RETURNAR AO SITE:http://www.tlig.org/pt/interreligious/vassula-with-muslim-imams-2011/TAMANHO DA LETRA: NORMAL - GRANDE

Português » Inter-religioso » Vassula Encontra com Imãs Muçulmanos »

 

Vassula Encontra com Imãs Muçulmanos na Grande Mesquita em Mymensingh

22 de Fevereiro, em in Bangladesh

3a.feira, 22 Fevereiro de 2011, partimos às sete da manhã no sentido norte para Mymensingh, pois seriam quatro horas de viagem para fora de Daka. Sr. Sujit Barua também foi conosco. O Imã Islam nos aguardou na cidade de Mymensingh e nós o seguimos de carro até sua mesquita que é a maior mesquita da grande Mymensingh (Boro Masjid)

A Grande Mesquita em Mymensingh

Na nossa chegada à mesquita, entramos em uma sala onde se encontrava a elite muçulmana e o mais importante imã, chamado Moulana Aboul Haque. Vassula o cumprimentou em árabe e o surpreendeu por falar árabe. Todos foram apresentados e todos foram agradáveis. Para sua grande surpresa Vassula falou com eles em árabe fluente todo o tempo durante a conversa. O fato de ela falar árabe fez com que eles se sentissem de alguma forma, mais próximos dela, pois todos eles deviam aprender essa língua para poderem ler o Corão. Imã Islam (que participa de nossas peregrinações) organizou esse encontro. No prédio fica o alojamento que abriga dois mil jovens que estão estudando o islã.

O encontro na sala com os imãs

 

Fora da sala de encontro com o clero muçulmano

Em seguida continuamos em Mymensingh e o imã Islam nos escoltou até o Hotel Mustafiz, onde se encontravam vários clérigos muçulmanos pacientemente sentados ao redor de uma grande mesa esperando por Vassula que falaria com eles. Havia alguns poucos batistas, incluindo Pe. Benjamin Banerjee, e Matthew Mitra. Um casal da adventista do sétimo dia, incluindo, Edward Chambugong. Também, Pe. Robert Mankin, o padre católico que nos acompanhou lá. Sr. Sujit Barua, um budista, que nos acompanhou desde Daka, ele era o tradutor enquanto Vassula falava com eles. Este encontro foi ecumênico. Vassula falou para o grupo por aproximadamente meia hora a quarenta e cinco minutos.



Vassula e clérigos muçulmanos na mesa no Hotel Mustafiz em Mymensingh

Matthew Mitra, da igreja batista, fez uma pergunta sobre uma matéria da Wikipédia que imprimira e trouxera com ele, sobre o encontro com Daniel, o anjo da guarda dela, e pediu que ela lhe explicasse. Vassula continuou a explicar como ela viu seu anjo da guarda de um modo sobrenatural. Ela também informou sobre as trinta e três Beth Myriams ao redor do mundo para alimentar o pobre. Ela mencionou que a fé não é suficiente e que precisamos fazer alguma coisa pelo pobre. É parte da missão socorrer o pobre e alimentá-lo.

Em seguida fomos convidados para almoçar juntos com os clérigos muçulmanos. Fomos a um restaurante chinês Rom III.

O restaurante Chinês com o clero muçulmano em Mymensingh
, partimos às sete da manhã no sentido norte para Mymensingh, pois seriam quatro horas de viagem para fora de Daka. Sr. Sujit Barua também foi conosco. O Imã Islam nos aguardou na cidade de Mymensingh e nós o seguimos de carro até sua mesquita que é a maior mesquita da grande Mymensingh (Boro Masjid)