INÍCIO MENSAGENS
Uma Alma pede Orações

A troca de e-mails a seguir ocorreu em junho de 2002. Vassula pediu que a correspondência fosse copiada na forma original para contar a estória de um pedido de orações feito por uma alma. A troca de correspondências ocorreu num período de dois dias.


Oi!

Estou tentando localizar uma antiga amiga inglesa que conheci há 32 anos no Sudão! Nós nos encontramos uma outra vez rapidamente num bar da Inglaterra em 1987, quando eu contei a ela minha experiência. Nunca me correspondi com ela por falta de tempo. Hoje tentei ligar para o número que ela me deu, mas não estou conseguindo. Você me faria um grande favor se conseguisse localizá-la para mim. Os dados que eu tenho são:

(Aqui Vassula deu o endereço e telefone da senhora)

Hoje, de repente, pensei muito nela e não sei por quê; talvez ela precise de orações.

Em Cristo,
Vassula


Cara Vassula,

O telefone está certo, mas é preciso tirar o "zero" ao telefonar de fora da Inglaterra. Então você tem que ligar para .........

Mas até agora só fui atendido pela secretária eletrônica, com uma mensagem do senhor X. Deixei recado para eles me ligarem e vou continuar tentando, a não ser que você diga o contrário.

Deus a abençoe,
David



Oi!,

Ótimo! Provavelmente esse senhor X. da secretária eletrônica é filho dela. Continue tentando, por favor. Tentei ontem à noite, exatamente com os números que você disse, tirando o zero, e disseram que "il numero non è esistente", e da última vez que liguei foi uma voz de senhora que atendeu dizendo que disquei o número errado; quando perguntei que número era aquele, ela disse um número completamente diferente, apesar de eu ter discado o número certo.

Vassula


Cara Vassula,

Falei com a J. hoje de manhã. Acho que você a está confundindo com outra pessoa, mas com certeza ela é a pessoa com quem Jesus queria que você entrasse em contato.

Assim que eu transmiti a mensagem que você pediu, a J. começou a chorar. Quando ela se refez, disse que sabia que isso tinha relação com o pai dela, que faleceu recentemente. Ela achou que era de fato o pai falando com ela e com a mãe, que, segundo ela, sofreram muito com a morte. Aparentemente, a mãe começou a sugerir que elas fossem a um espírita para tentar fazer contato com o marido falecido. O pai morreu há mais de dois meses e está claro que a J. e a mãe não conseguiram superar essa morte inesperada.

A primeira vez que a J.encontrou com você foi em 1998, em Rodes, onde ela estava passando as férias, mas também onde sua neta estava sendo batizada. O Pe. Rossi pediu que você representasse a madrinha!

Falei com a J. por um bom tempo e expliquei como encontrar o site, que ela não tinha procurado, apesar de usar a internet. Falei também sobre a peregrinação. Acho que um fruto específico de tudo isso é que a mãe agora não vai se aventurar em procurar um espírita. A própria J. sabia que não era uma coisa boa a se fazer, mas a mãe dela estava inconsolável. Então, talvez isso lhe dê paz. Tenho certeza de isso vai provocar (já provocou!) um forte impacto na própria J.

Deus a abençoe,
David



Oi!

Uau! Não sei o que dizer. É, eu sabia de uma J. em Rodes, mas nunca pensei nela, mas, David, só agora que estou lhe respondendo é que lembrei o nome completo da minha antiga amiga: J. T., claro!!! Se, quando vi o nome da J., eu tivesse percebido que não era a J. T., eu não teria tentado ligar para ela!!! Então Jesus me "confundiu" para eu pensar que eu tinha os dados da pessoa para quem eu queria telefonar, para sermos forçados a telefonar para a outra, que precisava de ajuda. Que jeito complicado de me levar até lá...

Então vou rezar para ela e para a mãe. Acho que o pai falecido "veio" a mim de alguma forma para que rezasse por sua alma; e, no domingo, se o estande do lado de fora da igreja, onde se anotam os nomes das almas para as intenções da missa, estiver aberto, diga-lhes que vou colocar o nome dele, mas eu preciso saber o nome. Qual é o nome dele? Que elas façam a mesma coisa por ele: Missas.

Mas aqui vai a parte mais interessante da história. Você está assentado? Ontem de manhã eu estava do lado de fora, aguando as plantas e lavando a varanda no quintal e, enquanto eu estava lavando, ouvi (locução) a voz de uma alma pedindo que eu rezasse por ela (lembro-me de um acontecimento parecido na Inglaterra). Por outro lado, fazia tanto tempo que as almas não vinham a mim, que eu duvidei. Eu disse: "Você é real ou é a minha imaginação?". "Não, eu sou real e preciso de orações", a alma disse. "Está bem", eu disse, e abençoei a alma e falei que iria rezar mais tarde. Depois pensei: as almas não podem esperar, pois cada minuto é como anos para elas. Então fiz uma pequena oração e pensei também em rezar a oração de Santa Gertrudes que garante a libertação das almas. Aí, logo depois do almoço, eu fui para o andar de cima e comecei a organizar os papéis (que são intermináveis nessa casa, há papéis por todo lado). Então encontrei esse papel com o endereço da J. R. Por isso é que essa J. T. ficou depois na minha cabeça o resto do dia.

Você consegue imaginar agora o cenário completo? É isso que eu digo para as pessoas às vezes: se você realmente entregou sua vontade a Deus para que Ele o guie como quiser (e não como você quer), Ele o faz. De vez em quando eu me comparo a esses carrinhos de controle remoto. Eu sou o carro e quem segura o controle é Deus. Ele aperta o botão para me levar onde Ele quer e quando Ele quer.

Pode contar para elas o que eu escrevi, se quiser. Elas não devem ir a esses charlatões (espíritas). Diga-lhes que a alma dele só precisa de orações e missas. Ele vai ficar bem. Diga à mãe para não se afligir tanto nem derramar tantas lágrimas. A alma do marido dela lhe diria: "Pare de chorar e derramar tantas lágrimas por mim; o que eu realmente preciso não são lágrimas, mas orações; reze por minha alma em vez disso". Então ela deveria ficar feliz, pois ele está VIVO!

Deus o abençoe,
Vassula


Vassula,

A J. acabou de me dizer outra coisa! Ela "perdeu o fôlego" especialmente quando ouviu a mensagem que deixei na secretária, mencionando o seu nome. A razão é que ela vem pedindo especificamente a VOCÊ, nas orações, que tentasse descobrir se o pai dela estava bem!

O nome do pai dela é T. K. C., embora conhecido como Ken.

Perguntei a ela se eu podia descrever essa história e enviar para a lista de e-mail, se o nome dela fosse excluído. Ela ficou muito feliz que isso pudesse ser feito, então eu queria fazer isso, incluindo sua carta abaixo (menos os nomes), se você não tiver objeções.

Ela perguntou se eu podia lhe perguntar quando você estará em Rodes neste verão. Ela diz que não quer ficar "na sua cola" nem nada, mas gostaria de vê-la na igreja do Pe. Rossi se ela estiver lá na mesma época que você. Ela diz que sente que precisa fazer alguma coisa para mostrar sua gratidão. Eu mencionei a peregrinação e ela disse que ia pensar no assunto, mas que se sentia tão pecadora que não lhe parecia certo ir a uma coisa desse tipo. Deixei bem claro que nós somos um grupo muito pouco santo!

Mas agora eu preciso de um uísque puro depois disso tudo! David



Oi de novo!

Hoje à tarde fui chamada a escrever e era o Pai que estava dando uma longa mensagem sobre arrependimento e suas vantagens, etc. Pouco antes Ele me pediu para "parar"; Ele me disse: "tudo que quero de você, Vassula, é amor. Ouça-Me, apóie-se em Mim. Eu Sou". Imediatamente, aproveitei e pedi por aquela alma da família M., para que seus pecados fossem perdoados por Ele. Deus respondeu: "Confie na Minha Misericórdia, Eu vou perdoar os pecados dele, venha".

Bom, acho que agora este episódio chegou ao fim.
Vassula
P.S. Você poderia transmitir a elas essa mensagem, por favor? Obrigada.


Cara Vassula,

Na verdade eu acabei de desligar o telefone depois de falar com a J. de novo. Perguntei quando foi que ela pensou em pedir a você que tentasse descobrir alguma coisa sobre o pai dela. Ela disse que foi no fim-de-semana passado! Ela disse que só rezou por uns dias assim e nem imagina de onde veio essa idéia, mas já está bastante propensa a aceitar que pode ter sido seu próprio pai quem pôs isso na cabeça dela. O pai estava presente no batismo.

Ela acha que a família não tem muita fé e isso vai ajudá-los muito.

Minha reação imediata a isso, logo depois de ter falado com a J. pela primeira vez ontem foi: como Deus é incrivelmente atencioso (que palavra inadequada!), a ponto de se dar a tanto trabalho por uma alma apenas!!

David



Oi, David!

Bom, isso é impressionante! Você recebeu meu último e-mail? Sobre UMA MENSAGEM DO PAI DO CÉU A RESPEITO DE KEN? Quando eu estava enviando o e-mail para você mandar para a família M., seu e-mail chegou ao mesmo tempo. Até eu estou espantada!! Sim, acho que no fim das contas essa é uma excelente história para se colocar no site. O melhor é colocar toda nossa correspondência em ordem cronológica para que as pessoas entendam tudo, sem tirar nada, a não ser o nome delas. Isso é uma lição para todos nós. Isso nos mostra que:

§ Nossas orações e súplicas são ouvidas no céu e, por meio do Espírito Santo, que envolve a todos nós, a ação divina se realiza.
§ Devemos rezar pelas almas que partiram, elas precisam de orações.
§ Devemos confiar na Misericórdia de Deus.
§ Ele perdoa nossos pecados.
§ Não devemos, em nenhuma situação, procurar espíritas que invocam os espíritos.

No Amor da Misericórdia Divina,
Vassula


Veja também as mensagens:

ALMAS DO PURGATÓRIO (22 de julho de 1987)
ESPERAR É COMO DORMIR (19 de agosto de 1988)


Oração de Santa Gertrudes

Nosso Senhor disse a Santa Gertrudes que a seguinte oração libertaria mil almas do Purgatório cada vez que fosse rezada. Esta oração foi estendida também aos pecadores ainda em vida.

Eterno Pai, eu Vos ofereço o preciosíssimo Sangue do Vosso Divino Filho Jesus, em união com todas as Santas Missas que hoje são celebradas em todo o mundo, por todas as santas almas do Purgatório, pelos pecadores em todos os lugares, pelos pecadores da Igreja universal, pelos de minha casa e meus vizinhos. Amém!


retorna à página principal