RETURNAR AO SITE:http://www.tlig.org/pt/spirituality/pilgrimages/pilgrim2005/an-nahar/TAMANHO DA LETRA: NORMAL - GRANDE

Português » Espiritualidade » Peregrinações & Retiros » Peregrinação no Líbano, Síria e Jordânia, 2005 » Presidente do Líbano Saúda Vassula e Peregrinos de AVVD »

 

Presidente do Líbano Saúda Vassula e Peregrinos da AVVD

A peregrinação iniciou-se pelo  Líbano e o presidente do Líbano encontrou-se com  Vassula e um grupo de peregrinos em seu palácio presidencial. A reunião foi relatada no dia seguinte em vários jornais libaneses. Copiados abaixo estão dois dos artigos em jornal:

Lahoud: o Líbano superará a situação crítica que está suportando e a unidade de seu povo é a resposta fundamental a todas as diversas tentativas que visam destruí-lo.

An-Nahar, 20-05-2005

 

Emile Lahoud, presidente da República Libanesa, afirmou que a unidade do povo libanês é a resposta fundamental a todas as tentativas que possam ameaçá-lo de qualquer maneira. 

O presidente recebeu alguns membros da associação internacional " Verdadeira Vida em Deus" no contexto de uma viagem de peregrinação ao Líbano, incluindo bispos, sacerdotes, monges, freiras e leigos, representando 45 países.  

Esta viagem incluirá a Síria e a Jordânia, bem como visitas a representantes de confissões cristãs e muçulmanas. 

Vassula Ryden, organizadora da viagem, apontou em um breve discurso os objetivos da associação, que inclui principalmente o chamado à Unidade, Paz, Perdão e Amor, entre os povos da Terra. Ela também disse que "sua viagem ao Líbano visava essencialmente testemunhar a missão deste país no mundo", bem como visitar os 3 centros humanitários apoiados por essa associação cujo principal objetivo é cuidar dos necessitados e dos pobres, fornecendo-lhes comida e vestuário, e em breve cuidados médicos. Existem 133 centros, incluindo os do Líbano, espalhando amor, paz e reconciliação.

O presidente Lahoud continuou a cumprimentar os esforços realizados pela associação da " Verdadeira Vida em Deus" em todo o mundo e principalmente no Líbano. Ele acrescentou: "Sua presença no Líbano é uma ocasião para apontar as especificidades deste país, onde todas as confissões coexistem com um espírito de solidariedade, perdão e cooperação, de modo que o Líbano tornou-se o que o falecido Papa João Paulo II definiu como um país confiado com uma missão. E este pequeno país vai testemunhar que os valores se tornem um protótipo do que o mundo estará procurando.

Lahoud confirmou então "que o Líbano superará a situação crítica que está suportando graças à vigilância e à solidariedade de seus filhos. Ele certificou que a unidade do povo libanês é a resposta fundamental a todas as diversas tentativas que visam destruí-lo. Ele saudou os emigrantes libaneses dispersos em todo o mundo, dizendo que eles são uma grande riqueza para o Líbano.