temo nenhum mal:
a meu lado,
a Vossa Presença Senhorial está presente,
cantando-me baladas sobre
os Vossos Triunfos.
E enquanto Vós rides,
com riso que soa como torrentes
que brotam,
elevais-me nas Vossas Asas
para cavalgar os céus
e estar apenas Convosco,
a fim de que me cicieis
os segredos da Sabedoria.
Meu Guarda e minha Delícia,
Vós dais mais alegria ao meu coração
que nunca os outros terão conhecido,
com todos os tesouros
e Reinos do mundo.
Alegria do meu coração,
mostrai-nos, a todos,
a Luz da Vossa Santa Face!

- Minha filha, dou-te as Minhas bençãos e a Minha paz. Farei coisas maravilhosas, porque vou tirar a água das fontes do Meu Coração, e as vossas faces febris serão refrescadas. Serei a vossa sombra, contra o calor dessa tempestade em que estais. Eu vou vir, Minha filha, no Meu ar Senhoril e Minha magnificência, derrubar os orgulhosos de coração e, porque coloquei o Meu trono em ti, Minha filha, tu não serás mutilada, nessa tempestade; e o teu Bem-Amado levar-te-á nas Suas Asas para cavalgar os céus, derramando sobre ti, como verdadeira chuva, as palavras de Sabedoria do Meu Coração 1 .

E agora, o teu Guarda e tua delícia pede-te que te inclines sobre o Seu Coração... Ah! Minha bem-amada, o que é que te leva a fugir do Meu convite? Eu sou o teu Criador e tenho o direito de te convidar 2 a repousar em Mim, depois dos nossos trabalhos, não é verdade? A tua boca tem continuamente proclamado a Verdade em todas as Minhas assembleias e, de teus lábios, têm vindo o louvor e a honra que Me são devidos, a Mim, teu Deus. Os teus olhos jamais se têm retirado da Minha Presença, mas têm observado sempre os Meus caminhos. Possas também tu ser bendita, por fazeres o teu Criador tão feliz!

Depois, ao som do Meu Nome, o teu ouvido abriu-se e cada palavra que veio da Minha Boca foi ouvida em ti como uma melodia; como mil cantores a cantar os seus hinos, assim a Minha Palavra era ouvida no teu coração, sempre que abriste o teu ouvido para receber os Meus mais suaves salmos. Cedendo-Me o teu ouvido, um pouquinho que fosse, recebeste os provérbios da sabedoria, a fim de que todos vós vos lembrásseis de Mim, o Senhor, na Minha Misericórdia. Ninguém poderá dizer: "Ele abandonou-nos aos arpéus do Inimigo...".

Ah!... Então, Eu pedi-te que fosses generosa e que Me oferecesses o teu coração como uma prova do teu amor. Disposta a ser generosa, Minha bem-amada, tu deste-Mo, colocando-o prontamente nas Minhas Mãos Divinas, a fim de que também Eu, por Meu lado, o enchesse de amor, de tenacidade e de constância. A partir de então, jurei guardar o teu coração apenas para Mim e guardá-lo como a pupila dos Meus Olhos. E enquanto os Meus Olhos contemplavam esse coração frágil, Eu disse: "Com esta fragilidade, a Minha Palavra será ouvida, proclamada a todas as nações: "Deus está junto de vós; e Ele Mesmo vai libertar todos os que O chamam. E a todos os que têm sede, Ele dará água. Terá piedade dos pobres e dos fracos e salvará as vidas de muitos, antes que venha o Seu grande Dia" ". Em atenção à tua generosa oferta, prometi fazer do teu coração um exultante sacrifício. "Eu, seu Criador e seu Esposo 3 , Eu Mesmo lhe cantarei a Minha intimidade, a fim de que esse coração procure apenas a Minha Santa Face e, atraindo-o ao Meu Sagrado Coração, sentirá repugnância por tudo o que Eu não sou, mas desejará e terá sede de tudo o que Eu Sou".

O teu coração, pois, sentir-se-á impaciente por Me servir a Mim, teu Deus, centrando apenas no Meu Coração Real todas as afeições que já tinhas tido noutros lugares. Sim, todas as tuas disposições, todas as tuas indisposições, delícias, penas, alegria, angústia, ócios, lágrimas, tudo, sim, tudo será oferecido ao Meu Coração como se oferece ao bem-amado um ramo de rosas. É aquilo que Eu espero de cada um de vós, do mais profundo do Meu Coração. Tendo então dirigido o teu coração para o Meu, Eu sabia que, nessa intimidade, encontraria o Meu consolo e a Minha delícia. Para fazer rejubilar a tua alma, não te esconderia nenhum dos Meus segredos.

As Minhas Mãos em que tu colocaste o teu coração são sensíveis e compassivas, Minha bem-amada; por isso, não tenhas medo... 4 . Estende as tuas mãos para o Santuário 5 ... Eu dei-te um par de mãos, que Eu Próprio beijei e ungi com uma benção, a fim de que retirassem os espinhos que cercam o Meu Coração. Abençoei-as, a fim de que se não cansem de escrever e fiquem ligadas às Minhas por toda a eternidade. Ungi-as, a fim de que, no dia da cerimónia 6 , essas mãos coloquem na Minha Cabeça uma coroa de glória. Acaso não leste: "a obra das mãos habilidosas receberá louvores"? 7 Que posso Eu dar-te em recompensa, Minha escolhida, por todas as milhas que fizeste Comigo e por todas as horas que te mantiveste de pé, por Minha causa, em todas as Minhas assembleias?

- Para a minha fome,
Vós destes-me o Pão
8 do Céu.
Para a minha sede,
oferecestes-me a Água Viva
que brota do Vosso Peito.
Tendes sido benevolente
e amoroso comigo,
fecundo em bondade,
e jamais me abandonastes.
Tenho crescido nas Vossas Cortes
em que tendes cortejado a minha alma
e tudo quanto tenho obtido veio de Vós.
Tendes falado,
coração a coração, comigo
e permitistes-me possuir-Vos
e, como lâmpada que brilha
por cima de minha cabeça,
iluminastes o meu caminho
para me mostrardes
que caminho devia tomar.
Bendito sejais, meu Senhor e
meu Deus,
desde sempre e para sempre.
Fostes Vós que me dotastes;
porque deveria então eu ter a honra
de receber algo
por recompensa das
Vossas próprias acções?

- É verdade, Eu provi-te de tudo; mas os frutos dos teus trabalhos tocaram-Me o Coração. Tu tens-Me servido voluntariamente e, com tão preciosas ofertas, não posso senão sentir-Me tocado. Deixa-Me, então, oferecer-te um retiro e uma peregrinação pelo Meu Corpo...

- E será então o que o Vosso Sagrado Coração deseja?

- Sim! Sim... Vem! No Meu Corpo, terás o teu repouso. Esquece-te em Mim, a fim de que te forneças, dos Meus Pés, para cima 9 . Precisamente, tu e Eu. Aproxima-te de Mim, tu que Me desejas, e fornece-te de Mim.

Vou oferecer-te este retiro e esta peregrinação pelos jardins do Meu Corpo. Vou acompanhar-te por toda a parte e até ao Meu aposento nupcial do Meu Sagrado Coração, onde sempre conduzi os Meus eleitos, para exalar sobre eles os Meus encantos, como um perfume de mirra seleccionada. Sempre que eles repousam a cabeça no Meu Sagrado Coração, Eu Próprio os refresco com a Água Viva 10 do Meu Peito. E como a concórdia entre irmãos e irmãs, como um marido com a sua mulher, que vivem felizes juntos, nós mesmos nos alegraremos com a presença 11 de um e outro.

Vem, Minha bem-amada. De Meus Pés, obtém a força, a fim de que os teus não sintam nenhum pesado fardo a levar. Quando caminhas pelas pegadas dos Meus passos, que serão o teu guia para seguir os Meus Princípios, o teu caminho não será escondido. Quando fizeres a tua peregrinação com os Meus Pés, enquanto caminhas, não colocarás nunca os teus pés na vereda dos maus e tão pouco caminharás pelas vias em que caminham os malvados. Mas os Meus Pés te conduzirão de forma a evitar e a virar as costas a todo o mal e a passar de lado; faz a tua peregrinação pelos Meus Pés, que eles te levarão a caminhar por uma via nivelada, justamente por onde todas as vias se tornam firmes. Tu não voltarás nem à direita nem à esquerda, mas guardarás os teus pés limpos do mal e longe de se desencaminhar da via da Verdade. E nesta peregrinação, a Minha bem-amada gritará aos Meus anjos e a Meus santos: "Como é justo amá-Lo!" Então, Eu Mesmo te atrairei de novo ao Meu aposento nupcial, para te mostrar como vigio os Meus e far-te-ei saborear o Meu doce Amor...

Porquê esta sombra nos teus olhos, Meu amor?

- Que irá dizer de tudo isto o meu próprio povo ortodoxo 12 ? Eis-Vos derramando óleo sobre mim, por detrás e diante das paredes do Vosso Sagrado Coração, derramando o Vosso perfume em mim, enquanto me abraçais com o Braço direito. Eles, não estão habituados a conversas destas!

- Eles mesmos se irão habituar, a partir do momento em que a sua alma chegue ao Céu... Queres que as Minhas Mensagens se espalhem rapidamente?

- Sim, Senhor.
Desejaria que ninguém ficasse impedido
de ouvir a Vossa Mensagem.
Desejo o que Vós desejais:
desejo que cada um preste ouvidos às Vossas melodias,
a fim de que cada um possa dizer:
"Sou como um filho
e uma filha do Altíssimo,
cujo amor por mim
ultrapassa o de minha mãe"
(Si 4,10).

- Então, vem e sê como uma filha sensata, repousa e fornece a tua alma, nas Fontes do Meu Sagrado Coração. Não ouviste já como Eu Próprio tomo cuidado dos Meus? Eu quero formar-te espiritualmente no Meu Corpo e fazer-te forte para amares sinceramente e aprenderes a dominar-te. Eu sou como uma mãe que alimenta e vigia os seus filhos. E tu agora tens necessidade de ser alimentada, Minha pomba, para obteres força e cresceres no Meu Amor... Tornei-te responsável por entregar o Meu Hino de Amor a todas as nações e tens ainda um longo caminho a percorrer. Mas antes que partas de novo, Minha irmã, deves ficar um momento com o teu Irmão mais velho, para conformares o teu espírito à Sua maneira de pensar 13 .

Convido-te agora a entrar no aposento nupcial do Meu Coração, mesmo que estejas perturbada ou inquieta, Minha bem-amada. No Meu Coração, encontrarás a paz, porque Eu te lembrarei que nada poderá alguma vez interpor-se entre ti e o Meu Amor. Revelar-te-ei a Minha beleza, a fim de que a tua alma se entregue aos Meus encantos. Então, no teu ardor em Me possuires, desejarás oferecer-te a Mim, mas Eu, Eu terei já selado a tua fronte com o Meu beijo matrimonial.

Mostra-Me as tuas mãos... depois, contempla as Minhas... Vem, faz a tua peregrinação pelas Minhas Mãos. As Minhas Mãos têm feito muito boas obras, que não estão relatadas no Livro 14 . Jamais se conheceu um rei que tenha servido os seus subordinados como Eu, que sou o Rei dos reis, os tenho servido. "Divina era a Minha condição, entretanto, não Me agarrei à igualdade com Deus mas esvaziei-Me a Mim Mesmo, para assumir a condição de escravo" (Fil 2, 6-7). Eu Próprio reconhecerei os Meus deste modo: quando se esvaziarem a si mesmos e servirem a Minha divina Vontade. Dá-Me as tuas mãos, Minha Vassula, a fim de que Eu grave nelas as Minhas Instruções e a Obra da tua salvação. Eu Mesmo as ungi, a fim de que, por seu lado, elas possam ungir os doentes e os exaustos. Abençoei-as, para que elas Me ofereçam boas acções sem reserva; e beijei-as, uma vez mais, e sempre para dar-lhes força e continuar a arrebatar as almas ao Demónio e a conduzi-las a Mim. As Minhas próprias Mãos têm formado e modelado as tuas, a fim de que elas Me ofereçam incenso e sacrifícios. Nesta peregrinação das Minhas Mãos, aprenderás como Eu servi fielmente e realizei obras que ninguém jamais fez.

Então, a Minha bem-amada repousará de novo nas Minhas Fontes 15 . E nelas, enquanto a tua cabeça estiver inclinada sobre o Meu Coração Real, a tua mão direita pousada na Minha, Eu Mesmo te coroarei com o Meu Amor e a Minha Ternura, cumulando a tua alma de consolação, renovando-te como uma águia. Refrescar-te-ei, a fim de que os teus anos não diminuam como uma sombra. E, enquanto o Meu olhar jamais te irá deixar, deleitando-Se em amar aquela que Me ama, lembrando-Se de todos esses momentos em que sempre te divertias na Minha Presença como em tantos outros, sempre que, movida pelo Espírito, Nos gritavas: "Abba!", Eu Próprio Me assegurarei de que continuarás a dar-Me uma atenção e um amor indivisos. No Meu desejo de ser amado, manter-te-ei cativa do Meu Coração e, como guarda a postos, numa torre, estarei de vigia contra todo o intruso. Guardar-te-ei, Meu amor, como a pupila dos Meus Olhos... E tu, na tua delícia, dando-te conta do Meu ardor em te guardar para Mim Mesmo, correrás a esconder-te à sombra das Minhas asas, como os pintainhos que correm a esconder-se sob as asas de sua mãe. Tu esconder-te-ás no Meu calor e Eu guardar-te-ei no calor do Meu Coração.

Então, uma vez mais, de novo, Eu e tu, sairemos. Admitir-te-ei no jardim da Minha Boca. E lá, tu mesma farás a tua peregrinação e aprenderás, nessa peregrinação, como posso ser perdido, sempre que as vossas bocas, que Me recebem 16 , infectam o vosso espírito e a vossa alma com palavras envenenadas, uns com os outros. Aprende da Minha Boca a Verdade e proclama apenas a Verdade em toda a parte. Por isso, que a tua boca Me honre, louvando-Me noite e dia. Que a tua boca Me cante, Me sorria, que ela soe como um milhão de melodias aos Meus Ouvidos, como o mais doce salmo do salmista. Que a tua boca seja como uma espada de dois gumes bem cortantes, para abater as heresias e os traidores, na Minha Igreja. Mas, entre todos os que têm sede de Mim, que a tua boca seja o Meu eco e como um vinho doce, ensinando a cada um como ganhar a Minha amizade. Da Minha Boca, tu mesma receberás, Minha pomba, Instruções, para falares como Eu desejaria que tu falasses e exprimires pensamentos que estejam de acordo com os Meus pensamentos. Então, tu própria transmitirás sem reserva esses mesmos ensinamentos aos outros.

Depois, e de novo, como pomba que desliza para o seu abrigo para repousar, Eu Mesmo te chamarei para te fazer repousar no aposento nupcial do Meu Coração, enquanto o Meu olhar atento continuará à procura dos teus olhos.

- Meu Senhor,
Vós vigiais-me como ninguém mais.
Vós sois o meu Tesouro Inestimável,
e nada nem ninguém, no mundo,
me dá tanta alegria como Vós.
Um só dos Vossos olhares,
e o meu espírito arde como um fogo,
e o meu coração derrete-se como cera.
Um só dos Vossos olhares,
e a minha alma sente-se arrebatada
pela profundeza do Vosso Amor.
O Vosso olhar, meu Santíssimo,
é como um canto de núpcias real.
É como o perfume de um ramo de lírios,
que me é trazido pela brisa.
O Vosso olhar é como uma cidadela
com torres de marfim em toda a parte...

- Filha-do-Rei 17 , vês como o teu Rei espera ter a Sua alegria em ti? O teu Deus ungiu-te com os Seus Lábios. Os Meus Lábios estão humedecidos pela graça e os Meus Lábios irão cantar-te cânticos de salvação, a fim de que nós os repitamos, juntos, aos filhos reais e ás filhas reais 18 do Rei, para que também eles possam aprender a dar-Nos 19 a honra e o justo louvor. Então... os dias das virtudes 20 florescerão, enchendo os céus e a terra da Nossa Glória 21 .

Minha Irmã! Que o teu Irmão mais velho te leve agora a fazer a tua peregrinação pelos Seus Olhos, a fim de que a tua alma possa contemplar a perfeita luz, a principal lâmpada do corpo. Eu tinha dito que a lâmpada do vosso corpo é o olho e que, se o vosso olho é são, todo o vosso corpo será cheio de luz, mas que se o vosso olho está doente, todo o vosso corpo não será senão trevas. Prestai, pois, atenção, a fim de que a luz, em vós, não seja escuridão, com receio de que sejais instruidos no mal e nem sequer o saibais. O próprio vento tempestuoso é invisível e, quando o mal opera, trabalha na escuridão, para passar despercebido... Os Meus Olhos têm visto muitas coisas semelhantes. Por isso, rezai, dizendo:

"Ó Senhor de toda a santidade,
preservai, para sempre, de toda a profanação,
os Vossos santuários
22 , purificando,
no Vosso Sangue Sacrificial,
o seu ser interior,
das acções mortais .
Amen".

Não permitas aos teus olhos que se fixem sobre qualquer mau comportamento que seja, mas ergue-os ao Céu e Eu Próprio te mostrarei a luz da Minha Santidade Trina, a fim de que tu contemples, em cada minuto da tua vida, a Nossa Face, que se voltará para ti. Entra nos Meus Olhos 23 , a fim de que vejas as coisas da forma como Eu as vejo. Não penses que Eu te vou esconder essas visões aterradoras, que provocam, nos Meus Olhos, Lágrimas de Sangue. Uma vez que te levei a viver uma Verdadeira Vida em Mim, vou mostrar-te essas abominações, a fim de que rezes mais. No Meu Corpo, vive a plenitude da divindade e, entretanto, muitos dos Meus Me perseguem por causa da Minha divindade. Serve-te dos Meus Próprios Olhos 24 para ler a Minha Palavra, para estabelecer em ti a perfeição que vem através da fé em Mim. Fala agora ao Meu Coração, Minha escolhida...

- Que poderei eu dizer?
De que poderei eu falar
ao Vosso Coração?
Sois Vós que me estimais,
para além de todo o preço;
Fostes vós que curastes
os meus olhos
25 ;
meu Perfeito, fostes Vós
que me falastes da Vossa fidelidade.
Fostes Vós Próprio
que me conduzistes
às Vossas Cortes Reais,
para que eu nelas caminhe livremente.

- Quanto Eu desejava contar-te entre os Meus e dar-te o Meu Corpo 26 ... Desejava tanto curar a tua deslealdade e contar-te como uma das Minhas esposas... O Meu ardente desejo era fazer que Me conhecesses a Mim Mesmo, da mais íntima forma, e mostrar-te o Verdadeiro Deus, o Deus vivo, o Rei eterno 27 . "Que este mundo não reduza o Meu lírio ao silêncio. Que as suas conspirações o não afectem nem toquem a sua alma, mas que os Meus salmos continuem a ser, para ela e para todos os que os ouvem, como um canto nupcial, a fim de que possam conhecer o Verdadeiro Deus Trino, que é Pai de Tudo".

Agora, Meu lírio, vou dar-te uma razão constante, para que tu mesma digas: "O Meu Senhor é grande!" Agora, podes vir para o aposento nupcial do Meu Coração 28 . Acaso não leste: "Alegrem-se todos os que em Vós confiam; e exultem para sempre" (Sl 5,12) e "para mim, a felicidade é estar junto de Deus" (Sl 72,28)? Então, vem a Mim; o Esposo convida-te; tu, que vigias a Minha Própria Vinha, vem prosperar na Minha Presença e louvarás o Meu Amor cima de tudo. E, de novo, à vista do esplendor do Meu Sagrado Coração, o teu coração deixar-se-á vencer pelos Meus encantos, lembrando-se, como um eco, da Minha aparição, na tua infância 29 , quando Eu Me servia de todos os Meus encantos para te atrair a Mim. E, enquanto Eu te atraía a Mim, Minha cidadela, disse: "Refrescarei a Minha cidadela com a ribeira do Meu Coração e santificarei esta mesma cidadela, para impedir a Minha morada de cair". E o teu Rei exalou sobre ti o Seu Sopro como um perfume delicado; então, sem mais demoras, imprimi a Minha Santa Face na tua, Face contra Face, seladas por toda a eternidade. Detém-te um instante, a reflectir nestas palavras... Possam as Minhas palavras dar-te prazer...

- Vós sois agora o meu Mestre
e por isso eu me inclino diante de Vós.
Ensinai-me o que Vos agrada,
a fim de que tudo o que eu fizer
Vos seja aceitável.
Os meus raciocínios são incertos
e esta cidadela que Vós chamais
é feita de lodo,
e isto entorpece a harmonia
30 .
Vós dizeis, meu Rei,
que imprimistes
a Vossa Imagem na minha.

- Sim 31 . E ao fazê-lo, depositei um beijo nesses lábios que passariam a ser o Meu Eco e proclamariam a Verdade, para os ensinar a cantar o Meu Nome e dizer:

"Cantai ao Príncipe-da-Paz,
Cantai ao Imortal,
ao Deus Todo-Poderoso.
Abri os vossos corações e deixai-os
ser consumidos
pelo Seu Amor ciumento.
Cantai ao Senhor e Rei,
e exultai pela Sua Vida".

Vem; que agora os teus olhos, Minha bem-amada, rejubilam com os insondáveis tesouros do Meu Coração; então, o Todo-Poderoso te levará, para que faças a tua peregrinação aos Meus Ombros...

Aprenderás a ouvir e a compreender judiciosos provérbios, Meu amor. Se prestares ouvidos, aprenderás da Sabedoria e terás sede de todos os discursos que vêm de Mim. Aprenderás no jardim dos Meus Ouvidos como os Meus Ouvidos estão abertos a todos os que Me invocam sinceramente e vêm a Mim 32 com pureza de coração, arrependendo-se em alta voz, como um livro retumbante de lamentações, que insiste na sua miséria, na sua indignidade, e em tudo quanto Me faltaram. A um tal clamor, o Meu Coração saltou do Seu lugar. E este clamor de contrição irá levá-los às Minhas Cortes.

A fim de que os teus ouvidos escutem a Minha Voz, deverás baixar a tua voz. Vem aprender como Eu respondo e liberto os miseráveis e os pobres que Me chamam. Chama-Me e os Meus Ouvidos ouvirão o teu apelo e Eu virei salvar-te. Ouvirei o teu apelo: os Meus Ouvidos são sensíveis. E tu, como criatura, não sejas insensível ou surda aos apelos dos necessitados, mas abre os teus ouvidos ao seu apelo. Não acabes por lhes franzir as sobrancelhas, mas abre-lhes a tua mão. Acaso não sabes quanto Eu Me arrepio, sempre que um apelo é feito e as Minhas criaturas não dão ouvidos nem respondem aos suplicantes? O Meu Sagrado Coração provoca-Me dores no Peito.

No jardim dos Meus Ouvidos, aprenderás como, do Seu Trono, o teu Deus contempla os filhos e as filhas dos homens, inclinando-Se sobre eles, com o Ouvido verdadeiramente colado aos seus lábios. E tu, que viste milhares de miríades de anjos, a rodear o Meu Glorioso Trono 33 , diz-lhes: "Vinde ouvir: eu fui instruida pelo Santíssimo, para vos dizer o que Ele Mesmo fez por mim: quando eu Lhe lancei o meu grito de metanoia 34 e altos louvores me saíram da língua, se ainda tivesse sido culpada no meu coração, depois da minha metanoia, o Senhor jamais me teria ouvido. Mas Deus não só me ouviu, como também escutou o meu apelo e atendeu a minha oração. Bendito seja Deus, Trino na Sua Santidade, que não ignorou a minha oração nem me privou do Seu Amor". É o que tu lhes 35 vais dizer.

Agora, vem, entra na tua Morada permanente, o aposento nupcial do Meu Coração, onde o teu Rei espera alegrar-Se contigo e tu com Ele. Vem, Meu anjo e Minha esposa, que Eu tenho pressa de te revestir com o Meu Nome, com a Minha própria Presença. A tua veste serei Eu, porque Eu sou tudo. No Meu Corpo, vive a plenitude da Divindade. Por isso, em Mim, encontrarás a tua própria realização. Eu Mesmo te terei escondido em Mim e, deste modo, quando o Tempo vier, apresentar-te-ei ao Pai.

Eu sou o teu doce perfume, Vassula, e quero que tu sejas como uma estrela luminosa que brilhe na escuridão desta geração, perfumando-a com o Meu perfume. Continuarás a brilhar, porque oferecerás ao mundo aquilo que veio da Minha Boca. Oferecerás a cada um a Palavra de Vida. E muitos Me verão em ti 36 , pois Eu Mesmo te revesti com o Meu Nome, a fim de que passes a ser verdadeiramente a Minha companheira. O teu Verdadeiro Deus, teu Senhor Jesus Cristo acolhe-te agora, de todo o coração, no Seu Sagrado Coração; a tua Morada... Revelei-te o Meu Domínio sobre ti, Minha irmã, Minha... A Minha graça está contigo...

ic

37 ... e o Meu favor liga-te a Nós... 

38 ... e em Mim, Nós fizemos-te o favor de ver o que o homem é incapaz de ver por si mesmo.
39 Nós damos-te a Nossa Paz...


(A mensagem acima citada foi-me dada com muitos intervalos. Estende-se por cinquenta páginas de cadernos manuscritos. Não esqueçam que, onde quer que apareça o nome de Vassula, ele se deve substituir pelo vosso próprio nome).


1 vi Nosso Senhor e Rei, enquanto cavalgávamos os céus, sentados lado a lado, e Ele inclinava-Se para mim e cobria-me a cabeça com o mais magnífico dos véus de renda branca que, pela sua alvura, brilhava como se estivesse recamado de diamantes. Ele Mesmo colocou o véu em cima de mim, de forma a que se me via apenas o rosto. Compreendi que o véu simbolizava as Suas Palavras de Sabedoria, que fazia recair sobre mim, cobrindo-me inteiramente

2 Jesus refere-Se ao convite que me faz de fazer um retiro ou uma peregrinação pelo Seu Corpo (mensagem de 26 de Janeiro de 1997). E eu não havia de facto correspondido a este convite

3 alusão a Is 54, 5

4 então, olhando para as minhas mãos e tomando-as ambas nas Suas Mãos, disse o que segue

5 senti que, com a palavra "Santuário" Se referia a Ele Mesmo

6 com o uso da palavra "cerimónia", Jesus quer significar a minha missão

7 Si 9, 17

8 significa "o maná espiritual", isto é, a Palavra de Deus

9 Jesus entende com isto: dos Seus Pés às Suas Mãos, das Suas Mãos à Sua Boca, etc..

10 em inglês: "living water", literalmente "água viva"

11 começava a compreender que Jesus queria que eu estivesse, por um certo tempo, inteiramente sozinha com Ele e foi justamente por isso que me não deixou marcar reuniões durante várias semanas. Jesus quer que cada um faça um retiro com Ele, de tempos a tempos

12 fiquei com a cabeça apoiada nas duas mãos

13 em inglês: to train your mind in His. Sabia que Jesus queria agora que eu descansasse retirando-me no Seu Corpo, para restabelecer a minha força, física e espiritualmente

14 Jesus entende com isto: a Bíblia. Como disse o Seu discípulo bem-amado: "Há ainda muitas outras coisas que Jesus fez. Se elas se escrevessem uma a uma, penso que nem o mundo inteiro poderia conter os livros que se tinham de escrever" (Jo 21,25)

15 Jesus quer dizer com isto que, depois de ter partido de novo em missão, no regresso da viagem me deveria inclinar de novo sobre o Seu Coração para repousar, para restaurar as forças

16 Jesus entende com isto: na Eucaristia

17 Cristo chamou-me assim por analogia com o meu nome, porque "Vassiliki" significa também filha do rei

18 é toda a criação de Deus; Jesus indica com isto que nós somos de descendência real, de semente real, uma vez que o nosso Criador é Rei

19 a Santíssima Trindade

20 os novos céus e a nova terra, quando toda a criação de Deus for renovada, no advento do segundo Pentecostes

21 Jesus disse estas palavras majestosamente, enchendo-me de esperança

22 1 Cor 3,17: "O santuário de Deus é santo e vós sois esse santuário"

23 Jesus fala em metáfora

24 Jesus fala simbolicamente

25 simbolicamente

26 Jesus fala da Eucaristia

27 a Voz de Jesus, baixa mas firme, soando como um mandamento, pronunciou as palavras que seguem! Era como se Ele falasse Consigo Mesmo, como quando pensamos alto

28 cada vez que o nosso Bom Senhor me convida a entrar no aposento nupcial, trata-se do Seu convite a entrar num retiro, porque Ele Próprio me faz compreender que deseja que eu esteja muitas vezes sozinha com Ele e apenas com Ele

29 a visão que tive, quando era criança: Jesus sorria-Me; eu via-O até à cintura. Cada vez que me dizia: "vem a Mim", eu sentia-me atraída para Ele por uma força invisível; depois, estava tão perto d'Ele, que os nossos rostos se tocaram e senti como que o meu rosto a ser absorvido pelo Seu Rosto

30 em inglês: and it weighs down the teaming mind

31 como já o disse antes, na visão de Cristo, sentia-me atraída para Ele, até o meu rosto ficar colado ao Seu e era como se a minha face atravessasse a Sua Face

32 compreendi aqui que Jesus quer que se venha a Ele também através dos confessores

33 compreendi também: o Seu Sagrado Coração

34 o arrependimento

35 o Santíssimo pediu-me que lesse o Salmo 66, versículos 16 a 20

36 a Santa Face de Cristo, que aparece no lugar do meu rosto

37 De repente, é Deus, o Pai Eterno, que toma a palavra

38 Depois, foi o Espírito Santo

39 Agora, é a Santíssima Trindade que fala em uníssono

 

Listagem Cronológica
Uma Lista Completa das Mensagens em Ordem Cronológica
 

Listagem Alfabética
Uma Lista Completa das Mensagens em Ordem Alfabética
 

Pesquisa nas Mensagens
Pesquise no texto das Mensagens
 

Mensagem Aleatória
Selecione uma Mensagem Aleatóriamente
 

Meu Anjo Daniel
O amanhecer das mensagens. Vassula conversa com seu anjo da guarda Daniel
 

Manuscrito Original das Mensagens
O Manuscrito original das Mensagens online
 

Livro Online
As Mensagens agora estão disponíveis para leitura como um livro online
 

 



Pesquisa Rápida

© Vassula Rydén 1986 Todos Direitos Reservados
X
Enter search words below and click the 'Search' button. Words must be separated by a space only.
 

EXAMPLE: "Jesus Christ" AND saviour
 
 
OR, enter date to go directly to a Message