DHTML Menu By Milonic JavaScript

Português » Unidade » Um Eco Espiritual de Unidade »

Um Eco Espiritual de Unidade

Uma palestra de Vassula na Conferência Ecumênica do Conselho Mundial das Igrejas

A seguir uma transcrição da palestra de Vassula Ryden na Conferência Ecumênica do Conselho Mundial de Igrejas, realizada durante a Semana da Unidade, em 23 de janeiro de 1992, no Centro Ecumênico, Genebra, Suíça.

Escute a gravação desta palestra  AQUI

 

[A senhora Vassula Ryden é uma voz de espiritualidade e unidade. Ela fala a todos os cristãos, ortodoxos, católicos e protestantes, transmitindo uma mensagem de paz, amor e unidade: "Que todos sejam um", pela graça do Espírito Santo. Muitos que ouviram a mensagem descobriram que é uma fonte profunda de inspiração. Ela foi convidada por colegas interessados.] (Do material que apresenta a palestra de Vassula)

 


 

Vou ler uma pequena apresentação sobre mim e, depois vou ler algumas mensagens de unidade.

Sou ortodoxa grega por batismo, de pais gregos, e nasci no Egito. Meu marido é sueco e luterano. Tenho dois filhos e sou dona de casa. Nunca estudei nenhum catecismo, muito menos qualquer teologia. Eu abandonei a prática de minha fé totalmente, especialmente quando eu estava casada. Eu nunca tinha ouvido falar que o Senhor pode nos dar dons extraordinários como locuções e visões intelectuais ou iluminações ao intelecto.

Um dia, quando eu menos esperava, Deus veio de repente sobre mim e me aprisionou. Foi no final de novembro de 1985. Naquela parte do mês eu estava preparando uma exposição de pintura. Eu jogava tênis de manhã à noite (quando queriam ver Vassula, iriam buscá-la na quadra de tênis), e estava trabalhando como modelo de roupas.

Deus estava muito longe de mim. Quando Deus se aproximou de mim, enviou primeiro meu anjo da guarda. Ele veio até mim enquanto eu estava preparando uma lista de compras. Ele se apresentou e me disse que seu nome era Daniel. Simplesmente! Vocês podem imaginar minha surpresa e minha alegria. Mais tarde, descobri que eu poderia me comunicar com meu anjo. Ouvia sua voz em meu coração e escrevia, como um ditado. Meu próprio pensamento, que eu também escrevia, era respondido. Então, tudo começou nesse estilo.

No primeiro dia, quando meu marido soube disso, nunca me ocorreu que ele duvidaria. Ele sabia que eu estava na minha mente normal. Eu não era alguém para inventar tal coisa. Ele simplesmente acreditou. O Antigo Testamento freqüentemente nos mostra anjos usados por Deus, não apenas como mensageiros, mas também como instrumentos.

Depois de uma semana, meu anjo pediu-me para ler a Bíblia, e eu não tinha nenhuma em casa, então ele me disse para ir buscar uma. Eu o fiz, e quando eu abri para ler, como ele me disse para fazer, abri nos salmos, e não consegui entender nada, embora fosse inglês. Isso foi Deus, tentando me dizer que eu estava cega e era tudo escuro ao meu redor e, portanto, não consigo entender o que estou dizendo.

O anjo me deu uma purificação. Ele começou a mostrar-me todos os pecados dos quais não me arrependi de uma maneira muito especial, muito especial, porque era como Deus vê nossos pecados e não como nós os vemos. E há uma grande diferença. Eu sofri muito porque me odiei e odiei tudo o que estava fazendo.

Meu anjo pediu-me para ir ao seminário, na frente de nossa casa, em Bangladesh. Encontrei um sacerdote, e eu revelei meus escritos e contei tudo a ele. Ele ficou atônito, e não acreditou em mim. Fiquei arrasada porque, na minha ignorância, eu realmente pensava que ele acreditaria em mim, já que ele estava lidando, dia e noite, com Deus e os anjos. A partir de então, ele me tratou como alguém que estava mentalmente perturbada. Ele então me enviou para outro padre que concluiu que eu estava lidando com Satanás. Então acabei com um pensando que eu estava doida e o outro pensando que eu era satanista.

Depois de algumas semanas, em vez da visita regular do meu anjo, foi o próprio Senhor que me visitou. No estado em que eu estava, não pulei de surpresa. Como não conhecia o Senhor, considerava que todos os que desciam do céu eram iguais. A primeira coisa que o Senhor disse foi: "Eu, Deus, amo você. Me ame." Então ele me pediu para dizer o Pai Nosso para Ele.

Poucos dias depois, Jesus me fez uma pergunta. Ele disse: "Qual casa é mais importante, sua casa ou minha casa?" Eu disse: "Sua casa, Senhor". Então ele me abençoou. Então ele disse: "Minha casa está em ruínas. Renove minha casa". Eu quase chorei, porque eu disse: "Como? Como posso fazer qualquer coisa? Não sei nada sobre a igreja. E não sei nada sobre o catecismo, absolutamente nada. Você está pedindo algo que não posso fazer".

Entretanto, o primeiro sacerdote, que pensava que eu era mentalmente perturbada, começou a suspeitar que tudo poderia ser de Deus e disse: "Vassula, sinto muito por você, porque Deus não vem a ninguém desse jeito, dando tantas graças, sem querer algo ".

Verdade. Um dia, Jesus me perguntou: "Você gostaria de me servir?" E não respondi porque estava com medo. Como tudo estava sendo escrito, levantei minha mão, porque não queria que isso fosse escrito. Realmente me assustou. Não sabia o que Deus pediria de mim. Pensei que talvez Ele poderia me dizer para deixar minha família e correr para ser uma Carmelita. Eu não estava pronta. Então, eu o afastei. Mas eu não consegui ficar quieta o dia inteiro e toda a noite porque Ele disse, depois disso, "Eu posso permanecer em você, apesar de sua fraqueza incrível".

Então eu me senti muito, muito, arrependida, e então eu decidi mergulhar no escuro, mais ou menos. No dia seguinte, usei Sua própria pergunta, e disse: "Você gostaria que eu o servisse?" Então ele disse: "Eu vou elevar você para apaziguar minha justiça. Eu vou elevar você para deleitar minha alma. Você não tem méritos, nenhum, mas eu te favoreci, apesar de sua miséria, porque minha lealdade e minha doçura são sem medida.”

Um dia, o Senhor me deu uma visão de três barras de ferro em pé uma perto da outra. A visão me perseguiu toda a manhã. Então Ele infundiu em mim uma luz para entender o seu significado, e quando eu entendi que eles representavam os católicos, os protestantes e as igrejas ortodoxas, entrei em pânico e eu disse: "Não, eu não quero me envolver nessas coisas. Era bom ser só você e eu, mas agora você vai falar sobre as igrejas. Não quero me envolver nessas mensagens. Mantenha-me fora disso. De qualquer forma, não tenho ideia dos programas das igrejas. Procure alguém que conheça todas essas coisas, tenha autoridade e que seja respeitado pela igreja".

Mas Jesus disse: "Eu vou formar você e ensinar você". Eu disse: "Mas eu não sei nada". E Ele disse: "Eu escolhi você porque você não tem autoridade, e você não é nada. Através do seu nada, eu revelarei a Minha grandeza. Através da sua miséria, eu mostrarei Minha misericórdia. E através de sua fragilidade, Minha força. Continue sendo nada para que eu possa ser tudo. Eu não quero um rival. Morra para si mesma, para que o Meu Espírito respire em você. Dispa-se de sua face para que apenas Eu possa ser visto. Eu escolhi você, inadequada para esta tarefa, desamparada e pequena, sem prestígio, para manifestar, através de você, o Meu Amor Apaixonado. Minha igreja precisa de uma renovação. Vim para consolidar a Minha Igreja, então permita-me que use você.”

"Eu fui chamada a receber um ditado divino todos os dias. O Senhor sempre pede minha permissão: "Permita-Me usar sua mão, Me permita usar seu tempo". Ele nunca me forçou. Com a minha permissão, ele começou a me separar de tudo o que tinha tomado o lugar dele. As minhas primeiras lições foram aprender a amá-Lo. Ele só tinha que revelar o Seu Coração, e quando eu vi a profundidade de Seu Amor por todos nós, e as feridas que ainda estamos causando a Ele, eu só poderia me render e amá-lO. O Senhor me pediu que me apoiasse em Seu Coração, assim como João. Quando João se apoiou no Seu Coração, Ele lhe deu a coragem de estar com Jesus debaixo da Sua Cruz.

O Senhor me manteve escondida, me ensinando e me ditando por três anos. Eu estava sozinha. Não havia ninguém para me aconselhar. Jesus me explicou os problemas na igreja. Ele também explicou partes das Escrituras, por exemplo, Ap. 11,12-13,21-22.

Então, exatamente após esses três anos, o Senhor me empurrou para sair a público. Eu não sabia que as mensagens eram ecumênicas, nem que estavam imbuídas dos ensinamentos do Espírito Santo. Recebi nove profecias sobre a Rússia, onde uma delas já se tornou realidade.

O outro grande problema que Jesus está abordando é a unidade, e é o que eu vou ler para vocês hoje. Eu tomarei diretamente Suas palavras, que são impressas e vocês tem cópias, eu acho. Só tomarei trechos porque todas as mensagens são muito longas.

Esta é uma das Suas mensagens:

Diz-lhes que todo aquele que crê ser justo, mas se mantém dividido, comerá o fruto que semeou e perecerá. Diz-lhes ainda quanto Eu não amo os corações sem sinceridade; as suas solenidades e os seus discursos cansam-Me. Diz-lhes quanto sinto relutância pela sua soberba e rigidez. Na verdade, a sua maneira de julgar parece exata e impressionante aos homens; mas, a Mim, não. Eu não posso congratular-Me com uma Igreja moribunda, que tanto se aproxima da decomposição. Diz, a todos quantos queiram ouvir, que, se não baixarem a sua voz, jamais poderão ouvir a Minha. Se baixarem a sua voz, então, começarão a ouvir a Minha e, assim, farão a Minha Vontade. (7.10.1991)

"Eu sou Uno; todavia, cada um deles se encarregou de criar um Cristo, segundo os seus gostos. Eu sou a Cabeça da Minha Igreja; mas tudo quanto vejo são as suas próprias cabeças e não a Minha. Diz-lhes que baixem as suas cabeças e, desse modo, poderão ver a Minha. ...Conta a cada um que Eu Próprio restabelecerei o Meu Reino, no meio da pobreza. A Minha Alma rejubila naqueles que têm tempo para auscultar o Meu Espírito, para Me adorar e para fazer a Minha Vontade! (7.10.1991)

"Essa fortaleza que construíram para se dividir está já por Mim condenada. Em Mim, vós sois todos irmãos; é isto que tu lhes deves ensinar a acreditar e persuadi-los a fazer. Quanto àquele que se mantém dividido, no corpo e no espírito, diferenciando-se no Meu Santo Nome, Eu Próprio lhe digo aquilo mesmo que disse à igreja de Sardes (Ap 3, 1-2): "és considerado vivo, mas estas morto. Desperta e reanima o resto que está para morrer, porque não achei as tuas obras perfeitas diante de Deus"; onde está o cadáver, ai mesmo se reunirão os abutres. 

Uni-vos! Reuni-vos! Invocai, juntos, o Meu Nome! Consagrai, juntos, o Meu Corpo e o Meu Sangue! Não persigais a Vida! Mortificai-vos e dobrai-vos, para estardes em condições de vos unir e Me glorificar. Vós falais do Espírito, mas não procedeis segundo o Espírito; falais do Caminho, mas porfiais em o obstruir! Quão pouco Me conheceis!... Invocais o Meu Nome e, entretanto, matais os Meus filhos, entre o santuário e o altar.

Solenemente, Eu vos digo que tudo isso vos será lembrado, no Dia do Juízo. 

Podereis vós, diante de Mim, dizer-Me em verdade: "Estou reconciliado com os meus irmãos"? Podereis dizer-Me, em verdade: "Não fiz diferença alguma entre mim e os meus irmãos, sob o Vosso Santo Nome; tratei-os como a mim mesmo"? Quando Me apresentardes a vossa causa, então, vos direi abertamente: "Afastai-vos de Mim! Vós não tratastes os vossos irmãos como a vós mesmos; tendes massacrado diariamente o Meu Corpo. Onde está a vossa vitória? Quando Eu construía, vós demolíeis; Eu reunia e vós dispersáveis; Eu unia e vós dividíeis!".

Contudo, se ainda hoje regressardes a Mim tais como sois, Eu poderei curar-vos, poderei transfigurar-vos e vós acabareis por Me glorificar.

Eu grito, e tento furar a vossa surdez para vos salvar; e, se vos censuro, é devido à imensidade do Amor que Eu vos tenho.... Diz-lhes que o Coração do Senhor é Amor e que o Coração da Lei está baseado no Amor. Diz ao Meu Povo que Eu não quero administradores na Minha Casa; no Meu Dia, eles não serão justificados, porque foram eles, justamente, que industrializaram a Minha Casa. Enviei-vos o Meu Espírito para viver nos vossos corações; eis por que o Espírito que vem a vós vos mostrará que a Minha Igreja será reconstruída dentro dos vossos corações e, no vosso coração, vos reconhecereis todos irmãos." (14 de outubro de 1991)

E Jesus pede,

Irmão,
terei de suportar, uma época mais,
a dor que tenho suportado ano a ano?
Ou Me dareis repouso, desta vez?
Terei de beber ainda uma época mais
o Cálice da vossa divisão?
Ou deixareis descansar o Meu Corpo,
unindo, por Meu amor,
a Festa da Páscoa?
Irmão, unindo a data da Páscoa, aliviarás a Minha Dor e rejubilarás em Mim e Eu em ti, e recobrarei a vista a uma multidão.

Solenemente, Eu vos digo: uni-vos, reuni-vos todos e ouvi, desta vez, o vosso Pastor: Eu Mesmo vos conduzirei pelo caminho que deveis percorrer. Enviai a Minha Mensagem até aos confins da terra." (14 de outubro de 1991)

A Retidão sempre Me precedeu e a Paz seguiu os Meus Passos; poderei Eu dizer outro tanto de vós? Quem reparará os anos da vossa divisão? As solenidades e os discursos não Me interessam; as ficções e a falsa devoção não Me enganam.

Oh! Minha filha! Quanto Eu desejaria compreendessem, especialmente aqueles que vivem nas Minhas Chagas, que a Minha Dor é grande. E o motivo pelo qual às vezes Me exprimo mesmo energicamente, é para torná-los capazes de pregar as Coisas do Espírito e sem fazerem alarde de erudição. Quero encher o seu espírito com a Minha Luz Transcendente, para que vejam as coisas com os Meus Olhos e não com os seus; para que vejam as coisas na Minha Luz Divina e não na sua. Eu sou conhecido como sendo Fiel e Justo; e isto não significa que Eu lhes mostre menos Fidelidade, Retidão e Paz, pela sua falta de fidelidade e retidão e nem tão pouco que Eu não venha em seu auxílio: ainda que se afastem de Mim e dos Meus Caminhos, Eu permanecerei "Fiel e Verdadeiro" (25 de outubro de 1991)

O Meu Espírito empenhar-Se-á em restaurar a Paz entre os irmãos e, por meio da Minha Cruz e das Minhas Chagas, unir-vos-ei a todos num só Corpo e Eu Mesmo vos farei glorificar-Me, em torno de Um Só Sacrário e será demolida a barreira que vos mantém separados. O anátema será tirado (Ap 22, 3) e o Meu Trono Sacrificial ficará em seu lugar. Vinde a Mim, como criancinhas, para que Eu possa abrir os olhos da vossa alma, a fim de que possais ver a esperança que o Meu Apelo vos reserva. (25 de outubro de 1991)

Diz-Me: Acaso não sois vós todos iguais, criados pelas Minhas Próprias Mãos? Quem de vós não foi criado à semelhança da Minha Imagem? Por causa do desprezível orgulho do homem, o Cálice de Meu Pai está cheio da Sua Justiça; por causa da sua rigidez, tornaram-se desertos! Muitos deles falam de União e Fraternidade, mas as suas palavras são fúteis, vazias.

Provai-o, aos Olhos do vosso Criador, dobrando-vos. Provai-o aos Olhos do vosso Criador, unificando a data da Páscoa. Provai-o na Minha Presença, partindo, juntos, o Pão. Revesti-vos de majestade e de esplendor pela humildade e não por uma aparência exterior de religião e de piedade. Arrependei-vos!

Outrora, vós vivíeis em humildade e simplicidade, em ilimitado amor, com um rico alimento, na vossa mesa. Sim, a grandeza da Minha Igreja superava tudo e toda a criatura viva, porque a Eucaristia era a Vida da Minha Igreja. Se hoje a Minha Igreja carece de esplendor, é porque muitas Minhas Igrejas aboliram o Meu Sacrifício Perpétuo 2.

Poder-se-á olhar, porventura, através destas, trevas, e continuar a ter a pretensão de ver? Poderá alguém orgulhar-se de ter escapado a emboscadas numa tal escuridão?

Mas, enquanto vós disserdes: "Nós vemos", o vosso erro persistirá! Eu disse que existem outras ovelhas que não são do Único Redil, e que Eu também devo guiar; mas apenas reconduzo um cordeiro errante ao redil, para que viva uma Verdadeira Vida em Mim, apenas lhe restituo a vista, logo vós lhe caís em cima, para lhe arrebatardes o Reino dos Céus. Ora, poderá um demônio abrir os olhos a um cego? Poderá fazê-lo gritar: "Abba"?

Deste modo, a não ser que vos arrependais, a Mão de Meu Pai cairá sobre vós. (25 de novembro de 1991)

E, agora, lanço um particular apelo a todos quantos vivem sob o Meu Nome e trabalham pela União e pela Paz: Eu peço-vos que venhais a Mim como criancinhas, que Me contempleis, face a face, e respondais a estas perguntas: Irmãos, fizestes tudo quanto vos era possível para salvaguardar a União do Meu Corpo? Dizei-Me, irmãos: Onde está a Paz que Eu Mesmo vos deixei? O Dom que Eu Próprio vos dei? Por que continuais a diferençar-vos, em Mim? Procurais sinceramente unir-vos, de novo, tanto na vossa fé como nas vossas obras?

Eu digo-vos, solenemente, que renoveis o vosso espírito com uma verdadeira revolução espiritual, uma revolução de amor. Esquecei os rancores que tendes uns para com os outros e vinde a Mim, renovados; vinde a Mim, puros. Despertai do vosso sono! Eu estou mesmo á vossa porta e bato. Não sejais como o sal que perdeu o seu sabor; sede como uma árvore, da qual saem graciosos rebentos e dá frutos de santidade. Cumpri a Minha lei, unindo-vos e ajudando-vos uns aos outros. Como ontem, Eu levanto os Meus Olhos para o Pai e rezo-Lhe: 

Pai Santo,
guarda em Teu Nome aqueles que Me deste,
para que sejam um, assim como Nós (Jo 17, 11).
Pai Justo,
lembra-lhes a Minha docilidade,
a Minha humildade, a Minha sinceridade
e o Meu Grande Amor,
a fim de que eles possam pôr fim à Minha Agonia,
essa Agonia que é causa
da efusão de tanto Sangue, no Meu Corpo;
faz com que reconheçam os seus erros
e se reconciliem,
para que, quando Me venham receber,
bebendo-Me e comendo-Me,
o façam dignamente.
Pai, chama os pastores
e ensina-lhes a ser conciliadores e dóceis,
uns para com os outros,
modestos e humildes;
possam compreender a Minha Expiação,
neste tempo de Quaresma,
e procurem, em Mim, a verdadeira Sabedoria.
Amém.

Feliz o homem que Me escuta. Feliz aquele que segue os Meus Caminhos. Feliz o homem que se humilha. Felizes os pobres de espírito, porque deles é o Reino dos Céus. Eu, o vosso Senhor, abençoo-vos, a vós e às vossas famílias, deixando o Meu Suspiro de Amor na vossa fronte e a Minha Paz, nos vossos pequenos corações. E não vos esqueçais nunca de que o Amor está sempre convosco. Sede um. (10 de março de 1990)

 
Unidade
Um Grito do Sagrado Coração: O Desejo de Cristo pela Unidade
União nos Corações
As Datas da Páscoa
Um Exemplo de Unidade no Leste
Ecumenismo e Espiritualidade
O Papa e o Patriarca Teoctist
Um Eco Espiritual de Unidade

Um Grito do Sagrado Coração: O Desejo de Cristo pela Unidade
Vassula fala para 500 peregrinos, incluindo um Cardeal, Arcebispos e clérigos e leigos de diversas fés, sobre os ensinamentos de Unidade contidos nas Mensagens de AVVD, na Peregrinação Ecumênica de AVVD na Turquia, em 25 de maio de 2007.
 

União nos Corações
Vassula profere este forte discurso na Peregrinação à Terra Santa em 1998
 

As Datas da Páscoa
Jesus nos chama a unificar as datas da Páscoa
 

Um Exemplo de Unidade no Leste
Monsenhor Isidore Battikha compartilha com a Peregrinação da AVVD um exemplo encorajador e real de unidade praticada na Síria
 

Ecumenismo e Espiritualidade
Discurso Ecumênico de Vassula proferido no International Bridgetine Centre, em Farfa
 

O Papa e o Patriarca Teoctist
Vassula testemunha este encontro especial entre o Papa João Paulo II e o Patriarca Teoctist
 

Um Eco Espiritual de Unidade
Uma palestra de Vassula na Conferência Ecumênica do Conselho Mundial das Igrejas
 

 

"Unity, Virtue of Love"
This book of extracts from the Messages reveals to us how God is telling us, today, that unity among Christians is essential to bring peace, love and reconciliation into the world.

Vote to Celebrate the Feast of Easter all in one date
OneDate.org - Vote to Celebrate the Feast of Easter all in one date

 
 
MENSAGEM DO DIA:

Jesus É Amor
Quero-te Indulgente E Devota

 
MENSAGEM ANTERIOR:

Acaricia-Me Com O Teu Amor
 
 
 



Pesquisa Rápida

© Vassula Rydén 1986 Todos Direitos Reservados
X
Enter search words below and click the 'Search' button. Words must be separated by a space only.
 

EXAMPLE: "Jesus Christ" AND saviour
 
 
OR, enter date to go directly to a Message