RETURNAR AO SITE:http://www.tlig.org/pt/bethmyriam/otheracts/kulun-expansion/www.tlig.org/pt/bethmyriam/otheracts/kulun-expansion/TAMANHO DA LETRA: NORMAL - GRANDE

Português » Casas de Maria » Outros Projetos de 'Atos de Amor' » A 1ª Escola Primária "Verdadeira Vida em Deus" está concluída! Aleluia! »

 

A 1ª Escola Primária "Verdadeira Vida em Deus" está concluída! Aleluia!

Em um esforço para aliviar a pobreza e o sofrimento em Bangladesh, a Verdadeira Vida em Deus termina a expansão da escola na aldeia de Kulun, combatendo a enorme taxa de analfabetismo lá.

O Histórico

Há três anos atrás, na sexta-feira, 30 de abril de 2004, recebemos um e-mail de Carmen e Javier Pelayo da AVVD no México, informando-nos"

A Sra. Liduvina Olivares de García, da Juventino Rosas, Guanajuato, México, professora rural, tirou todas as suas economias e queria dá-las  para os mais pobres como doação para a Beth Myriam em Dhaka, Bangladesh. A Sra. Liduvina tem um grupo de oração com 160 crianças. " (30 de abril de 2004)

 

A única coisa que a Sra. Liduvina estava pedindo nesse e-mail era oração por seu filho Arturo que passaria por uma cirurgia no cérebro em 5 de maio. (A Sra. Liduvina é um dos frutos do 2º Retiro Latino Americano no México).

Como fomos pegos de surpresa pela grande doação, nossa resposta de gratidão à Sra. Liduvina por meio de Carmen e Javier a tranquilizou.

Estamos seguros de que Jesus e Maria nos mostrarão como facilitar a vida de nossas pessoas pobres com essa bênção extra. Eles estão nos enviando através de vocês! (5 de janeiro de 2004)

 

Como a Senhora Liduvina não tinha e-mail, nossa comunicação continuou por meio de Carmen e Javier.

"Por favor, transmita à Sra. Liduvina nossos agradecimentos mais calorosos e profundo apreço por seu intenso ato de amor, mostrado com uma maneira tão altruísta e nobre! Ela nos lembra tão fortemente a viúva pobre no Evangelho que deu suas 2 últimas moedas em doação ao Templo, junto com os homens ricos e Jesus disse sobre ela: " ... de fato, eu vos digo que esta pobre viúva lançou mais do que todos, pois todos aqueles deram do que lhes sobrava para as ofertas; esta, porém, na sua penúria, ofereceu tudo o que possuía para viver" (Lucas 21,1-4) Muitas bençãos acompanham as pessoas que agem dessa maneira, ensinando o resto de nós a sermos mais reais em nosso amor. Que nosso  Clemente Jesus Cristo responda suas orações maternas por seu filho Arturo, restabeleça sua saúde e a abençoe com todos os dons e carismas do Seu Espírito Santo, mantendo-os sempre seguros em Seu Sagrado Coração!" (12 de maio de 2004)

 

Precisávamos orar e perguntar a Jesus e a Maria o que Eles queriam que fizéssemos: a soma era grande para gastá-la apenas por oferecer almoço aos necessitados na Beth Myriam em Daca. Seria bom investi-lo em algo que permanecesse - talvez fosse hora de ampliar a escola de 3 salas na vila de Kulun que construímos em 2000 e que facilitava as crianças daquela aldeia, mas também as vizinhas.  Essa escola inicial foi construída depois de visitar Kulun em julho de 2000 e viu-se que faltava uma escola para as crianças da aldeia.

Na verdade, foi o que fomos inspirados a fazer durante a oração. Escrevemos de volta a Carmen e Javier para informar a Sra. Liduvina sobre isso.

"Precisamos da aprovação da Sra. Liduvina para executar o seguinte projeto: como você sabe, estamos em um país muito carente onde pobreza, analfabetismo (~ 90%) e desemprego são os principais fatores que as pessoas sofrem aqui. Com a Beth Myriam em Dhaka, tentamos aliviar o nível de pobreza e analfabetismo de 901 pessoas das favelas próximas, pois providenciamos o almoço ao meio-dia e a educação para 30-352 crianças. Também construímos uma aldeia (que ainda está sem eletricidade!) uma escola de 3 salas de aula para estudantes mais jovens que são forçados a caminhar 3Kms para a missão mais próxima para frequentar as aulas.
A inspiração é construir mais 3 salas de aula - uma extensão para a escola da vila usando a doação que a Sra. Liduvina está enviando para completar a Escola Primária na aldeia de Kulun. Estas 3 salas de aula também terão o nome de seu filho, Arturo, num quadro acima da entrada.

Proporcionar educação às crianças é um grande benefício para qualquer sociedade. E essas pessoas pobres só precisam de uma oportunidade ... Essa foi a nossa inspiração durante a oração. Mas não faremos nada antes de a Sra. Liduvina concordar com o projeto acima."

A resposta veio imediatamente do México.

"Lemos o seu e-mail para a Liduvina por telefone, e ela está muito  satisfeita por você ter tido essa inspiração para ampliar a escola. Na Cidade do México durante o Retiro3, ela nos disse que gostaria de doar esse dinheiro para construir uma escola  Isso é para confirmar o seu acordo. Ela gostaria que você colocasse em cada sala o nome de  sua falecida filha MARTHA (43, ela fundou uma escola  para cegos em sua área, morreu por acidente), seu filho falecido RAFAEL (21 ele também teve um acidente ) e seu falecido marido, JOSE, se for possível. Ela diz que qualquer oração que essas crianças farão, alcançará o coração do nosso Senhor por suas almas ". (13 de maio de 2004)
Estupefatos! Foi assim que lemos a resposta. Não,  nunca duvidamos, mas de surpresa não expressada de Seu amor! Nós acreditamos que Jesus ouve nossas orações e dá Seu conselho a qualquer um que pede, mas  receber a palavra com tal detalhe e de acordo com Sua Vontade, nos deixa sem palavras cada vez! Mais uma prova de que Ele está com todos nós cada momento de nossa vida e cuida de todas as nossas necessidades.
"Lemos o seu e-mail para a Liduvina por telefone, e ela está muito  satisfeita por você ter tido essa inspiração para ampliar a escola. Na Cidade do México durante o Retiro3, ela nos disse que gostaria de doar esse dinheiro para construir uma escola  Isso é para confirmar o seu acordo. Ela gostaria que você colocasse em cada sala o nome de  sua falecida filha MARTHA (43, ela fundou uma escola  para cegos em sua área, morreu por acidente), seu filho falecido RAFAEL (21 ele também teve um acidente ) e seu falecido marido, JOSE, se for possível. Ela diz que qualquer oração que essas crianças farão, alcançará o coração do nosso Senhor por suas almas ". (13 de maio de 2004)

Estupefatos! Foi assim que lemos a resposta. Não,  nunca duvidamos, mas de surpresa não expressada de Seu amor! Nós acreditamos que Jesus ouve nossas orações e dá Seu conselho a qualquer um que pede, mas  receber a palavra com tal detalhe e de acordo com Sua Vontade, nos deixa sem palavras cada vez! Mais uma prova de que Ele está com todos nós cada momento de nossa vida e cuida de todas as nossas necessidades.

Nossa alegria foi completada quando recebemos um e-mail adicional da Carmen.

"Desculpe, eu esqueci de lhe dizer que Arturo4 saiu da cirurgia muito bem, ele se recupera muito rápido. Ele não precisou ficar nem uma hora em terapia intensiva. Ele está em casa agora e está com uma paralisia facial parcial que em breve irá se recuperar.

Seu médico diz: "Não sei a qual Santo  você pediu, mas depois de realizar tantas cirurgias cerebrais, esta é minha primeira cirurgia delicada que meu paciente não precisava de cuidados intensivos. Seu tumor era grande e se espalhava pelo seu cérebro. Bendito seja Nosso Senhor por Sua intervenção !!! "(13 de maio de 2004)

 

À medida que a temporada de monções5 estava se aproximando rápido, limitava-nos a começar pelo projeto de extensão da escola. Demorou cerca de um ano e meio antes de decolar. Quando começamos, a bênção de Nosso Senhor era óbvia, pois vimos que até a moeda cambial estava a nosso benefício; nós estávamos ganhando dinheiro extra para a construção com base no valor da doação.

A construção da escola.

O técnico de construção que consultamos disse que os alicerces da escola inicial não eram suficientemente fortes para suportar um segundo andar no topo. Como não havia outra terra oferecida à AVVD, pois isso era que poderíamos usar para construir uma escola na aldeia, decidimos derrubar as primeiras 3 salas de aula e começar de novo: uma nova escola de 2 andares com fortes fundações, 6 salas de aula espaçosas e até instalação elétrica completa - embora a aldeia ainda não tenha eletricidade. Claro que isso significava que era necessário muito mais dinheiro, mas Duleep se ofereceu para cobrir o resto das despesas.

Foram muitos esforços para construir a escola, não só da equipe de construção, que alguns dias por semana ficava na aldeia durante a noite, mas também dos moradores da aldeia: os materiais de construção tinham que ser levados para a aldeia da cidade por meio de canoas, pois não há estradas. Especialmente quando a água do rio se eleva durante a estação das monções, onde os riachos se tornam grandes rios.

A construção foi concluída no final de 2006 - apenas a tempo de inaugurar e cortar a fita vermelha por nossa convidada especial, Vassula, que era esperada, para passar alguns dias em Dhaka. Todos ficaram muito felizes com a nova conquista. Mesmo o padre da Missão Modhbari, Pe. Elias Palmer, disse sobre isso, "é tão bom, me pergunto se podemos usá-lo para qualquer função da Igreja", mesmo que a Igreja esteja bem ao lado da nova escola.

Inauguração

Awaiting for the Inaguration of the True Life in God School to begin
Esperando a Cerimônia começar

Dia 6 de janeiro de 2007, o grande dia da Epifania, tudo estava preparado para a inauguração da escola. Vassula chegou a Kulun com Duleep, Sujit6, Siddiqur7 e eu. Os moradores de Kulun receberam Vassula e o grupo com uma dança, cantando hinos de Natal e Epifania e levaram-na para a casa de aldeia de Xavier Pereira8.

 

Foi lá que representantes de grupos de oração da AVVD de outras áreas9 se encontraram com Vassula. Ela teve a oportunidade de conversar com eles por algum tempo e perguntou sobre seus grupos de oração da AVVD. Todos ficaram tão felizes, expressaram sua alegria pela benção que tiveram em conhecer pessoalmente a Vassula, convidaram-na a visitar suas áreas e partiram com o espírito erguido e com um entusiasmo renovado.

Assim que o Pe. Elias chegou da casa da Missão, ele comemorou uma Santa Missa em homenagem ao dia da festa da Epifania e deu uma benção para a abertura da nova escola. À nossa saída da igreja e para homenagear a inauguração da escola por sua presença, a esposa de um deputado, Sra. Ruby Chowdhury, com um grupo de representantes das associações políticas, Sr. Nabi Hossain10, Sr. Habibur Rahman11, Sr. Sirajul Mollah12, o Sr. Imtiaz Miah13 e outros vieram ao encontro de Vassula. A Sra. Chowdhury transmitiu a  Vassula, o profundo agradecimento de seu marido por cuidar de seu povo tanto quanto construir uma escola para seus filhos.

Todos foram levados à nova escola - na esquina da igreja.

A fita vermelha estava amarrada com grandes laços e estava esperando para ser cortada. Depois de todos reunidos, Vassula recebeu a tesoura e cortou a fita, abrindo oficialmente a nova escola da AVVD. Todos aplaudiram cheios de apreciação e alegria.

 

Para homenagear a Sra. Chowdhury por sua presença ali e seu marido14, ela recebeu as tesouras para cortar a fita vermelha de uma das asas também.

 

Depois do entusiasmo ter acalmado um pouco, com Duleep, acompanhamos Vassula, a Sra. Chowdhury e a Sujit às 3 salas do piso térreo onde, em cada entrada, uma placa de mármore tinha gravado nelas os nomes dos nomes de marido e filho da Sra. Liduvina, conforme prometido.

 
 

Mais tarde, fomos ao segundo andar para ver as outras 3 salas de aula - também tem o nome de Vassula em uma placa de mármore - e a Sra. Chowdhury, impressionada com todo o projeto, desejou continuar o trabalho altruísta de amor e expandir-se até mesmo a uma Faculdade. (2 fotos)

 

No andar de baixo, p. Elias estava esperando para felicitar mais uma vez Vassula e o resto.

 

Uma pequena homenagem  foi preparada depois disso para dar uma palavra de agradecimento a Vassula, a Sra. Liduvina e os envolvidos neste projeto. A Sra. Chowdhury também agradeceu a Vassula por sua motivação inspirada para que os outros realizassem boas obras.

 

Antes de sair da aldeia, tiramos uma foto para lembrar na frente da escola com Vassula. Que mais escolas sejam construídas para conceder educação de centenas de crianças em todos os países carentes no mundo.

 

Bolsas de estudo

Dois meses depois, em março de 2007, fomos convidados a visitar Kulun novamente para outra ocasião especial: 4 estudantes da nossa humilde escola de AVVD ainda sem eletricidade ! - receberam bolsas de estudo do governo para continuar com seus estudos. Chegamos em Kulun com Stefania Restivo, uma boa amiga da Itália que nos visitou por algumas semanas.

Foi preparado um programa com uma série de eventos atléticos para as 3 primeiras aulas que todos nós gostamos.

Mais tarde, uma vez que todos os professores e as crianças da 1ª Escola Primária da AVVD reuniram-se, em uma cerimônia muito simples e informal, fui verdadeiramente honrada quando pediram para dar as bolsas de estudo para 1 menino e 3 meninas. Mas para todo o resto das crianças15, demos uma lembrança, então todos ficariam felizes.

 

Não há palavras para descrever a alegria de todos os envolvidos para esse projeto da escola  decolar e ser completado, acompanhado por tantas bênçãos! Não há palavras para agradecer ao nosso Jesus que nunca abandona ninguém! E não há palavras para agradecer também a Sra. Liduvina que nos motivou e encorajou financeiramente a expandir a escola inicial para que mais crianças possam receber educação e estar perto de suas famílias e vilas também.

Que nosso Bom Senhor Jesus e Sua Mãe amorosa, Maria, abençoe, guie, inspire e proteja todos nós para a sua glória!

AVVD Bangladesh


1 Em 2004, 90 pessoas carentes das favelas próximas receberam um almoço quente diariamente. Hoje, eles são 100.

2 Hoje, o número aumentou para 45-50.

3 2º retiro latino-americano no México em fevereiro de 2004.

4 O filho da Sra. Liduvina que passaria por uma cirurgia no cérebro em 5 de maio.

5 Final de maio - início de junho até setembro.

6 Sujit Kumar Barua, budista.

7 Siddiqur Rahman, muçulmano, um dos associados de Duleep.

8 Xavier está se preparando para testemunhar reuniões da AVVD nas aldeias de Dhaka.

9 Badhon: Sra. Nirmala Rozario, Rangamatiya: Sr. Sylvester Rozario, Kulun: Sr. Bernard Pereira, Joromber: Sra. Sanchoy Corraya, Dhaka Beth Myriam: Shamol Peiris, West Batara-Gulshan: Xavier Pereira

10 Secretário da Liga Jubo

11 Presidente da liga Jubo

12 Presidente da União Nagori – Advogado

13 Comissário Ward

14 Membro do Parlamento

15 200 crianças freqüentam a Escola Primária da TLIG em Kulun