INÍCIO ÍNDICE PESQUISA
ESCONDER A MINHA VOZ É UM PECADO MORTAL
OS MEUS SERVIDORES SÃO FORMADOS PELAS MINHAS PALAVRAS

28 de Setembro de 2000


- Do Vosso Templo, Senhor,
ouvi a minha voz
e fazei-me ouvir a Vossa;
que esta geração abra os seus ouvidos
e ouça as Vossas palavras,
que são mais doces do que o mel,
mais doces que o puro mel dos favos;
David disse:
"Os Vossos servos são formados
pelas Vossas Palavras..." (Sl 19,12).

- E assim são eles, porque olha: Que tendes todos vós visto? Que tendes vós ouvido? Uma elite a caminhar entre a elite? Um filósofo ou um membro de alta categoria de uma academia teológica? Tendes visto alguém vestido de púrpura real, de riqueza, e à cata de conhecimento mundano? Não? Então, vós que viestes ouvir, quem ouvistes? Uma autoridade dada pelos homens? Oh! Não, porque os que se sentam em tronos e vos governam não estão ungidos com o óleo da profecia. Então, quem tendes vós ouvido, em todos estes anos?! Um coração? Sim! Foi o que vós viestes ver e ouvir. Um coração formado pelas Minhas palavras, que desafiam os poderes do mal e as dominações do Maligno, mas que exaltam o Meu Nome pelo louvor e glória, consolando os desencorajados e os aflitos, alimentando os esfomeados com as Minhas Palavras. Viestes ouvir um coração clemente formado por Mim e pelas Minhas Palavras.

Sim, os Meus servidores são formados pelas Minhas Palavras e, neste dia, Eu sento-Me no Meu Trono, comandando esta cidade e convidando todos quantos passam: "Quem é que se decidiu a disciplinar a sua vida por Mim? Quem é que dispôs o seu espírito a ser corrigido e a vir habitar em Mim? Infelizes dos corações indecisos, ai dos corações indiferentes, ai dos corações orgulhosos e entontecidos: o peso do seu próprio pecado os atirará para o inferno! Hoje, venho uma vez mais a ti, geração, a fim de te formar pelas Minhas Palavras Salvadoras e te ungir para que faças o bem. Não fiques como uma árvore ressequida; vem a Mim, que Eu Mesmo te farei florescer, e o teu fruto será bom. Vem a Mim e, quando Eu te tocar nos lábios, os teus próprios lábios pronunciarão gentileza e serás liberta da morte ".

- Javé, guia os nossos passos
senão, como podereis vós,
por vós mesmos,ver onde ides?
O Trono de Javé
não pode senão ser instalado
na gentileza;
a própria Escritura o diz.

- E é assim mesmo... Por conseguinte, não digais: "com que autoridade nos veio ela
1 falar?". Eu sou a sua Autoridade e esta mesma Autoridade veio dizer aos trocistas 2 : "Eu Próprio vos expulsarei das vossas cátedras, mas exaltarei os humildes, a fim de os enviar a evangelizar um povo descristianizado; Eu respirei fundo, suspirando, enquanto passava por todos esses trocistas; o seu espírito está inteiramente invadido de urtigas. Enquanto olhava para a Vinha 3 que Meu Filho Jesus Cristo lhes 4 confiou, dei um novo e bem profundo suspiro. Que é feito do banquete de vinhos finos, de alimento rico e suculento, de vinhos finamente filtrados? Será esta a região em que se encontrava um milhar de vinhas?"

Ah! Geração, como tenho piedade de vós. A pobreza está à tua esquina e, como um mendigo, está em verdadeira necessidade
5 . "Come mel 6 porque é bom; o mel que corre do favo tem uma doçura saborosa e salvar-vos-á!", digo Eu. Mas ninguém Me escuta verdadeiramente; só um pequeno resto se sente ávido em escutar.

Uma casa foi construída pela Sabedoria, comprada pelo Precioso Sangue. De repente, ergueu-se a vingança de Satanás para A destruir: "quem terei eu de enviar para fazer esse trabalho de destruição? Pois bem, vou enviar a Besta e seus adeptos para demolir e dividir, para profanar e abolir aquilo que é o mais Santo..." Quando veio a adversidade, Eu vim socorrer, mas ninguém, entre os oficiais da Igreja, Me escutou verdadeiramente. "Isto não passa de uma revelação privada; não tendes necessidade de lhe prestar qualquer atenção", dizem eles. Ora, esconder a Minha Voz é um pecado mortal. Passar-Me pelo crivo, muitas e muitas vezes, e esquadrinhar-Me
7 é um pecado odioso a meus Olhos. A vossa própria incredulidade dirá um dia: "Mas, olhai, nós não sabíamos; não sabíamos que ofendíamos a Vossa Misericórdia". Com efeito, a verdade é que ofendestes a Minha Misericórdia. E não somente ofendestes a Minha Misericórdia, como também permitistes aos poderes do mal que ganhassem terreno e que pilhassem a Casa que Meu Filho comprou com o Seu Precioso Sangue, por causa da vossa incredulidade. E de que forma! Com que habilidade vós contornais as Minhas palavras, a fim de justificardes a vossa incredulidade! Acaso vos não destes conta de que vos apoderastes da Minha Sede? Não vos destes conta de que passastes a ser o inimigo de toda a raça humana? Uma vez que, obstruindo e diminuindo o valor das Minhas Palavras, que Eu vos transmito pelos Meus profetas, vós próprios os impedis de pronunciar a Minha Vontade a Meu povo e de se reunir e unir a Casa de Meu Filho? Acaso não ouvistes: "Sem a revelação, o povo dissipa-se; mas o que guarda a lei é feliz" 8 ?

- Eu rezo por aquele que Vos exclamou:
"Cheguei ao desespero, com todos
os esforços que fiz à luz do dia".

- E Eu digo-lhe: "não sofreste em vão. Eu não sinto prazer algum com essa divisão, que é um grave pecado, mas a união não está fora da tua própria expectativa". Muitas palavras deformadas virão de muitos corações; mas, entretanto, não estarei Eu em vias de fazer o apelo? Se te desencorajas, vira-te para Mim... "Os Meus servidores são formados pelas Minhas Palavras", disse o Meu Espírito a David. E tu os reconhecerás pelos seus discursos e por aquilo que dizem. Esta geração arruína-se. Por isso, não terei Eu de intervir, numa tal apostasia? O destruidor devasta as Nossas Vinhas, pilhando as Escrituras, e vós sabei-lo. Não terei Eu de intervir? Olhai, os Meus Abéis lamentam-se, no deserto. Os Meus embaixadores de paz choram amargamente a dureza do vosso coração como Meu Filho chorou amargamente a dureza de coração de Jerusalém, que perseguiu todos os profetas...

- Até quando, Senhor?

- Até que eles não aprendam a exclamar:

"Bênção sobre aquele que vem em Nome do Senhor!" 9 .

E quanto a ti, Vassula, Eu digo-te: sinto a Minha delícia em ti, quando observas e não esqueces as Minhas Palavras, que te têm formado e, através de ti, têm formado outros. Mantém-te de olhos bem abertos, para contemplares os Meus inestimáveis tesouros e as verdadeiras maravilhas de Minhas Palavras. Eu disse, Minha Vassula, que contemplar a luz da Minha Glória está acima de toda a teologia. Pois bem, haverá algo de maior no mundo que penetrar no teu Deus e rejubilares na Sua Presença? Que haverá de maior no mundo do que ver-Me a Mim, a Divindade? Aquele que está revestido de Majestade e de Poder fala-vos. Eu transcendo e reino nas alturas da glória; por isso, é para lá que os vossos olhos se devem erguer permanentemente e sereis salvos.

É o que tu deves continuar a ensinar a esta geração. Vai recitar os Meus atos, a fim de que esta geração Me abra o seu coração e para que Eu, por Meu lado, lhe abra as portas da virtude. Exclama aos pastores que guardam a Igreja e pergunta-lhes: "Haverá por aí alguém que tenha saboreado a doçura e a bondade de Nosso Senhor? E haverá aqui alguém que seja o mais competente no Conhecimento de Deus?". Se dizeis "sim" à primeira pergunta e "não" à Minha segunda pergunta, então, porque Me perseguis? Eu implorei e vós condenastes. Eu visitei-vos, fazendo brilhar em vós a Minha benevolência, mas a arrogância e a hostilidade foram as ofertas que me fizestes. Bati à vossa porta, mas vós não Ma abristes e assegurastes-vos, pelo contrário, de que as vossas próprias janelas estavam devidamente aferrolhadas. Não tendes dado lugar algum a vosso Senhor. E terei então Eu de louvar agora o vosso discurso e essa vossa verdadeira onda de palavras que Me são dirigidas, nas Minhas Assembléias? Até porque todas essas palavras são vazias do próprio vazio? Afinal, para que servis vós? Humilhai-vos, antes que caiais doentes. Que as Minhas Palavras sejam o vosso educador, o vosso conselheiro e a vossa delícia, e vivereis.



1 Aparentemente, é a mim que Deus faz alusão...
2 Deus faz-me compreender que entende por isto os pastores que se comportam como Caim e não apascentam as ovelhas que lhes estão confiadas. São aqueles que são como lobos revestidos de peles de cordeiro; alguns deles têm altas posições e perseguem os "Abéis" - os bons e fiéis pastores - e todas as boas obras de Deus.
3 Nome simbólico para a Igreja.
4 Os guardas, isto é, os sacerdotes.
5 Pr 24,34.
6 Simboliza a Palavra de Deus.
7 Em inglês "scan"
8 Pr 29,18; "visão" designa o dom profético; "o Preceito" designa o ensinamento do profeta ou a Lei...
9 Mt. 23,29.

anterior índice próxima