INÍCIOÍNDICEPESQUISA
ACREDITAR É TAMBÉM UMA GRAÇA

7.9.1987


- A Paz esteja contigo.

- E Convosco também Senhor 1 .

- Assemelha-te a Mim, flor; deixa que a Minha Luz brilhe sobre ti, de forma a diminuir as tuas penas. O Meu Sopro afastá-las-á e fará cessar a sua razão de ser, deixando-te sorridente. O Meu orvalho de Justiça embelezar-te-á, flor; recebe a Minha mensagem de hoje. Não temas, pois estabeleci os Meus Planos muito antes que tu nascesses.

- Isso significa que, seja o que for que aconteça, a mim, ás Vossas mensagens e a todos, é apenas por Vossa Vontade?

- Sim, bem-amada, tudo aquilo que acontecer virá de Mim.

- Tenho medo de falhar, Senhor.

- E como poderias tu malograr os Meus Planos? Pensa bem: Tu és uma nulidade; e como poderia, então, uma nulidade ser algo que fizesse falir os Meus Planos? Mas tu és um nada; por conseguinte, não te inquietes. Deixa tudo nas Minhas Mãos. Vassula, Eu sou o teu Mestre; não temas, quando estás Comigo.

- Por favor, desejaria dizer uma coisa.

- À vontade.

- Sabeis que, ás vezes, penso ser completamente louca, demente?

- Eu sei.

- Então, imaginai agora aqueles a quem um dia eu irei mostrar tudo isto! Ficarão desorientados! Dirão que poderá haver uma explicação natural. Simplesmente, o que acontece é não acreditarem.

- Acreditar é também uma Graça. Ter a fé é também uma Graça. Ver, ouvir e compreender as Minhas Obras divinas é também uma Graça; e todas são Graças dadas por Mim.

- Sim, Senhor.

- Vassula, trabalhei contigo. Honra-Me, filha Minha.

- Com a Vossa ajuda, eu não faltarei, Senhor.

- Então, escuta as palavras de Minha Mãe:

- "Vassula, pethi mou
2 , não temas, Eu estou contigo. Meu Filho Jesus limitou propositadamente as provas e os sinais que tu Lhe pedias; Ele tem as Suas razões. Contudo, deu-te a Graça de acreditar, instruiu-te com a Sabedoria. E, de fato, Vassula, tu acreditaste cegamente".

- É verdade.

- Sim, que de outro modo não terias este fervor no vir a Nós e no escrever, permitindo-Lhe que Se servisse de ti segundo o que Lhe apraz. Tendo-o feito, bem-amada, isso prova que tu acreditas cegamente, e Deus está contente com isso; a tua fé é grande. Jesus quer ensinar a outros a ter fé e a acreditar cegamente nas Suas Obras divinas. Sede inocentes, sede como criancinhas, nas quais Deus Se deleita.

- E se não acreditam, Santa Mãe?

A voz de Maria mudou subitamente de tom e tornou-se grave.

- Os teus sofrimentos serão grandes, tu serás como um espelho que reflete a Imagem de Jesus. Os Seus Sofrimentos serão refletidos em ti.

- Quer dizer que Jesus sofrerá, se se mostrarem incrédulos e desdenhosos?

- Precisamente: Jesus sofrerá. Os Seus Sofrimentos notar-se-ão em ti.

- Mas, dado que havia preparado os Seus Planos muito antes, por que os não fez de modo a não haver contradições?

- Minha menina, os homens tendem, de fato, a pensar assim. Não esqueças os Seus Ensinamentos. Jesus quer que as Suas Obras sejam reconhecidas com a Graça.

- Jesus disse-me que me defenderia, se visse que me queriam fazer mal.

- De fato, Ele disse-o; e Eu digo-te, Minha filha, que também Eu te defenderei! Amo-te e não deixarei que alguém te faça mal.

Estava muito comovida.

- Sou desprezível, tenho medo, mas agarrar-me-ei a Vós e a Jesus.

- Minha filha, dir-te-ei ainda algo mais: Deus estendeu a Sua Justiça por sobre os homens; o Seu Cálice, agora, está cheio. Ouve-Me atentamente, que estas Palavras escondem outras tantas: Glorifica a Deus, Vassula, Eu sou a tua Santa Mãe. Minha filha, tem confiança em Mim, não te canses de lutar. Lembra-te de que Jesus foi abandonado por todos no Caminho da Cruz. Ele levou a Sua Cruz sozinho.

- Sim, Mãe, não Lhe pedirei nada mais, além daquilo que me dá.

- Vassula, deixa-Me responder à pergunta que tu fazes: Se ainda não acreditam, a cólera de Deus aumentará, enchendo mais ainda o Seu Cálice de Justiça; e sucederá aquilo que tu mesma viste na visão que Deus te deu. Reza e repara, pois o fim dos Tempos está próximo.

- Sim, Mãe. Deus Vos bendiga.

- Eu Sou Jesus. Pequena, mantém-te pequena. Falemos juntos, compartilhemos este dia; permite-Me que seja o teu Santo Companheiro.

- Senhor, permiti que Vos fale. Lembrar-me-ei da Vossa Presença.

- Vem. Nós.


1 por ignorância, saudei-O assim, a Ele que é Paz
2 "Minha menina" - em grego