INÍCIOÍNDICEPESQUISA
ÉS LIVRE EM ESCOLHER

21.01.1987


O padre fez-me sofrer muito. Como Deus mo havia predito no dia 16 de Dezembro, enviou-me algumas páginas e recortes com uma serie de teorias, para me provar que se trata de uma obra do demônio. Entre outras coisas, enviou-me também uma teoria do subconsciente, sobre o ocultismo e sobre o satanismo, e tudo com uma carta em que me exortava a destruir os escritos e a advertir a gente, para seu bem e meu, de que tudo isto vem do Maligno. Respondi-lhe que tinha seguido o seu conselho, recitando as três orações e ficando sem escrever, para ver o que aconteceria. No entanto, não penso que me tenha acreditado, porque declarou a um outro sacerdote, que me acredita e ajuda, que os meus escritos são satânicos e que tão pouco rezei as orações. Este, preocupado com a pregação do primeiro, quis ler os meus dois últimos cadernos; mas criando depois uma sua opinião, exortou-me a continuar. Por conseqüência, agora sei que o padre que julga ser tudo obra do demônio, o faz por amor à Igreja, para a proteger, e quer salvar-me também a mim. Se ao menos pudesse ver mais claramente! Espero que um dia compreenda 1 . Rezo à Santíssima Virgem.

- Mas que faço eu de mal?

(A Santíssima Virgem): Ó Minha filha, quanta pena eu tenho de ti!

- Farei, porventura, algum mal em desejar que os outros amem a Deus e em dar-lhes a conhecer esta mensagem?

(A Santíssima Virgem): Não, tu não fazes mal algum. Eu sou Maria, Mãe das Dores, Vassula; eu estou sempre perto de ti. Está conosco, vem a Nós, para seres consolada. Eles não compreendem a Nossas Riquezas. Têm o coração fechado para sempre. Tu és um dos muitos sinais que nós lhes temos dado, mas parece não quererem compreender. Deus animou-te a ouvir o Seu apelo; Vassula, sempre que tu conduzes uma alma a Deus, Deus fica muito contente contigo. O Meu Filho Jesus e Eu estamos sempre ao pé de ti. Presta muita atenção porque o Maligno está furioso contigo e tenta desanimar-te. O seu modo de lutar contra ti é que acrescentes palavras nos escritos para te confundir. Lembra-o sempre e nunca o esqueças: é a sua arma contra ti. Eu estou ao pé de ti e protejo-te.

- Poderei reconhecer o Maligno?

- Dir-to-ei sempre e Jesus ensinou-te a reconhecê-lo.

- Por que razão sou atacada?

- Explicar-to-ei. Minha filha, compreende que tu estás presente no Purgatório. O teu amor a Deus cura tantas almas desgarradas
2 e é por isso que és atacada; Eu estou perto de ti para te proteger; disse-te isto, agora mesmo, para que tu compreendas o motivo por que, às vezes, recebes uma palavra incorreta. Tu cura-las com o teu amor a Jesus e ao teu Pai Santo.

- Posso, então, proceder também deste modo?

- Sim, tu cura-las com o teu amor. Não te deixes influenciar pelos homens que te querem impor as suas teorias. Todas as vezes que se te disser que deixes de escrever, lembra-te de como eras ignorante, quando vivias nas trevas. Tantos dos Nossos filhos não reconhecem já os Nossos Sinais; Deus escolheu-te para que fosses a Sua mensageira; alegra-O e Ouve-O.

- Obrigada, Santa Maria. Que Deus Vos bendiga.

- A Paz esteja contigo.

- Jesus?

- Eu Sou. 3 Vassula, amo-te a um ponto que tu jamais poderás conceber. Quanto sofro, ao ver os Meus filhos assim tão áridos. Como podem esquecer este Amor que tenho por eles? Por eles, dei a Minha Vida. Minha amada, está mais perto de Mim e ouve-Me. Eu virei à hora marcada para te livrar; mas, antes, terás uma missão a cumprir. Eu, Deus, revelei já a Sabedoria para abençoar toda a humanidade. Ó Minha filha! Um dia, tu compreenderás perfeitamente como Eu opero. Não tenhas medo, porque Eu, Deus, amo-te. Minha filha, sou Eu, Jesus. Quero que tu recites, antes, as três orações, todas as vezes que te ponhas a escrever Comigo, porque afastam o demônio. Acredita-Me: têm muito poder. Queres trabalhar sempre por Mim?

- Jesus, se eu dissesse não, que faríeis?

- És livre em escolher. Não tenhas medo; não retirarei o carisma que te dei. Eu virei sempre ao teu encontro, para te dizer quanto te amo.

- Não, Jesus. Já disse que estou disposta a trabalhar por Vós. Por que iria eu agora a mudar de idéia? Lembrais-Vos?

- Sinto-Me feliz com a tua resposta, Minha filha; continua pertinho de Mim e Eu guiar-te-ei.

- Jesus, já Vos ofendi alguma vez?

- Sim. Ofendeste-Me, quando te esqueceste de como te salvei das trevas; mas já te perdoei. Sei quanto Me amas. Eu sou o teu Enamorado, não te esqueças; não te esqueças de que, sendo tu a Minha enamorada, compartilhamos tudo. Vassula, sobre os Meus ombros cansados, levo a Minha Cruz de Paz e de Amor. Toma-A um pouco, Minha muito amada; pô-la-ei aos teus ombros, para Me aliviar do Meu fardo. Quero-te ao pé de Mim, para poder pousar a Minha Cruz sobre ti; quero-te perto de Mim, porque sei que tu compreendes quanto Eu sofro. Quando sentires a Minha Cruz, sofrerás também tu; sou o teu Enamorado e contigo partilharei também os Meus sofrimentos. Sentir-Me-ei aliviado, todas as vezes que suavizares o peso do Meu fardo. Antes que tu Me aceitasses, já Eu te havia seguido, vigilante, em cada um dos passos que davas; mas tu ignoravas a Minha Presença; agora, finalmente, ouviste-Me e vieste ao Meu encontro; então, por que duvidas?

Trata-se das dúvidas tidas, depois do meu encontro com o padre.

- Todas as vezes que és fraca, ou vives na dúvida, lembra-te daquilo que Eu mesmo te disse agora: leva a Minha Cruz de Paz e de Amor e não Me deixes. Vem e reza Comigo.

Jesus rezou comigo. O Seu Rosto estava virado para o Céu, enquanto rezava.

- Jesus, Vós sabeis quanto eu Vos amo. Ajudar-Vos-ei a levar a Vossa Cruz para Vos aliviar. Nós podemos dividi-La.

- Minha filha, tanto queria ouvir-te dizer isto! Vem, Minha amada, continuaremos o Nosso caminho.


Jesus estava tão contente, feliz!

No dia seguinte: enquanto pintava ouvi chamar. Jesus chamava repetidamente. Atirei com os pincéis ao ar e corri para a escrivaninha.

- Vassula, Vassula, Vassula, Eu, Jesus, chamei-te. Ó Vassula, como te amo! Glorifica-Me, está sempre Comigo. Todas as vezes que Me amas com tanto fervor, sinto-Me glorificado. Alegra-Me sempre, ouvindo-Me como agora. Lembra-te de que, bem depressa, estarei contigo. Virei depressa a buscar-te para te ver ao pé de Mim, bem-amada, porque te amo a um ponto que não poderás imaginar; mas, primeiro, deverás difundir a Minha mensagem a todas as nações, como estás fazendo agora; depois, virei procurar-te. Conduzir-te-ei para aqui, onde Eu estou e ter-te-ei perto de Mim, para sempre. Eu, Jesus Cristo, amo-te; dei-te esta Graça, Vassula, abençoei- te e não mais retomo aquilo que dou. Minha filha, queres renovar a Minha Igreja?

- Ó Jesus, Vós pedis-me uma coisa que não posso fazer por Vós!

- Tem confiança em Mim!

- Agarrar-me-ei a Vós e dependerei inteiramente de Vós. Vós sois o meu Mestre.

- Glorifica-Me, Eu guiar-te-ei.


1 passado um ano, este padre começou a ajudar-me muito
2 "desgarradas" refere-se às almas que estão ainda na terra
3 É esta a tradução exata, que nos foi sugerida pela própria Vassula, ao recordar-nos a definição que o mesmo Deus fez de Si próprio a Moisés, dizendo: "Eu sou Aquele que Sou" (Ex 3 14). E assim Se apresentará Jesus, quase sempre à Sua mensageira. De acordo com a versão italiana, escreveremos sempre o "Sou" com letra maiúscula (Nota da versão portuguesa)