INÍCIOÍNDICEPESQUISA
DESLEIXASTES O MEU JARDIM

5.4.1988


A nossa Santa Mãe:

- Glória a Deus. Queres trabalhar com Jesus?

- Sim, Santa Mãe. Ensinai-me, por favor, a obedecer-Lhe e aumentai a minha fé, o meu amor e a minha esperança.

- Fá-lo-ei. Esforça-te por ser dócil, menina. A Minha Paz esteja contigo. A Sabedoria te ensinará; põe tudo nas Suas Mãos, que Ele não te abandonará. Aí está Jesus.

Jesus tinha-Se posto à minha esquerda, mostrando-me os Seus Pés, ligados aos meus.

- Lembra-te de que este laços são para a Eternidade. Eu estou sempre a teu lado. Vem; reza pela redenção das almas. Desejo que medites na Minha Paixão; fui crucificado, esta semana. Não duvides nunca, Minha mirra; embeleza a Minha Igreja; não permitas a ninguém que te arranque o dom que Eu te dispensei. Não deixarei nunca a tua lâmpada sem azeite; encherei sempre a tua lâmpada. Ecclesia precisa de ti. Hoje, a Minha Casa está em ruínas.

Vassula! Deveis reconstruir esta Minha Antiga Fundação, renovando os seus muros. Renovai o Meu Santuário. Eu sou o Senhor e, com a Minha Força, reconstruireis estas antigas ruínas e embelezareis a Minha Antiga Fundação. Renovai os seus muros e Eu voltarei a chamar todos os mortos à vida. Despertarei esses cadáveres e ressuscitá-los-ei. Será este o Grande Regresso, o Grande Regresso à Vida, pois o Meu esplendoroso orvalho vos embelezará, Criação! Estenderei o Meu Reino e todo o Céu se alegrará! Desleixastes o Meu Jardim; mas Eu, o Senhor, que sou o seu Guardião, amo-vos loucamente e não posso suportar ver os espinhos e os abrolhos sufocarem as poucas flores que Me restam. Chegou o tempo de cuidar dele, arrancando esses espinhos e esses abrolhos, de forma a permitir aos Meus botões que se abram e enfeitem o Meu Jardim. A JUSTIÇA triunfará. Eu, o Senhor, farei, isso sim, que eles façam a Paz Comigo. Aqueles que são sinceros voltarão a Mim, arrependendo-se. Todos vós que Me procurais e que desejais ardentemente conhecer as Minhas Vias de Integridade, vinde e ouvireis as Minhas súplicas, da Minha Cruz. Sinto necessidade de Amor, de Amor. Abri os vossos corações e Eu vos curarei e vos consolarei, Criação.

Pedro! Pedro, reúne todas as nações, puxa-as para o Meu Coração. Eu chamo, da Minha Cruz. Nutre todas as Minhas ovelhas, Pedro. Eu te pergunto, uma vez mais, Pedro: Amas-Me, mais que estes? Se Me amas mais, então, não te deixes convencer pelos Cains, permanece decidido. Pedir-te-ão leis que parecem justas, próprias para tratar as almas a seu bel prazer: essas são as leis que os homens fazem. Não te deixes persuadir, lembra-te de como Eu sou; Eu, o Senhor, sou manso e humilde.

Sê a Minha imagem. Se eles desejam ardentemente que Me aproxime deles, então, por que não ouvem a Minha Voz? Eu estou mesmo à sua porta e bato. Por que recusam ouvir-Me? Se eles Me desejam ardentemente e não Me ouvem, será, então, por causa da sua apostasia, a qual se tornou densa como a lama. Eu, agora, estou aqui e espero que Me abram o seu coração, enquanto eles, por seu lado, Me põem de parte e Me oprimem. Levantai os olhos e vereis o vosso Salvador. Reconhecei-Me! Não espezinheis as Minhas Obras Providenciais, negando a Paz aos Meus pequeninos, fazendo, isso sim, que nenhum deles vos siga nas vossas traições pessoais. Dai-lhes a Minha Paz. Não vos surpreendais com o débil instrumento que utilizo para Me revelar. Eu sou Deus e escolho quem Me apetece.

Minha filha, conta Comigo, tem confiança em Mim. Nós?

- Sim, Senhor.

- Vem.