RETURNAR AO SITE:http://www.tlig.org/pt/mission/evangelise/vassletter2006/TAMANHO DA LETRA: NORMAL - GRANDE

Português » Missão » Evangelização » Uma Carta de Vassula sobre Evangelização e Grupos de Oração »

 

Uma Carta de Vassula sobre Evangelização e Grupos de Oração

Escrita em 7 de Dezembro de 2006 para todos os leitores da AVVD que estão trabalhando na divulgação das Mensagens

Caros amigos da AVVD,

Como estamos chegando ao fim deste ano, eu gostaria de retomar o assunto da Evangelização e dos Grupos de Oração.

Ao ler os relatórios que chegam ao Otfried, poderia ser dito, com base no que ele recebe, que não há muitos países que seguem o que eu lhes tinha proposto através daquilo que Jesus me deu a entender que quer. Invariavelmente, recebemos sempre dos mesmos países e das mesmas pessoas os seus relatórios (que são bons), mas não de todos os 67 países em que dei testemunho!

Muitos países sequer chegaram a responder! De fato, muitas das pessoas da AVVD - que nunca perdem nenhuma das nossas peregrinações - não respondem aos e-mails, mas obrigam outros a mandar um lembrete atrás do outro, o que, no meu ponto de vista, demonstra uma falta de delicadeza e também mostra uma certa indiferença e desrespeito. Como podemos, então, esperar algum progresso?

Para começar, o que a AVVD precisa fazer agora são os seguintes itens:

  1. Verificar e listar, em ordem alfabética, os países que visitei.
  2. Veja a lista dos países (inglês) em que Vassula deu testemunho
  3. Verificar onde e quantos grupos de oração existem nos 67 países, através da nossa Equipe de Oração. Essa é a tarefa da Equipe de Oração; portanto, ela deve tentar descobrir a localização de todos os grupos de oração e também saber se algum acabou e se surgiu algum outro, bem como se há uma Associação nesses países também.
  4. Veja a lista das Associações e Contatos de cada País (inglês)
    Quem quiser incluir sua Associação ou ser listado como contato de algum país, deve mandar um e-mail para tligcontacts@tlig.org
    Se quiser inscrever seus grupos de oração, envie um e-mail para a Equipe de Grupos de Oração: paulinagool@terra.com.br (Paulina Oliveira)
  5. Depois de descobrir por que as testemunhas não estão sendo convidadas uma vez por mês, como foi proposto, percebi que essa é uma questão não só de iniciativa, mas também de fundos. O que houve com a minha sugestão de se coletar uma doação mensal (pelo menos um real), em uma caixinha, entre as pessoas que participam dos grupos de oração da AVVD? O que houve com os organizadores que se ofereceram uns anos atrás? Por que ninguém mais está fazendo o teste das 27 perguntas e gravando o teste em uma fita também, para se tornar uma testemunha? (Quem quiser fazer isso deve entrar em contato com o Otfried.) Não podemos ter nenhum obstáculo que nos impeça de trazer testemunhas.
  6. Para mais informações sobre como se tornar uma testemunha ou organizar uma conferência, contate-nos no seguinte endereço de email: evangelisation@tlig.org
    ou entre em contato com a nossa Associação aqui no Brasil no email avvd.br@gmail.com
  7. Muitas das testemunhas que passaram no teste estão paradas porque ninguém parece convidá-las.

  8. Também descobri que algumas das pessoas que participam de nossos grupos de oração não lêem ou raramente lêem as mensagens!! Muitos dizem que é muito longa, outros dizem que abrem ao acaso e lêem alguns trechos, e assim por diante. Sabem de uma coisa? Vocês ficariam envergonhados... Sugiro que, em cada grupo, alguém faça essa pergunta a cada um dos participantes e aconselhe aos que ainda não conhecem a mensagem que a leiam e obtenham graças santificantes e floresçam diante de Jesus.

  9. Se, quando essa pergunta for feita, eles disserem que lêem, então devem ser incentivados a passar no teste das 27 perguntas e fazer uma gravação e se tornarem testemunhas.  

  10. Sabemos que custa dinheiro trazer uma testemunha de outro país, e é por isso que hoje estou propondo que as pessoas que lêem as mensagens e as conhecem se candidatem para testemunhar. Outros, que conhecem as mensagens, mas não o bastante, talvez devessem estudar bem as mensagens e assistir a mais vídeos do meu testemunho para se tornarem eles próprios testemunhos em seu respectivo país. Assim, muitos dos grupos de oração e organizadores não terão que trazer alguém do exterior, mas terão sua própria testemunha.

  11. Nisto vou ser ousada: PRECISO DE PELO MENOS 67 NOVAS TESTEMUNHAS. Estive em 67 países, e é por isso que espero que cada um desses países que me receberam tenha sua testemunha... Temos muito poucas testemunhas, que, como já disse, também não são convidadas. Temos que arregaçar as mangas e trabalhar para Cristo! Precisamos difundir muito mais Suas mensagens e fazer as pessoas conhecerem os livros.

  12. Todos os que estiverem envolvidos em algum trabalho da AVVD, mas que NÃO PERTENÇA a um grupo de oração da AVVD, deve repensar e participar de algum ou criar um. Senão eles parecerão apenas administradores. Se você conhece alguém nessa situação, estimule-o a participar de um grupo de oração ou criar um.
Para encontrar um grupo perto de você envie um email para paulinagool@terra.com.br (Paulina Oliveira)

Quero mencionar também que dividi os EUA em seis partes, apesar das desnecessárias dificuldades postas no caminho. Todas elas são ligadas à Associação. São chamadas seções ou regiões. Selecionei pessoas responsáveis por cada seção, que tratarão da evangelização e da promoção de grupos de oração em sua região específica. Até agora, elas estão indo bem e finalmente o andamento das mensagens nos EUA vai ser melhor. Nessas novas regiões, os responsáveis devem sempre informar regularmente o Frei Otfried (evangelization@tlig.org) e o Zigmas Kungys (tlig-nothwest@clearwire.net) sobre a atividade de evangelização, bem como a Equipe de Grupos de Oração quando um novo grupo surgir! Essa equipe deve ficar ciente disso. A Equipe de Grupos de Oração (prayergroups@tlig.org) já deve ter uma lista dos grupos existentes pelo mundo. De vez em quando, devem escrever artigos tanto no informativo quanto na internet para lembrar as pessoas de avisar sobre todos os novos grupos de oração que surgirem. Isso sem falar que TODOS os websites da AVVD deveriam saber dessas coisas.

Também quero informar às pessoas que, depois de minha passagem pelo Canadá, fiz o mesmo que nos EUA. Dividi o Canadá em sete regiões. A Toula sabe o mapa das regiões e conhece as pessoas que vão ser responsáveis por criar grupos de oração e iniciar o programa de evangelização. Temos muitos novos voluntários. Informei o Mark Jordan de muitos pontos que são orientações sobre como evangelizar aqueles dois grandes países, mas creio que cada país deveria ter essas orientações também. Peçam a ele que envie essas orientações e o que se espera que seja feito para divulgar AVVD.

Veja aqui as eorientações para evangelização e regionalização que que Vassula se refere (inglês).

Temos dias difíceis pela frente; não podemos perder tempo para evangelizar. A Igreja precisa de vocês e precisa, mais do que nunca, das mensagens de Nosso Senhor.

Por favor, comecem esse trabalho imediatamente, com as bênçãos de Nosso Senhor.

Em Cristo,

Vassula
7 de Dezembro de 2006