RETURNAR AO SITE:http://www.tlig.org/pt/spirituality/pilgrimages/rome2011/vassulas-opening-speech/TAMANHO DA LETRA: NORMAL - GRANDE

Português » Espiritualidade » Peregrinações & Retiros » 8a. Peregrinação Ecumênica de AVVD em Roma » Palavras de abertura de Vassula Ryden para a Peregrinação Ecumênica de A Verdadeira Vida em Deus em Roma, 2011  »

 

Palavras de abertura de Vassula Ryden para a Peregrinação Ecumênica de A Verdadeira Vida em Deus em Roma, 2011

4 de Setembro de 2011

Antes de tudo, uma recepção calorosa a todos. Quero agradecer aos organizadores que trabalharam durante 2 anos para a preparação de hoje. Espero com todo o meu coração que esse encontro de oração e louvor aqui na Cidade Eterna seja uma benção para todos nós e para toda a Igreja, inspirando-a e incentivando-a a avançar para a unidade. Em uma das mensagens, Jesus disse:

"Hoje, toda a amabilidade, por parte de Minhas criaturas, a fim de restaurar a Minha Casa vacilante, Me impressiona profundamente. Por qualquer passo que seja, dado no sentido da União, todo o Céu rejubila. Por qualquer oração que seja, oferecida pela restauração do Meu Corpo, a ira de Meu Pai diminui. Por qualquer reunião que seja, em Meu Nome, pela União, as Minhas bênçãos são derramadas sobre todos quantos tomam parte nessas reuniões." 5.10.1994

Nosso Senhor nos chamou para que oremos fervorosamente pela reconciliação entre os irmãos. Deus nos reuniu aqui, de diferentes Igrejas e origens, para ouvir os gemidos do Espírito Santo que nos impulsiona para a unidade. Nunca será possível alcançar a unidade a menos que uma mudança radical de coração aconteça em todos e em cada um de nós. Conversas de alto nível, assim como discussões teológicas, são certamente necessárias, mas a unidade na diversidade só pode ser alcançada quando nós, cristãos comuns, abrirmos nossos corações para a graça do Espírito Santo, morrermos para nós mesmos e humildemente nos deixarmos ser preenchidos de amor e compreensão.

A reconciliação é fruto do amor, mas isso só pode ser alcançado se nos convencermos de que a desunião é contrária à vontade de Deus, porque é uma negação do amor. É necessário humildade e uma sincera conversão de coração para que possamos nos unir e oferecer a Cristo nossa rendição total.

Estamos aqui para ser um exemplo de boa vontade e não de desarmonia. Estamos reunidos aqui para viver algo puro, e mostrar nossa paz e caridade uns para os outros. Os pacificadores, como dizem as Escrituras (Tiago 3,18) quando trabalham pela paz, semeiam as sementes que darão frutos em santidade.

A unidade será em todas as suas diversidades. Não há elementos realmente graves que nos dividam. A boa vontade e dobrar-se em humildade e amor é o que nosso Senhor  quer. É a chave da unidade e Ele quer que a usemos. Temos que orar por aqueles que levantam obstáculos à unidade e não a querem de acordo com a mente de Nosso Senhor, porque eles estão se opondo à Vontade de Deus e cometem um pecado grave ao permanecerem divididos. Isto é o que o nosso Senhor disse:

"Dai-vos conta da gravidade da vossa divisão, da urgência do Meu Apelo e da importância deste Meu Pedido. (...) Tudo aquilo que vos peço é o amor, para romper as barreiras da vossa divisão." 20.10.1991

Está escrito em Colossenses 1,17-18: “Ele é antes de todas as coisas, e nele subsistem todas as coisas; também ele é a cabeça do corpo, da igreja; é o princípio, o primogênito dentre os mortos, para que em tudo tenha a preeminência.”

A Cabeça, como as Escrituras dizem, que é Cristo, nos chama a consolidar seu Corpo pela união. Ele diz que temos mutilado o Corpo dele, que não mais funciona como um Corpo saudável. Então, o Corpo, que é a Igreja não pode objetar e dizer à Cabeça: “Você ainda está ai em cima? Por que você ainda está ai em cima? Você não consegue  ver como nós podemos governar com sabedoria e prudência por conta própria? Nós estabelecemos nossas leis e caminhamos pela letra da lei. Quanto à unidade, não será para os nossos tempos como você deseja, mas para o futuro.”

Isto é o que estamos dizendo à Cabeça? É assim que proclamamos Cristo? O Senhor disse em Sua mensagem: Abaixe a cabeça para que eles vejam a Minha Cabeça, abaixe sua voz para que você ouça a Minha Voz”. Se Ele disse “abaixe a sua cabeça” para cada um de nós é porque levantamos nossas cabeças acima da Sua. Quando Ele diz “abaixe sua voz para que você ouça a Minha Voz” é porque nos recusamos a ouvir os gemidos do Espírito Santo.

Então, proclamemos juntos, nos dias de hoje, que existe um só Senhor, uma fé, um único batismo e um Deus que é Pai de todos, sobre todos, através de todos e em todos.

A unidade virá somente quando começarmos a amar Jesus Cristo.